Antropólogo Ricardo Gomes Lima, na terceira conferência do Museu em Curso

24/11/2010 14:51

Museu e Cultura Popular é o tema da conferência que o antropólogo Ricardo Gomes Lima, pesquisador do Centro Nacional de Cultura Popular e Diretor do Departamento Cultural da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) profere, no dia 25 de novembro, das 18h30 às 20h30, no auditório do Museu Universitário Professor Oswaldo Rodrigues Cabral (M.U.), na UFSC. Na terceira palestra da série Museu em Curso, o antropólogo abordará entre outros pontos sua experiência como pesquisador no Museu de Folclore Edison Carneiro do Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular, órgão do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

A palestra é aberta ao público em geral, mas direcionada a estudantes, pesquisadores e funcionários das áreas de história, antropologia e museologia com direito a certificado e sem inscrição prévia. Empreender uma política de formação de pessoas que atuam em museus e proporcionar a discussão sobre temas relativos à memória cultural é o objetivo do projeto Museu em Curso, uma realização do Museu da UFSC em parceria com a Associação dos Amigos do Museu Universitário.

A programação prevê a realização de uma palestra mensal voltada às diversas áreas da teoria e da prática museológica que valorizam a pesquisa científica como função essencial a ser desenvolvida pelas instituições museológicas. “Como espaço de produção e difusão de conhecimento, os museus só se sustentam com pesquisa”, explica Teresa Fossari, diretora do M.U.  Todas as palestras giram em torno da concepção da UFSC sobre Museu: “um espaço de memória, antigas ou contemporâneas, com o objetivo de preservação, difusão e reflexão sobre os significados simbólicos da cultura”, conforme define a museóloga Viviane Wermelinger.

Quem é Ricardo Gomes Lima?

Bacharel e Licenciado em Ciências Sociais pelo Instituto de Ciências Humanas e Filosofia / UFF (1978). Mestre em Artes Visuais / Antropologia da Arte pela Escola de Belas Artes / UFRJ (1993). Doutor em Antropologia Cultural pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais / UFRJ (2006). Professor Adjunto do Instituto de Artes / UERJ (desde 1995), onde leciona na graduação e no Programa de Pós-Graduação em Artes, coordena o Núcleo de Cultura Popular e é co-editor da Revista Textos Escolhidos de Cultura Popular. Pesquisador do Centro Nacional de Cultura Popular / IPHAN / MinC (desde 1983), onde é Responsável pelo Setor de Pesquisa e Coordenador da Sala do Artista Popular. Realiza pesquisas sobre o universo da cultura popular, em especial o campo da arte e do artesanato populares. Assumiu a Direção do Departamento Cultural da UERJ em janeiro de 2008.

Sobre o Museu Universitário:

O Museu Universitário Prof. Oswaldo Rodrigues Cabral, pertencente a UFSC, tem sua origem no Instituto de Antropologia, criado em 1965. Na década de 70, o Instituto de Antropologia foi transformado em Museu de Antropologia e posteriormente denominado Museu Universitário. Em 1993, passou a ser denominado Museu Universitário “Prof. Oswaldo Rodrigues Cabral”, em homenagem ao seu idealizador, fundador e primeiro diretor.

Durante mais de 40 anos, o MU/UFSC vem pesquisando, produzindo e sistematizando conhecimento interdisciplinar sobre populações pré-coloniais, indígenas e descendentes de imigrantes europeus. A partir do seu acervo, desenvolve ações museológicas que promovem a reflexão crítica sobre a diversidade sociocultural, principalmente da região em que está inserido.

A formação do acervo do MU/UFSC está ligada à trajetória da instituição, precursora do ensino e da pesquisa no campo da Antropologia no Estado. Por ser proveniente de pesquisas científicas realizadas pelos integrantes e colaboradores do museu em diferentes partes do Estado e do país, o acervo encontra-se bem documentado e apresenta alto valor acadêmico. Compõe-se pelas seguintes coleções: etnográfica, indígena, arqueológica e de artes e ofícios. E ainda pelo seu caráter científico, destaca-se a Coleção Documental, resultante das pesquisas executadas pela equipe do MU/UFSC.

O espaço expositivo do MU vai ser muito incrementado com a construção de um arrojado edifício de 2.692 m2, destinado a abrigar exposições de longa duração, bem como exposições de curta duração. A edificação possuirá dois grandes pisos, dois mezaninos e um terraço na cobertura. Em termos funcionais, além dos espaços expositivos, vai comportar biblioteca, laboratórios, salas de atividades educativas e culturais, de descanso, de administração e de apoio – como instalações sanitárias, cafés e guarda-volumes. Nesse espaço, a instituição pretende mostrar a diversidade e o alcance da cultural dita local; aproximar o distante, estranhar o familiar, transcender objetos em direção a experiências e sensações que envolvem ambientes, relações, cosmologias e diferentes contextos.

Serviço:

O quê: Museu em curso, palestra com Ricardo Gomes Lima

Quando: 25 de novembro de 2010, das 18h30 às 20h30

Onde: Auditório do Museu Universitário

Quanto: Entrada franca

Informações: 48 3721-8604 ou 9325

Serão fornecidos certificados

Viviane Wermelinger – Museóloga
Tel. 48 8802-4521
Museu Universitário – UFSC
Campus Reitor João David Ferreira Lima -Trindade
Florianópolis – SC
CEP. 88040-970
Tel. 48 3721-8604

Fonte: Raquel Wandelli/ jornalista SeCarte/UFSC

Fones: 3721-9459 e 9911-0524

www.secarte.ufsc.br

Tags: Museu UniversitárioRicardo Gomes LimaUFSC