UFSC e Prefeitura de Santo Amaro da Imperatriz firmam convênio para desenvolvimento de projetos

05/03/2014 17:40

Reunião marcou a assinatura do convênio entre a UFSC e a Prefeitura Municipal de Santo Amaro da Imperatriz. Foto: Jair Quint/Agecom/UFSC

A reitora da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Roselane Neckel, e o prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, Sandro Vidal, assinaram, na última quarta-feira, 26 de fevereiro, um convênio de pesquisa e extensão para o desenvolvimento e execução de projetos voltados às áreas da saúde, educação e meio ambiente. O termo prevê a execução de ações educativas e de diagnóstico parasitológico na rede municipal de ensino, além do desenvolvimento de uma proposta de gerenciamento de resíduos sólidos e estudos de inundações, com planejamento de drenagem urbana.

A UFSC contribuirá com a participação de professores e alunos do curso de graduação em Engenharia Sanitária e Ambiental, do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental, e das áreas de Saúde, Ciências Biológicas e Ciências Sociais; além disso, a Universidade disponibilizará bolsas aos acadêmicos envolvidos. A contribuição da Prefeitura de Santo Amaro será o fornecimento de transporte e alimentação, além de uma bolsa de estudos e do apoio financeiro para a compra de materiais de consumo e serviços de terceiros.

A reitora destacou as características sociais e ambientais do convênio, e agradeceu aos professores da UFSC o esforço para fazer o projeto sair do papel. “Temos muitos convênios, mas esta intervenção tem um sentido social muito amplo  são milhões de beneficiados. Agradeço aos professores o empenho em buscar recursos”, ressaltou. “Não nos interessa a cor partidária; se os resultados forem bons, estaremos lá como academia, para trazer resultados pelo bem comum. Isto é muito importante para nós: o interesse genuíno em fazer algo para a população; é objetivo da Universidade fazer essa devolução à comunidade”, complementou a reitora.

O coordenador das atividades do convênio é o pró-reitor de Extensão da UFSC, Edison da Rosa, que destacou que se trata de um projeto inédito, preparado pelo seu idealizador, o professor aposentado da UFSC Ronaldo Antonio Salum, há mais de dez anos. “Agradecemos ao professor Salum a iniciativa. Desde o ano passado, temos trabalhado para a criação desse termo de convênio. Estamos aqui para dar o apoio necessário e colocar a iniciativa em prática”, completou.

Salum, morador de Santo Amaro desde 1978, contou que, pela primeira vez desde que concebeu o projeto, encontrou administrações na UFSC e na prefeitura municipal dispostas a realizá-lo. “Encontrei duas mentes abertas e estou feliz que a Universidade possa trazer seus princípios para esta comunidade. Coloco-me agora com um fiscal deste convênio para que tudo aconteça conforme o planejado”, frisou o professor.

O prefeito Sandro Vidal acredita que os grandes beneficiários serão o município e as gerações futuras de Santo Amaro da Imperatriz. “Nossa cidade possui águas importantíssimas para toda a Grande Florianópolis e para as belezas naturais do nosso estado, com 63% do Parque Serra do Tabuleiro dentro do nosso município. Então, precisamos de um plano de saneamento para preservar nossos mananciais”, explicou. “Com o plano de saneamento finalizado também teremos instrumento para buscar recursos no governo federal para futuros projetos”, salientou o prefeito.

Saneamento

O plano de saneamento básico do município precisa abordar o abastecimento de água, a coleta e tratamento de esgoto, a drenagem urbana e a gestão de resíduos sólidos. Por enquanto, Santo Amaro conta com as duas primeiras análises. A professora Alexandra Rodrigues Finotti, do Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental, esclarece que a responsabilidade da UFSC pelo convênio é subsidiar com estudos o plano de drenagem e gestão de resíduos sólidos. “Nossa parte é fazer o levantamento para subsidiar a confecção do plano municipal. Vamos analisar as áreas inundáveis, riscos de inundações, e levantar indicativos para galerias e bocas de lobo”, acrescenta Finotti.

Educação e Saúde

O convênio prevê o projeto “Saúde e Ações Educativas: Parasitologia e Bioquímica na Escola”, que inclui diagnóstico parasitológico nas escolas municipais, com a realização de exames de fezes em todas as crianças e ações educativas para evitar a contaminação e a propagação de doenças. Além disso, haverá orientação nutricional a respeito da ingestão de biomoléculas alimentares essenciais à saúde.

As professoras Juliet Sugai, do Departamento de Bioquímica, e Lenilza Mattos, do Departamento de Análises Clínicas da UFSC, explicam que um dos objetivos é a prevenção de parasitoses. “Todo o trabalho visa à saúde das crianças e à formação delas como multiplicadores para a família, incentivando a mudança de hábitos para uma melhor qualidade de vida”, detalham as pesquisadoras.

A reunião para a assinatura do convênio aconteceu na prefeitura municipal de Santo Amaro e contou com a presença de secretários e vereadores do município, membros da sociedade civil, professores e membros da Administração Central da UFSC, além do prefeito e da reitora.

Notícias relacionadas
UFSC firma parceria para desenvolver projetos em Santo Amaro da Imperatriz

 

Mayra Cajueiro Warren
Jornalista / Diretoria-Geral de Comunicação

Tags: convênioDepartamento de Análises ClínicasDepartamento de BioquímicaDepartamento de Engenharia Sanitária e AmbientalProfessor SalumRoselane NeckelSanto Amaro da ImperatrizUFSC