Diretor toma posse do recém-criado Departamento de Manutenção Predial e Infraestrutura

11/07/2013 16:31

Posse do diretor do DMPI da UFSC, José Fabris. Foto: Bruna Bertoldi/AIGR/UFSC

O Departamento de Manutenção Predial e Infraestrutura (DPMI) foi criado pela Portaria nº 703/2013/GR, com o objetivo de fortalecer a Prefeitura Universitária (PU) e centralizar os trabalhos na área. Compõem a estrutura do setor a Coordenadoria de Manutenção Predial e a Coordenadoria de Manutenção Urbana e de Infraestrutura. Na manhã desta quinta-feira, 11 de julho, foi realizada a posse do diretor do novo setor, José Fabris.

A cerimônia foi realizada na PU e contou com a presença da reitora Roselane Neckel, do chefe de Gabinete, Carlos Antonio Oliveira Vieira, do pró-reitor de Administração, Antônio Carlos Montezuma, do prefeito da Universidade, Nailor Novaes, e de servidores das diversas áreas relacionadas ao Departamento.

Em maio deste ano, o Departamento de Obras e Manutenção Predial (DOMP) foi extinto para se dividir em dois setores com a finalidade de aprimorar o atendimento às demandas da Universidade. São eles o DMPI – vinculado à PU – e o Departamento de Fiscalização de Obras (DFO), que atua em conjunto com o Departamento de Projetos de Arquitetura e Engenharia (DPAE), ambos ligados à Proplan.

“Há um comprometimento em atender as 49 mil pessoas que compõem a comunidade universitária da UFSC. A limpeza dos jardins, os consertos hidráulicos, a conservação do patrimônio, enfim, tudo que envolve a manutenção da Universidade é importante para todos. Nós vamos fortalecer ainda mais a fiscalização das empresas que auxiliam nesse processo, para otimizar tempo e resultados. Com a instituição do DMPI, há um único fluxo para os trabalhos de manutenção”, disse a reitora.

Nailor Novaes avalia a nova estrutura como positiva. “É preciso que a Prefeitura, responsável pela manutenção, trabalhe em sintonia com o DPAE e o DFO, responsáveis pela construção. A criação do DMPI interliga todas as interfaces”, explica o prefeito universitário.

Estruturado na Pró-Reitoria de Administração (PROAD), o setor que contrata, fiscaliza e supervisiona os trabalhos de manutenção nos campi da UFSC é composto por uma equipe de engenheiros civis e eletricistas e técnicos em edificações. “Hoje, com a posse do diretor, efetivamos um compromisso da Administração da UFSC, que é o de dar maior agilidade nos serviços de manutenção dos campi”, afirma o pró-reitor Antônio Montezuma.

José Fabris é formado em Engenharia Civil, com especialização em Segurança no Trabalho, e ingressou no quadro de servidores da Universidade em 2010. Ele explica que a principal função do DMPI é concentrar todos os pedidos de manutenção em um único lugar. Antes, os usuários encaminhavam as solicitações, feitas de forma eletrônica pelo Sistema de Processos Administrativos (SPA), para a PU ou para o DOMP. Uma ação necessária, de acordo com o diretor, é desenvolver um levantamento dos principais problemas relativos à manutenção das subestações da UFSC. “Temos a intenção de elaborar um plano de manutenção preventiva para as edificações da Universidade. Atualmente, as nossas ações são corretivas”, explica.

Outras informações: (48) 3721-9319 ou .

Bruna Bertoldi/Assessoria de Imprensa do Gabinete da Reitoria/UFSC

 

Imagem:

Posse do diretor do DMPI da UFSC, José Fabris.

Bruna Bertoldi/AIGR/UFSC

Tags: DFODPAEDPMIPROADProplanPUreitoriaUFSC