Denúncias contra FIFA e CBF foram discutidas no programa Jornalismo em Debate

17/06/2011 18:06

Dificuldades jurídicas, pressões de patrocinadores, confusão entre informação e entretenimento e despreparo de jornalistas que cobrem os bastidores do esporte foram alguns dos pontos levantados na discussão da sexta edição do programa Jornalismo em Debate da Rádio Ponto UFSC, na quinta, 17/06. Os jornalistas Julio Tarnowski, da Comissão Nacional de Ética do Jornalismo, Marcos Castiel, editor do caderno de esportes do Diário Catarinense, Michel Castellar, repórter do Lance, e Paulo Brito, comentarista esportivo da rádio CBN Diário, participaram do debate que teve como tema “A cobertura de denúncias: investigação jornalística ou denuncismo? O Caso FIFA e CBF”.

Castiel iniciou o debate criticando o sistema jurídico brasileiro que, segundo ele, protege quem tem dinheiro: “Os jornalistas navegam em um barquinho a remo em meio a iates de poderosos”. Michel Castellar, autor da matéria “Lucros da Copa de 2014 nas mãos de Ricardo Teixeira”, finalista ao Prêmio João Saldanha de jornalismo esportivo, complementou afirmando que sua maior recompensa foi não ter recebido nenhum processo por causa da matéria – mas que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) cortou relações com o jornal. Ele falou também que outro grande problema é a falta de preparo dos jornalistas para cobrir este tipo de assunto. “O profissional da área de esporte não está preparado para lidar com advogados, não conhece um tribunal, e o da área de política não entende de futebol”, disse.

Estas foram apenas algumas das questões levantadas no debate, mediado pelo mestrando Arnaldo Zimmerman e pelo estudante Thomé Granneman. O programa está disponível no site da rádio, www.radio.ufsc.br, onde também podem ser acessados os depoimentos que não foram ao ar de André Rizek, do Redação Sportv, Mauro Cezar Pereira, do canal ESPN, e Lucas Figueiredo, do jornal Estado de Minas.

O programa Jornalismo em debate é produzido pelos acadêmicos da graduação e pós-graduação do curso de Jornalismo da UFSC e faz parte da disciplina Cátedra Fenaj/UFSC de Jornalismo para a Cidadania. É uma parceria do Jornalismo da UFSC com a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). As edições são quinzenais, com o objetivo de promover debates sobre temas relativos ao exercício da cidadania e à prática responsável do jornalismo.

Câmara de Ensino aprova criação do curso de Medicina Veterinária no campus de Curitibanos

17/06/2011 16:17
Campus de Curitibanos/ Foto: Paulo Noronha

Campus de Curitibanos/ Foto: Paulo Noronha

A Câmara de Ensino de Graduação da UFSC (CEG) aprovou na última quinta-feira, 08/06, portaria para a criação do curso de Medicina Veterinária no campus da UFSC em Curitibanos, cidade que fica no coração geográfico de Santa Catarina. O professor Rogério Vianna, membro da comissão idealizadora do projeto pedagógico do curso, comenta que a aprovação na Câmara de Ensino é o primeiro passo para abertura de vagas no vestibular e estruturação física da graduação no município.

A comissão é formada pelos professores Alceu Mezzalira, do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal do Centro de Ciências Agro-veterinárias do campus da UDESC, em Lages; pela professora Dominguita Lüher Graça, do Departamento de Patologia da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM); Valério Valdetar Marques Portela Junior, do Departamento de Ciências Rurais da UFSC e André Lucio Fontana Goetten, médico veterinário do campus que redigiram o texto do projeto pedagógico do curso de Medicina Veterinária da UFSC em Curitibanos.

“Foram 14 meses de trabalho. Um grupo de professores da área redigiu o projeto pedagógico e se mobilizou pela aprovação. Tivemos o total apoio da direção central do campus, e também de outras entidades sociais de Curitibanos como Universidade do Contestado (UNC), Lyons Clube e Rotary Clube.

