Centro de Eventos completa sete anos com agenda lotada e melhorias em curso

09/05/2011 10:03

Vista externa do Centro de Cultura e Eventos, que é disputado por artistas e promotores de congressos de todo o Estado

Inaugurado há sete anos, em 10 de maio de 2004, o Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina vem se consolidando como um dos principais locais para realização de eventos no Estado. Mesmo com a cessão do terceiro pavimento, em 2010, para uso temporário em cursos e capacitações da Pró-Reitoria de Desenvolvimento Humano e Social (PRDHS), o espaço sediou 170 eventos durante o ano passado, incluindo os de caráter artístico e cultural, os técnico-científicos e as solenidades de colação de grau de cursos de graduação da UFSC e Udesc e do Colégio de Aplicação.

De acordo com levantamento realizado pelo Departamento de Cultura e Eventos, o número de espetáculos, encontros, congressos e formaturas vem crescendo ano a ano, o que torna sem sentido o apelido de “elefante branco” com que o prédio já foi conhecido no campus. Diante do fracasso de muitas arenas multiuso construídas em Santa Catarina nos últimos anos – algumas são subutilizadas, outras ficaram pela metade – e da demora na conclusão das obras do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, o Centro de Eventos da UFSC se tornou uma das principais opções para os produtores de shows, congressos e solenidades no Estado.

“Contamos com um dos maiores auditórios em formato de anfiteatro de Santa Catarina, e o maior de Florianópolis”, ressalta Cléia Silveira Ramos, responsável pelos projetos especiais e eventos institucionais do departamento. Ela informa que a procura pelo uso deste e de outros espaços – como as quatro salas multifuncionais onde podem ocorrer seminários, simpósios e workshops – é maior do que a possibilidade de atender a todos os pedidos. “A agenda de 2011 está completa, e já começamos a programar eventos para o próximo ano”, diz ela.

A prioridade, sempre, é do público universitário, mas a comunidade externa também procura o prédio da UFSC para congressos e cerimônias oficiais importantes, informa o diretor do departamento, Luiz Roberto Barbosa. E as melhorias continuam ocorrendo, como a colocação de cortina no palco e investimentos na iluminação. Outras ações estão em processo, como a melhoria da infraestrutura do palco e a criação de condições para receber espetáculos teatrais, por exemplo.

Formaturas e inclusão – Desde que foi entregue, o auditório Garapuvu passou a ser utilizado pelos cursos da Universidade para as cerimônias de formatura de seus alunos, o que barateia os custos desses eventos e uniformiza as solenidades, democratizando o ritual de outorga de grau – um momento especial na vida dos alunos. “Essas solenidades são realizadas sem desembolsos por parte dos alunos, que têm direito a becas, capelos, sistemas de som e iluminação e decoração interna do auditório”, afirma Cléia Ramos.

Auditório do Centro de Cultura e Eventos, o maior de Santa Catarina

As formaturas são organizadas pelo Departamento de Cultura e Eventos, em parceria com as coordenadorias de cada curso, e as cerimônias ficam sob a responsabilidade de servidores técnico-administrativos em educação, ao passo que os mestres de cerimônia são alunos do curso de Jornalismo da UFSC. “Conseguimos resgatar o caráter institucional e acadêmico das formaturas”, destaca Cléia, chamando a atenção para a possibilidade de colação de grau de todos os formandos, o que antes nem sempre acontecia por causa do baixo poder aquisitivo de muitos deles. Em 2010, 2.717 estudantes receberam seus diplomas no local, e o público total das solenidades chegou a 52.025 pessoas.

Show comemorativo – O auditório Garapuvu tem capacidade para 1.371 pessoas sentadas. Ao todo, o Centro de Cultura e Eventos tem 8 mil metros quadrados de área edificada, oferecendo também salas para reuniões e pequenos eventos, praça de alimentação, livraria, banco, mini-lojas, agência de viagens e hall para a confecção de artesanato e exposições.

Para comemorar os sete anos do Centro de Cultura e Eventos, está marcado para o auditório Garapuvu, no dia 25 de maio, às 20h, um show com o cantor e compositor florianopolitano Valdir Agostinho, que vai aproveitar para fazer ali a gravação de um DVD com suas músicas.

Grandes espetáculos – Dentro da proposta de tornar o Centro de Cultura e Eventos um espaço de ebulição cultural, a Secretaria de Cultura e Arte da UFSC (SecArte) está investindo em melhorias como a ampliação da estrutura do palco do auditório, que em breve terá capacidade para receber qualquer tipo de espetáculo cênico e musical. Já foram colocados o urdimento, as cortinas e as varas fixas e móveis para facilitar as mudanças de cenário e iluminação. Até outubro deste ano a previsão é contar com toda a infraestrutura de uma moderna casa de espetáculos, ajudando a suprir a carência de locais desse gênero em Florianópolis.

As melhorias têm relação com a disposição da secretária de Cultura e Arte, Maria de Lourdes Borges, de transformar a UFSC um centro produtor e irradiador de cultura. Eventos como o Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM) e o Festival Internacional de Teatro de Animação (Fita) já estão no calendário da instituição, e a Semana Ousada de Arte, que está indo para a quarta edição, é sempre aguardada com expectativa pelos artistas e produtores culturais da Capital.

“O Centro de Cultura e Eventos vai continuar sendo um espaço institucional importante, abrigando congressos e formaturas, mas também será um dos maiores pontos culturais de Santa Catarina”, afirma Maria de Lourdes. “Ele será dinamizado, atendendo a UFSC e a comunidade externa, e com a conclusão das obras no palco terá um peso cultural cada vez maior”.

Por Paulo Clóvis Schmitz / Jornalista na Agecom

Tags: aniversáriocentro de Cultura e Eventos