Tese aborda questão das minas e conflitos sociais

14/02/2002 13:52

A dependência do governo federal e a alta capacidade de degradar o meio ambiente das empresas mineradoras da região de Criciúma são os pontos mais importantes de discussão levantados pela tese de doutorado de Francisco José Barretto da Silva, do Programa de Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas da UFSC. A tese faz um estudo de caso do conflito acontecido entre agricultores e mineradores dos Morros Estevão e Albino, em Criciúma, o que levou ao fechamento da última mina naquela região.

Segundo Francisco é praticamente impossível às mineradores fazerem frente à poluição que a extração mineral acarreta e toda a degradação que provoca. “Não há viabilidade econômica”, diz. Ele também mostra como uma comunidade organizada pode mudar o rumo das coisas no que diz respeito a preservação do ambiente.

A tese Conflitos de Uso em Área de Proteção Ambiental: Água, Mineração e Agricultura será defendida na segunda-feira, dia 18 de fevereiro, às 13h30min, na sala 331, do CFH/UFSC. O professor orientador foi Luiz Fernando Sheibe.

Maiores informações com Francisco nos telefones 236.0075 ou 99736094.