O professor destaca que entidades de ensino como a UFSM e o Centro de Ciências Agro-veterinárias (CAV) do campus da UDESC, em Lages, apóiam o projeto e a iniciativa pioneira do grupo. As entidades se mostraram dispostas a colaborar com a estruturação do curso na cidade. “O campus foi feito pensando na vocação agropecuária e agrária do Planalto Serrano e região Meio Oeste. Essas regiões possuem um bom campo de trabalho. Além da criação de suínos, gado, rebanho ovino, há muitas industrias agroalimentares já estabelecidas. O apoio de outras entidades de ensino é de fundamental importância para que o projeto avance no âmbito da pesquisa e extensão” , complementa Vianna.

Com a aprovação no CEG, o próximo passo é fazer a inclusão do curso no sistema do Ministério da Educação (MEC). O Diretor Geral do campus da UFSC em Curitibanos, professor César Damian, comenta que, a princípio, o curso vai oferecer 40 vagas. A expectativa é de que as aulas comecem no primeiro semestre de 2012. Além do recém-aprovado curso de Medicina Veterinária, o campus já abriga o curso de Ciências Agrárias, que mantém as atividades acadêmicas desde o primeiro semestre letivo de 2010.  No vestibular 2011 o curso ofereceu 200 vagas.

Campus de Curitibanos

O campus foi oficialmente inaugurado no dia 20 de agosto de 2010. A solenidade contou com a presença do ministro da Educação Fernando Haddad, do reitor da UFSC, Alvaro Toubes Prata, do atual diretor geral do campus, professor César Damian, e também autoridades do município. O campus faz parte do projeto de interiorização da Universidade Federal.  Com menos de dois anos em funcionamento, o curso de Ciências Rurais já mantém um Programa de Ensino Tutorial, o PET de Ciências Rurais, que permite aos alunos aprofundar e colocar em prática os conhecimentos adquiridos em aula.

Câmara de Ensino

A Câmara de Ensino de Graduação (CEG) da UFSC é o órgão deliberativo e consultivo em matéria de Ensino de Graduação da UFSC e tem como presidente a pró-reitora de Ensino de Graduação,  Yara Maria Rauh Müller.  É a CEG que analisa e aprova os novos cursos de graduação da Universidade.  É tarefa do órgão aprovar os currículos e projeto pedagógicos dos cursos e encaminhá-los ao Ministério da Educação (MEC). A CEG pode propor a supressão ou criação de cursos de graduação.  A Câmara estabelece as políticas e normas em relação às práticas de ensino da UFSC.  As Reuniões Ordinárias da Câmara acontecem na segunda quarta-feira de cada mês, das 9h às 12h.

Mais informações: http://www.conselhos.ufsc.br/index.jsp?page=arquivos/ceg_oquee.html e curitibanos.ufsc.br ou (48) 3721-5365 / 3721-6454 – Campus UFSC Curitibanos

Por Darilson Barbosa / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Plano Diretor e comunidade orientam mudanças no entorno da UFSC

17/06/2011 11:02

A discussão entre a Prefeitura de Florianópolis e a UFSC sobre as mudanças no entorno viário próximo à universidade continua. Na universidade quem acompanha o assunto é uma comissão interna, formada por servidores indicados pelo reitor e outra mista composta por representantes da Prefeitura Municipal de Florianópolis (PMF), do Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis (IPUF) e pela comissão da UFSC. João Carlos Fagundes, que participa das duas comissões, explica que a última ação realizada foi a entrega do relatório formulado pela comissão mista ao vice-prefeito e secretário de Transportes, João Batista Nunes. “A entrega do documento foi feita pessoalmente pelo reitor. Na ocasião ficou acertado que a prefeitura iria responder às solicitações feitas pela UFSC, o que, até agora, ainda não aconteceu”, assinala Fagundes.
(mais…)

1° Congresso de TV Digital do Mercosul reunirá palestrantes nacionais e internacionais

17/06/2011 10:43

Com o tema “Criando, gerindo e disseminando conteúdos e serviços em TVD”, será realizado o 1° Congresso de TV Digital do Mercosul em paralelo ao FAM 2011 – Florianópolis Audiovisual Mercosul. O evento será de 27 a 29 de junho, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e contará com vários palestrantes nacionais e internacionais.

