Pesquisas da área da saúde serão apresentadas até o dia 9 no ParqTec Alfa

05/07/2011 18:44

Resultados preliminares de 55 estudos da UFSC, Udesc, Unisul e Furb que podem contribuir para resolver os problemas prioritários de saúde da população catarinense serão apresentados ao público entre os dias 5 e 9 de julho, no auditório da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc).

Há estudos sobre diabetes, doenças mentais e câncer (de próstata, mama e colo do útero), dentre as várias pesquisas a serem abordadas entre as 9h e as 19h no Celta do ParqTec Alfa, em Florianópolis.

A primeira manhã do evento, na terça-feira, incluiu resumos de meia hora sobre trabalhos como os intitulados “Estilo de vida e comportamento de risco dos jovens catarinenses” e “Programa de controle e tratamento da obesidade: a contribuição de diferentes programas de exercício físico”. À tarde, foram mostradas conclusões parciais sobre doenças cardiovasculares em crianças e adolescentes, hipertensão arterial e lesão medular, entre outras.

As 55 pesquisas vão custar R$5 milhões em recursos públicos, um valor recorde na história do Programa Pesquisa para o SUS, que começou em 2003 com R$600 mil. O Ministério da Saúde coordena o programa nacionalmente e entra com R$3 milhões. Um milhão veio da Secretaria de Estado da Saúde e outro, da Fapesc.

Informações adicionais com Fernanda Beduschi Antoniolli, fone 3215-1218, e-mail

* O auditório onde será realizado o evento fica no sexto andar do prédio do Celta, ParqTec Alfa, km, 1 da SC 401 bairro João Paulo, Florianópolis.

Por Heloísa Dallanhol/ Jornalista na Fapesc

Tags: Fapescpesquisasaúde