Hospital Universitário inaugura novo hemocentro

26/11/2010 11:53

Os doadores mais assíduos foram homenageados

Comemorações e coincidências marcaram na UFSC o Dia Nacional do Doador de Sangue nesta quinta-feira, 25/11. A Universidade inaugurou o novo hemocentro do Hospital Universitário (HU) e comemorou o aniversário de seu primeiro doador de sangue, Olavo Carneiro da Cunha Brito. Setenta e duas vidas já foram salvas graças a Brito, que considera doar sangue um ato de amor.

Presente na cerimônia, ele se emocionou com o “Parabéns para Você” cantado por 70 pessoas, a convite do chefe do Serviço de Hematologia do HU, Jovino Ferreira. “O parabéns se estende a todos os outros doadores e a quem possibilitou a construção deste hemocentro”, disse Ferreira.

Estavam presentes também o diretor do HU, Felipe Felício, o Frei Luiz Antônio Frigo, da pastoral universitária, o presidente da Associação Amigos do HU, Pedro Camacho Santos, e o reitor Alvaro Toubes Prata, que disse estar emocionado com a inauguração do hemocentro. “Eu estava pensando agora sobre o sentido da palavra doação. Porque a lógica é que se a gente doa alguma coisa, ficamos sem aquilo. Quer dizer, se eu doo uma camisa, fico sem a camisa. Mas com o sangue não, é exatamente ao contrário: cada vez que doamos, nos tornamos cada vez maiores, melhores”, destacou o reitor em seu discurso.

A receptora de sangue, Nilcéia Lemos, agradeceu aos doadores. Fotos: Thaine Machado / Bolsista de Jornalismo na Agecom

A receptora de sangue, Nilcéia Lemos, agradeceu aos doadores. Fotos: Thaine Machado / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Os doadores mais assíduos foram homenageados na cerimônia. Para enfatizar o agradecimento, Nilcéia Lemos, receptora de sangue, falou sobre sua experiência: “Em 1994, sofri um acidente e em 2007 passei por uma cirurgia e precisei de muito sangue. Duas vezes minha vida foi salva graças a essas pessoas. Vou agradecer para sempre a tanta generosidade”. Ela falou também sobre a importância de existir mais de um hemocentro na cidade. “Quando sofri o acidente, o principal banco de sangue, o Hemosc, estava em greve, e eu fui socorrida no HU”, relembrou.

A nova sede

A nova sede para doações de sangue fica no Edifício Voluntária Dona Cora e foi construída com recursos arrecadados pela Associação Amigos do HU. A entidade existe há dez anos e conta com a ajuda de voluntários que buscam atender as necessidades do hospital. O lugar tem capacidade para receber 200 doações por dia, embora o HU necessite de 100 por semana.

Mesmo assim, segundo a hematologista Vera Lúcia Cavalcanti Ferreira, faltam doadores. “Talvez, por ser fora do HU, essa nova sede seja mais simpática às pessoas, que muitas vezes deixam de doar sangue porque se lembram de situações ruins que passaram dentro de um hospital”, considera Vera Lúcia. Ela complementou sua fala fazendo uma comparação com o fato de o hemocentro estar entre dois bancos – a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. “Esse é o terceiro banco da região, mas aqui a poupança é a vida”.

Para doar sangue é preciso ter mais de 18 anos, pesar no mínimo 50 kg, não ter doenças infecciosas ou comportamento de risco. Na doação, são retirados 450 ml – 10% do que uma pessoa possui. Homens podem doar sangue a cada 60 dias, e mulheres a cada 90.

Mais informações no endereço http://www.hu.ufsc.br/

Por Marília Marasciulo / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Tags: doaçãohemocentroinauguraçãosangue