Além de debates sobre assuntos como produção de conteúdos digitais, multiplataformas e modelos de negócios, haverá apresentações de pesquisas e trabalhos mais relevantes do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento (EGC) da UFSC. As inscrições são gratuitas.

Inscrições e programação: http://tvdi.egc.ufsc.br/index.php/ctvdm

Informações: , http://tvdi.egc.ufsc.br e  http://audiovisualmercosul.blogspot.com.

PROGRAMAÇÃO:

27/6 – Abertura e Produção de Conteúdos

9h – 9h45 – Ronaldo dos Anjos – Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS)

9h45 – 10h – Café

10h – 12h – Mesa-redonda: Cosette Castro (Univ. Católica de Brasília), Silvio Da-Rin (TV Brasil) e Eva Piwowarski (TV Digital Argentina).

28/6 – Experiência Multi-Plataformas no Mercosul

9h – 10h – SAMBAQUI (EGC/UFSC)

10h – 10h15 – Café

10h15 – 12h – Mesa-redonda: Luiz Valle (Univ. Palermo – Argentina) e Demetrius Ribeiro (Sabiax).

29/6 – Modelos de negócios, serviços e financiamentos

9h – 10h40 – Mesa-redonda: Palestrante (TOTVS ou BravaITV), Gunter Herweg (Forum SBTVD e HxD) e Marco Munhoz (Dataprev – INSS).

10h40 – 11h – Café

11h – 12h – Palestra – Eduardo Costa (FINEP)

Margareth Rossi/Jornalista da Agecom

Professores de Matemática do Ensino Médio de SC têm curso de atualização

17/06/2011 09:37

O Departamento de Matemática da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em parceira com o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (IMPA), promoverá no período de 18 a 22 de julho o Curso de Atualização para Professores de Matemática do Ensino Médio.

Podem se inscrever professores da rede pública e privada no Estado do Santa Catarina. As inscrições já estão abertas e terminam no dia 10 de julho. O curso visa oferecer treinamento gratuito, abordando assuntos relativos às séries do Ensino Médio. As aulas (videoconferências) ocorrerão das 9h às 12h, e no período da tarde será feita a monitoria presencial com professores do Departamento de Matemática da UFSC.

Informações e inscrições pelo site http://mtm.ufsc.br/ensinomedio/.

Farmácia Escola completa seu terceiro ano

16/06/2011 14:59

A Farmácia Escola realiza em média 90 mil atendimentos por ano

A Farmácia Escola, mantida através de uma parceria entre a Secretaria da Saúde de Florianópolis e a Universidade Federal de Santa Catarina, completou esta semana seu terceiro ano de existência. Para marcar a data, foi realizada uma mesa-redonda nesta quarta-feira, dia 15, com a presença do prefeito Dário Berger, do reitor em exercício da UFSC, Carlos Alberto Justo da Silva, do presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, vereador Renato Geske, e do secretário da Saúde de Florianópolis, João Cândido da Silva. O evento também contou com a participação da professora Maria do Carmo Lessa Guimarães (UFBA) e o debate abordou o tema “A Gestão da Assistência Farmacêutica no SUS”.

O secretário de Saúde destacou que a unidade realiza em média 90 mil atendimentos por ano, e que passou a oferecer um melhor conforto aos usuários e maior agilidade na dispensação de medicamentos especializados. O secretário fez, ainda, um breve balanço dos avanços obtidos nos últimos cinco anos na área da Assistência Farmacêutica no município. “ Nós ampliamos substancialmente a participação deste profissional na estrutura de trabalho da SMS”, afirmou.

