Ouvidoria da UFSC comemora 15 anos

31/05/2011 11:21

Fotos: Paulo Noronha / Agecom

A administração central da Universidade Federal de Santa Catarina prestou na noite de segunda-feira, dia 30, uma homenagem à Ouvidoria, que foi criada em 28 de maio de 1996 e está completando 15 anos de atividades. Estiveram presentes à solenidade o reitor Alvaro Toubes Prata, o chefe de gabinete José Carlos da Cunha Petrus, os pró-reitores Luiz Henrique Vieira Silva, Yara Müller, Débora de Menezes e Maria de Lourdes Borges, além do ouvidor da UFSC, Arnaldo Podestá Jr. e representantes da Imprensa Universitária e da Agecom.

Foi descerrada uma placa em homenagem à data, com os seguintes dizeres: “A administração da UFSC parabeniza a Ouvidoria pelos 15 anos de relevantes serviços prestados às comunidades interna e externa, sempre com muita competência, zelando pela qualidade dos serviços prestados pela Instituição”. Em sua fala, José Carlos da Cunha Petrus destacou o importante papel da ouvidoria, não apenas por cumprir as suas obrigações, mas por demonstrar “dedicação e zelo” na execução de suas tarefas.

O ouvidor Arnaldo Podestá Jr. ressaltou que a Ouvidoria da UFSC, embora não seja pioneira, é uma experiência reproduzida em todo o país. Ele anunciou que o Hospital Universitário também deverá passar a contar com uma ouvidoria. O projeto está pronto, devendo ser implantado em breve. Podestá elogiou o comportamento dos dirigentes da instituição em relação ao setor e disse que “as reclamações e demandas não ficam sem respostas”. Para ele, a agilidade, a dedicação e o atendimento personalizado são as principais marcas da Ouvidoria.

O pró-reitor Luiz Henrique Vieira Silva destacou a identificação do ouvidor com os anseios da instituição. “Ele atende, sem distinção, técnicos, professores, alunos e a comunidade”, afirmou. Já o reitor Alvaro Prata chamou a atenção para as dificuldades inerentes ao trabalho da Ouvidoria. “O sucesso deve-se, em grande parte, ao perfil do profissional que se encontra à frente do órgão”, disse.

Prata sublinhou o compromisso da Universidade com a comunidade e enfatizou o conhecimento do ouvidor em relação ao funcionamento da instituição. Também elogiou o tato do profissional para lidar com os problemas, inclusive “as bombas de alto poder explosivo”.

O exemplo da Ouvidoria da UFSC serviu de inspiração para outras instituições, de ensino ou não. Até agora, a Universidade recebeu futuros ouvidores de órgãos dos Estados do Amazonas, Goiás e Rio Grande do Sul.

Tags: ouvidoria