Fapesc publica plano para prevenir desastres naturais na Bacia do Itajaí

18/06/2010 09:17

A Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina (Fapesc) lançou a edição impressa do Plano Integrado de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais na Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí, aprovado por aclamação em 2009. O documento foi o ponto de partida dos estudos a serem concluídos até 2011 pela Agência Japonesa de Cooperação Internacional (Jica), com o objetivo de minimizar as consequências não só de enchentes, mas também de furacões, ressacas, secas e outros fenômenos.

Baseado na Política Nacional de Defesa Civil, o plano propõe ações para a prevenção de desastres naturais, a preparação da sociedade para tais emergências, a resposta necessária quando elas acontecem e a reconstrução das estruturas comprometidas pelas catástrofes. Divididas em seis programas, essas ações incluem a proteção de populações contra riscos e a manutenção de uma rede de voluntários para apoio à Defesa Civil, por citar dois projetos sugeridos para implementar mecanismos de participação social no processo.

O plano foi elaborado pelo Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí em três meses, após articulação com diferentes segmentos da comunidade técnico-científica numa oficina de trabalho promovida em junho de 2009 pelo Grupo Técnico Científico Prevenção a Catástrofes Naturais em Santa Catarina (GTC). O grupo multidisciplinar foi criado pelo governo estadual em dezembro de 2008 para avaliar as causas das catástrofes naturais ocorridas no mês anterior e propor ações preventivas para minimizar seu impacto.

Universidades, secretarias de Estado, empresas públicas e instituições diversas participam do GTC, que atua nas áreas de geotécnica e solos, meteorologia e clima, hidrologia, geoprocessamento, urbanismo, monitoramento e educação ambiental, gestão florestal e tecnologia da informação, entre outras.

Na apresentação do livro que divulga o Plano Integrado, Diomário Queiroz, presidente da Fapesc e coordenador geral do GTC, disse que a condução e a metodologia dos trabalhos foram de caráter amplamente democrático. Ele sugeriu que os dados e as recomendações contidos no documento inspirem políticas públicas capazes de prevenir e mitigar desastres naturais em âmbito local, municipal, regional e estadual.

A versão eletrônica do Plano Integrado de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais na Bacia Hidrográfica do Rio Itajaí será disponibilizada também on line no site Site Cotidiano www.catastrofesnaturais.sc.gov.br

Para saber mais sobre o plano ou o GTC, entre em contato com Zenório Piana, fone 3215 1227 ou e-mail

Por Heloisa Dallanhol / Assessoria de Comunicação da Fapesc