João Cândido da Silva revelou que a Secretaria pretende abrir uma nova unidade no Continente, também em parceria com a UFSC como Farmácia Escola

Para o reitor em exercício, a importância desta unidade está no fato de que ela educa os acadêmicos do curso de Farmácia para atuarem dentro da lógica do SUS e não da iniciativa privada. Carlos Alberto reforçou a relevância da parceria para os diversos cursos da UFSC e lembrou o histórico da Farmácia Escola. Além disso, salientou o comprometimento e a persistência dos professores do Departamento de Ciências Farmacêuticas que tornaram realidade o sonho da Farmácia Escola. Já o vereador e farmacêutico Renato Geske reafirmou que desde a década de 80 esta era uma reivindicação de professores e estudantes daquele departamento.

A professora Mareni Rocha Farias (Departamento de Ciências Farmacêuticas) agradeceu e homenageou a equipe de farmacêuticos e funcionários da UFSC e da Prefeitura Municipal de Florianópolis, os professores que realizam o trabalho no dia a dia da Farmácia, e todos os que apoiam a proposta.

Farmácia Escola

Instalada em um prédio no Campus Universitário, a Farmácia Escola é responsável pela dispensação (entrega) dos chamados medicamentos especializados através do SUS. Para ter acesso a medicação, o usuário deve comparecer à unidade portando a receita médica, documento de identidade e comprovante de residência. Apenas os moradores da capital são atendidos.

Antes do debate todos cantaram parabéns

A solicitação é encaminhada para a análise da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que pode deferir ou não o pedido. Em caso positivo o usuário passa a fazer parte do cadastro da Farmácia Escola e pode retirar gratuitamente nas datas determinadas o seu medicamento. Todo o estoque é de responsabilidade da SES.

Outras informações pelo e-mail .

Fontes: Prefeitura Municipal de Florianópolis e Professora Mareni Rocha Farias (UFSC)

Fotos: Divulgação

Jornais do interior de diferentes estados brasileiros participam de encontro em Florianópolis

16/06/2011 12:22

A Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina – Adjori/SC, entidade que congrega 150 publicações filiadas, promove, de 17 a 19 de junho, no Costão do Santinho Resort, em Florianópolis, seu 39º Congresso Estadual e Encontro Nacional de Jornais Locais. O evento vai reunir cerca de 500 proprietários, diretores e colaboradores de jornais associados às Adjoris de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso, que formam a Adjori Brasil, além de jornais convidados, filiados à ADI (Associação dos Diários do Interior). Com uma pauta voltada à formação e ao aprimoramento das equipes dos veículos de comunicação, o evento contará com palestras de especialistas da Escola Superior de Propaganda e Marketing.

Como parte da programação, serão conhecidos os vencedores da 12ª edição do Prêmio Adjori/SC de Jornalismo – Troféu Pena de Ouro que, este ano, recebeu a inscrição de 430 trabalhos e contou com também com a participação de dois profissionais da Agência de Comunicação da UFSC, Moacir Loth e Paulo Clóvis Schmitz, na comissão julgadora.

Cerca de 50 jornais de diferentes regiões de Santa Catarina disputam premiação nas categorias de Jornalismo, Publicidade e Site. Vinte produções acadêmicas também estão concorrendo. Mais de 60 profissionais, especialistas em suas respectivas áreas de atuação, integram a comissão julgadora. Na solenidade de premiação, na noite de 18 de junho, serão entregues 30 troféus, dentre eles o troféu Pena de Ouro de Jornalismo e o Pena de Ouro da Publicidade, conferido aos jornais que somaram a maior pontuação, considerando todos os quesitos de suas respectivas categorias.

Como ocorre em todos os anos, a solenidade de premiação da 12 edição do Prêmio Adjori/SC de Jornalismo – Troféu Pena de Ouro – o maior concurso jornalístico de Santa Catarina – tem presença confirmada de diversas autoridades dos poderes Executivo e Legislativo, além de personalidades do meio acadêmico e publicitário.

