Campus da UFSC em Joinville recebe mais de R$ 3 milhões em investimentos nos últimos 17 meses

21/11/2013 15:35

O campus da UFSC de Joinville foi criado em 2009 com recursos do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais Brasileiras (Reuni). A pró-reitora adjunta de Planejamento e Orçamento, Izabela Raquel, informa que, entre maio de 2012 e outubro de 2013, foram empenhados R$ 1.462.368,43 em obras, R$ 1.621.393,84 em aluguéis, R$ 157.385,00 em diárias e R$ 82.027,67 em passagens. De acordo com a diretora do Departamento de Desenvolvimento de Pessoas (DDP), Bernadete Quadro Duarte, no mesmo período, foram aplicados R$ 8.859,83 em capacitação para servidores e R$ 22.833,17 em concursos para docentes.

Segundo o coordenador de Admissões, Concursos Públicos e Contratações Temporárias, Salézio Schmitz Junior, o campus foi o segundo em número de vagas oferecidas para professores em 2013, atrás apenas de Florianópolis, com 123 vagas. “Foram abertas vagas para professores do magistério superior em 25 concursos, a maioria realizada no mês de junho. Em seis concursos não houve candidatos habilitados e as vagas serão reabertas em outro edital. Até o momento, 26 professores tomaram posse”, afirma.

O diretor do Departamento de Ensino (DEN) da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) informa que foram abertas 35 vagas no concurso público de Edital nº 08/DDP/2013. “No próximo concurso, serão abertas 23, mais uma vaga de redistribuição, e serão reabertas as vagas em que não houve candidatos habilitados”. Ha entraves para ampliar a contratação de professores para o local, devido ao quantitativo de vagas estabelecido em 2007, período em que os cursos foram instituídos por meio do Reuni. As especificidades das graduações oferecidas no campus também são um fator que dificulta a atração de docentes.

A estrutura da Universidade na região Norte oferta os cursos de Engenharia Aeroespacial, Engenharia Automotiva, Engenharia Ferroviária e Metroviária, Engenharia Mecatrônica, Engenharia Naval, Engenharia de Infraestrutura, Engenharia de Transportes e Logística e Bacharelado Interdisciplinar em Mobilidade. Um túnel de vento subsônico para pesquisas de interação fluido-estrutura – equipamento com características técnicas inéditas no Sul do país – será construído em Joinville com investimento de R$ 2.516.994,00. Os recursos foram captados pela chamada pública MCTI/Finep/CT-Infra 01/2013 e visam à modernização e ampliação da infraestrutura e dos serviços de apoio à pesquisa na Universidade. Cinco projetos da UFSC foram contemplados.

No dia 16 de outubro, a reitora Roselane Neckel, acompanhada de uma comitiva da Administração Central da UFSC, visitou o campus para responder a questionamentos de professores, servidores técnico-administrativos em Educação (TAEs) e estudantes. Entre as reivindicações do grupo estão melhorias na infraestrutura do local. O reconhecimento dos cursos ofertados também foi discutido. A pró-reitora de Graduação, Roselane Campos, a pró-reitora adjunta de Planejamento e Orçamento, Izabela Raquel, e o diretor do DPAE, Elias Sebastião Andrade, participaram da reunião. Na ocasião, o DPAE sugeriu que seja criada uma comissão de ocupação de espaço físico para discutir de forma representativa as medidas a serem adotadas.

As aulas acontecem em prédios alugados do bairro Santo Antônio que compõem o Centro de Engenharias da Mobilidade (CEM).  O diretor do DPAE informa que a empresa contratada para fornecer os projetos para instalação do campus não atendeu aos requisitos mínimos estabelecidos. “Era para essa obra estar pronta. O esqueleto está lá, mas não foi finalizado. A empresa contratada para fornecer esses projetos não conseguiu atender prazos, muito menos qualidade, e foi inabilitada. Isso gerou processo administrativo”, esclarece.

Em abril de 2013, os projetos complementares foram repassados ao DPAE para análise. O grupo examinou os projetos elétrico, hidrossanitário, de climatização, de segurança patrimonial, de cabeamento estruturado e de prevenção contra incêndios e gerou relatórios. “Devido ao grande número de intervenções necessárias e ao direito autoral, é mais viável desenvolver novamente os projetos”, explica Andrade. Os estudos foram concluídos no mês de julho.

Uma arquiteta e uma engenheira civil foram alocadas em Joinville para desenvolver o plano de ocupação do campus, fazer o levantamento das necessidades atuais e propor alterações no projeto arquitetônico, com os novos layouts. Um engenheiro civil a ser selecionado no concurso público para o quadro de servidores reforçará a equipe. A previsão é de que até o final do ano os trabalhos estejam concluídos.

Na sequência, o DPAE será acionado para gerar o termo de referência para contratação de todos os projetos complementares por Regime Diferenciado de Contratação (RDC), modalidade de licitação que confere maior agilidade ao processo. A expectativa do diretor é de que, até o final do primeiro semestre de 2016, o Bloco 1, composto por 21 salas de aula e 10 laboratórios de ensino em uma área de cerca de 11 mil metros quadrados, esteja pronto. Posteriormente, devem ser iniciadas as obras dos Blocos 2 e 3, espaços que abrigarão os laboratórios de pesquisa.

campus permanente será implantado em um terreno localizado na região Sul da cidade, doado pelo governo do Estado de Santa Catarina e pelo município. “Nos últimos 17 meses, houve um grande esforço da Administração para procurar e manter espaços para o campus. Outro esforço foi adaptá-los, porque os locais não estavam preparados para o ambiente acadêmico. Fora isso, aconteceu todo o embate com a empresa”, avalia o diretor do DPAE.

É possível que o Bloco 4, idêntico ao bloco administrativo do Centro de Desportos (CDS), seja a primeira obra a ser finalizada. Os TAEs da UFSC serão abrigados em 2.800 metros quadrados. A equipe técnica de Joinville e o diretor geral docampus, Luís Fernando Peres Calil, avaliarão a possibilidade de reprodução do prédio localizado no campus de Florianópolis. “Chamamos de réplica. Basta atualizar o orçamento, fazer pequenos ajustes e liberar para a obra. Para isso, precisamos da aprovação da equipe de Joinville. Possivelmente, dentro dessa perspectiva, ficará pronto antes do Bloco 1”, anuncia Elias Andrade.

Bruna Bertoldi Gonçalves/Assessoria de Imprensa do Gabinete da Reitoria/UFSC
(48) 3721-4558 /

Tags: campus joinvilleprogradreuniUFSC