Tendo como tema central a re(i)novação dos jornais do interior, o evento terá palestra de abertura, na sexta-feira, 17, a cargo de Álvaro Novaes (ESPM-São Paulo), que abordará “Tendências em Comunicação”. No sábado, temas palpitantes como Posicionamento de Marketing para Empresas de Comunicação; Vendas e Relacionamento – uma questão de sobrevivência dos jornais de pequeno porte; Liderança e Gestão de Equipes de Sucesso; Gestão de Negócios em Pequenas e Médias Empresas serão comandados por estrelas de primeira grandeza da Escola Superior de Propaganda e Marketing. Em circuito paralelo, dois assuntos chamam atenção: O Papel do Novo Jornalista e As Novas Mídias no Mundo Digital, também conduzidos por professores da ESPM-Sul.

Outra atração do encontro são as clínicas de softwares de Produção Editorial, Comercial e de Circulação, além de software de gerenciamento de conteúdo. Durante todo o sábado, a equipe da Suita Sistemas – fornecedora dos referidos softwares – fará atendimento individualizado aos jornais participantes.

Na manhã de domingo haverá assinatura da ata que formaliza a criação da Adjori Brasil, integrada pelas Associações dos Jornais do Interior dos Sstados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso. Na sequência, mesa redonda com os presidentes dessas entidades, vai destacar as iniciativas de cada uma das Adjoris e os projetos comuns, em prol do fortalecimento da imprensa do interior.

O painel “Investimentos em mídia pelos governos federal e estadual – Critérios, Planejamento e Projeções” terá a participação da Secretária de Comunicação da Presidência da República, Yole Maria de Mendonça, e do Secretário de Comunicação do Estado de Santa Catarina, Derly Massaud de Anunciação. O presidente do IVC (Instituto de Verificação de Circulação), Pedro Silva, vai abordar os princípios que norteiam o IVC e a disposição do Instituto de estender sua atuação a empresas jornalísticas de médio e pequeno porte.

Dois jornais associados à Adjori/SC apresentarão cases de sucesso: um deles relacionado à exploração de rede sociais e o outro à evolução de vendas e mudança de periodicidade. Os cases serão comentados pelos professores da ESPM.

Fonte: Adjori

UFSC intensifica divulgação científica com Prêmio Destaque Pesquisador 2011

16/06/2011 10:49

Diante da positiva repercussão obtida no ano passado, a Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão da UFSC vai reeditar em 2011 o Prêmio Destaque Pesquisador. A premiação é um reconhecimento a professores por suas contribuições para o avanço do conhecimento e formação de recursos humanos. O objetivo é homenagear e divulgar o trabalho de pesquisadores que desenvolvem importantes estudos em suas áreas.

Em 2011, cada um dos centros de ensino da universidade foi convidado a indicar um professor. Dessa forma, com apoio dos centros de ensino, Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão e Agência de Comunicação intensificam a divulgação da produção científica e tecnológica da instituição, mostrando à sociedade quem são as pessoas que fazem com que a Universidade Federal de Santa Catarina figure entre as mais produtivas universidades brasileiras.

Os 11 pesquisadores indicados como destaque serão homenageados no dia 19 de outubro, durante a abertura do Seminário de Iniciação Científica da UFSC, evento integrado à décima edição da Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (Sepex).

Pesquisadores já indicados:

Miguel Pedro Guerra / Centro de Ciências Agrárias
Newton Carneiro Affonso da Costa Junior / Centro Sócio-Econômico
Reinaldo Naoto Takahashi / Centro de Ciências Biológicas (CCB)
Ruth Emília Nogueira / Centro de Filosofia e Ciências Humanas

Mais informações:

Débora Peres Menezes / Pró-Reitora de Pesquisa e Extensão / / 3721-9716

Jorge Campagnolo / Diretor de Projetos de Pesquisa / / 3721-9437

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Leia matérias sobre o Prêmio Destaque Pesquisador 2010:

Prêmio distingue professor da UFSC que tem índice de produtividade equivalente a cientistas com Prêmio Nobel

Prêmio Destaque Pesquisador ilumina competência de Ivo Barbi

Ivo Barbi é homenageado com Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 anos

Centro de Ciências da Educação homenageia Leda Scheibe com o Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 anos

Centro de Ciências Agrárias escolhe Jaime Fernando Ferreira como Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

Antônio Carlos Wolkmer é homenageado com o Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

Luiz Fernando Scheibe recebe carinho e reconhecimento com prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

Alacoque Lorenzini recebe prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

Professora do Departamento de Serviço Social recebe prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos na segunda-feira

Markus Nahas recebe Prêmio Destaque Pesquisador

Wagner Figueiredo recebe prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos

Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos divulga importância da ciência básica

Raul Antelo recebe Prêmio Destaque Pesquisador UFSC 50 Anos


Fritz Müller: movimento quer selo dos Correios com biólogo

16/06/2011 08:22

O ano de 2012 marca 190 anos de nascimento do biólogo Fritz Müller. Pessoas de diferentes instituições e professores de diversas universidades, entre elas a UFSC, apoiam um movimento para homenagear Fritz Müller em um selo dos Correios. Diversas indicações foram encaminhadas e agora a Comissão Filatélica Nacional avalia as sugestões.

Fritz Müller, biólogo e médico alemão, chegou em Santa Catarina em 1852, aos 30 anos de idade. Com residência fixa em Blumenau foi durante 11 anos professor em Florianópolis (antiga Desterro), naturalizando-se brasileiro. Viveu no país 45 anos, até seu falecimento em 1897. Seu corpo está sepultado em Blumenau.

Foi o maior naturalista do Brasil no século XIX e um dos mais expressivos do mundo. É mais conhecido por sua correspondência com Charles Darwin durante 17 anos, de quem foi um grande colaborador científico e recebeu a denominação de “Príncipe dos Observadores”.

Entre outras realizações, foi pioneiro ao publicar, em 1864, o primeiro livro no mundo em apoio à teoria evolutiva de Darwin, com provas factuais obtidas de estudos sobre crustáceos, realizados em Florianópolis. Este livro, que atuou decisivamente na consolidação da teoria da evolução das espécies proposta por Darwin, tornou-o mundialmente famoso e o levou a receber, em vida, duas vezes o título de Doutor Honoris Causa, emitido por universidades alemãs. Estas instituições o convidaram a retornar e se tornar professor, honra que ele recusou, pois não desejava abandonar a pátria que adotou por definitiva, o Brasil, e a casa e família em Blumenau.

Em 2009, Fritz Müller recebeu o título de Doutor Honoris Causa (pós-morte) da Universidade Federal de Santa Catarina. Ele não é importante apenas pelo contato com Charles Darwin e seu valioso livro. Foi pioneiro no estudo profundo de vários grupos de animais invertebrados e de plantas, tornou-se naturalista viajante do Museu Nacional do Rio de Janeiro durante 15 anos (1876 a 1891), colaborou com dezenas de cientistas do Brasil e do mundo em um raro exemplo de rede social de cooperação científica. Foi pioneiro no estudo da Ecologia em sua concepção moderna como ciência e descreveu o primeiro modelo matemático para estudo de dinâmica populacional, descreveu uma forma de mimetismo que hoje leva o seu nome e é tema de estudos em todo o mundo (mimetismo mülleriano), entre outras realizações no campo científico e social.

“Homenageá-lo no ano de 2012, quando completaria 190 anos de idade, representa resgatar para a memória nacional o nosso maior naturalista novecentista, brasileiro por opção e com grandes feitos para a história da ciência brasileira e mundial. Representa também homenagear o Estado de Santa Catarina, que em suas publicações tornou-se mundialmente conhecido, principalmente as localidades de Blumenau, Itajahy e Desterro”, destaca Luiz Roberto Fontes, um dos tradutores do livro Para Darwin (Für Darwin, 1864), escrito por Fritz Müller e publicado pela Editora da UFSC em 2009. Fontes é um dos entusiastas que encaminharam a sugestão aos Correios.

Segundo ele, para a ciência brasileira, conquistar a homenagem a Fritz Müller por parte dos Correios pode colaborar para a divulgação de uma belíssima história, ainda pouco valorizada e carente de estudos, mas pronta para encantar os cientistas e estudantes de muitas carreiras e interesses acadêmicos ou não.

Mais informações: Luiz Fontes / e-mail:

Na UFSC também com o professor Mário Steindel / e-mail: ou telefone (48) 3721-5163.

Fritz Müller: movimento quer selo dos Correios com biólogo

O ano de 2012 marca 190 anos de nascimento do biólogo Fritz Müller. Pessoas de diferentes instituições e professores de diversas universidades, entre elas a UFSC, apoiam um movimento para homenagear Fritz Müller em um selo dos Correios. Diversas indicações foram encaminhadas e agora a Comissão Filatélica Nacional avalia as sugestões.

Fritz Müller, biólogo e médico alemão, chegou em Santa Catarina em 1852, aos 30 anos de idade. Com residência fixa em  Blumenau foi durante 11 anos professor em Florianópolis (antiga Desterro), naturalizando-se brasileiro. Viveu no país 45 anos, até seu falecimento em 1897. Seu corpo está sepultado em Blumenau.

Foi o maior naturalista do Brasil no século XIX e um dos mais expressivos do mundo. É mais conhecido por sua correspondência com Charles Darwin durante 17 anos, de quem foi um grande colaborador científico e recebeu a denominação de “Príncipe dos Observadores”.

Entre outras realizações, foi pioneiro ao publicar, em 1864, o primeiro livro no mundo em apoio à teoria evolutiva de Darwin, com provas factuais obtidas de estudos sobre crustáceos, realizados em Florianópolis. Este livro, que atuou decisivamente na consolidação da teoria da evolução das espécies proposta por Darwin, tornou-o mundialmente famoso e o levou a receber, em vida, duas vezes o título de Doutor Honoris Causa, emitido por universidades alemãs. Estas instituições o convidaram a retornar e se tornar professor, honra que ele recusou, pois não desejava abandonar a pátria que adotou por definitiva, o Brasil, e a casa e família em Blumenau.

Em 2009, Fritz Müller recebeu o título de Doutor Honoris Causa (pós-morte) da Universidade Federal de Santa Catarina. Ele não é importante apenas pelo contato com Charles Darwin e seu valioso livro. Foi pioneiro no estudo profundo de vários grupos de animais invertebrados e de plantas, tornou-se naturalista viajante do Museu Nacional do Rio de Janeiro durante 15 anos (1876 a 1891), colaborou com dezenas de cientistas do Brasil e do mundo em um raro exemplo de rede social de cooperação científica. Foi pioneiro no estudo da Ecologia em sua concepção moderna como ciência e descreveu o primeiro modelo matemático para estudo de dinâmica populacional, descreveu uma forma de mimetismo que hoje leva o seu nome e é tema de estudos em todo o mundo (mimetismo mülleriano), entre outras realizações no campo científico e social.

“Homenageá-lo no ano de 2012, quando completaria 190 anos de idade, representa resgatar para a memória nacional o nosso maior naturalista novecentista, brasileiro por opção e com grandes feitos para a história da ciência brasileira e mundial. Representa também homenagear o Estado de Santa Catarina, que em suas publicações tornou-se mundialmente conhecido, principalmente as localidades de Blumenau, Itajahy e Desterro”, destaca Luiz Roberto Fontes, um dos tradutores do livro Para Darwin (Für Darwin, 1864), escrito por Fritz Müller e publicado pela Editora da UFSC em 2009. Fontes é um dos entusiastas que encaminharam a sugestão aos Correios.


Segundo ele, para a ciência brasileira, conquistar a homenagem a Fritz Müller por parte dos Correios pode colaborar para a divulgação de uma belíssima história, ainda pouco valorizada e carente de estudos, mas pronta para encantar os cientistas e estudantes de muitas carreiras e interesses acadêmicos ou não.

Mais informações: Luiz Fontes / e-mail:
Na UFSC também com o professor
Mário Steindel / e-mail:

Servidores recém-aposentados recebem homenagem

16/06/2011 08:10

Técnico-administrativos recém-aposentados da UFSC vivenciaram nesta quarta-feira, dia 15 de junho, um momento de alegria. Aconteceu na Sala do Conselho Universitário, no prédio da Reitoria, uma homenagem a  servidores que encerraram sua trajetória de na Universidade Federal. A mesa foi composta pelo vice-reitor da UFSC, Carlos Alberto Justo da Silva, pelo pró-reitor de Desenvolvimento Humano e Social, Luiz Henrique Vieira da Silva, por Ana Paula Balthazar, chefe da Divisão de Serviço Social – Atenção ao Servidor e Marcelo Fontanella Webster, diretor do Departamento de Desenvolvimento de Atenção Social e à Saúde.

Ana Paula Balthazar destacou que o plano de aposentadoria para os técnico-administrativos é um olhar diferenciado para o social. “Sentimos a necessidade de ter um plano especial para a aposentadoria dos nossos servidores. Essa homenagem é apenas um muito obrigada especial”. A chefe da Divisão de Serviço Social – Atenção ao Servidor também frisou que os servidores devem encarar essa etapa como um rito de passagem.

Luiz Henrique Vieira da Silva destacou o trabalho realizado pela Pró-Reitoria de Desenvolvimento Humano e Social (PRDHS),  responsável pela elaboração e implantação do plano de carreira dos servidores técnico-administrativos da universidade.  A PRDHS também desenvolve o Plano de Saúde dos servidores da UFSC.

O vice-reitor da UFSC, Carlos Alberto Justo da Silva, destacou que a homenagem é um momento único para universidade.  “Esse é um momento de alegria. Muitos dos técnico- administrativos que estão aqui dedicaram uma vida inteira à UFSC. Agora é hora de vocês seguirem uma nova etapa, é o momento de realizarem outros sonhos. O Hospital Universitário, por exemplo, foi construído com o suor de muitos que estão aqui hoje. Nós temos um imenso orgulho pelo trabalho brilhante realizado durante esses anos. A Universidade Federal sempre vai ser a casa de vocês”, ressaltou o vice-reitor.

Durante a homenagem, os servidores técnico- administrativos receberam uma carta do reitor da UFSC, Alvaro Toubes Prata, e um exemplar do Diário Oficial da União, além de DVD, canetas e outros acessórios. “Geralmente nos ritos de passagem  nós  recebemos algo. Queremos que levem um pedacinho da UFSC com vocês”, complementou Ana Paula Balthazar. A lista com todos os técnicos aposentados este ano está disponível no endereço http://aposentados.ufsc.br/?page_id=16

Mais informações: 3721-3090 e www.aposentadoria.ufsc.br

Por Darilson Barbosa / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Aposentados de junho:

Manoel Agrasso Neto / CTC – Centro Tecnológico
Paulo de Faria Magalhães  / CTC – Centro Tecnológico
Ivonete Maria Coutinho Seifert  / CTC – Depto de Arquitetura e Urbanismo
Jorge Luiz Cunha da Silva / CFM – Depto de Física
Sandra Regina Braga de Oliveira / CCB – Centro de Ciências Biológicas
João Francisco de Pinho / HU – Serviço de Nutrição e Dietética
Luiz Carvalho de Almeida / HU – SPP
Zila Ana Zimmermann / HU – Serviço de Nutrição e Dietética
Clesia Isaura da Silva / HU – Serviço de enfermagem do Centro Cirúrgico
Dilza de Amorim Mariano  / HU – SASC
Terezinha Fátima da Silva / HU – DMSG
Kátia Rosana Reis Espínola / SECARTE – Secretaria de Cultura e Arte
Vilma Maria Bernardes / IU – Imprensa Universitária
Ilda Martins dos Santos / HU – Serviço de enfermagem de internação pediátrica
Loreni Terezinha Becker Damiani / HU – Serviço de enfermagem da Clínica cirúrgica II
Marlene Aparecida de Aguiar Franco / CED – Centro de Ciências da EducaçãoIzabel Cristina Vieira de Oliveira / CA- Colégio de Aplicação
Rosania Pinheiro Schauffert / Restaurante Universitário

Cinema ao Vivo

15/06/2011 17:41

O Laboratório de Educação a Distância da UFSC realiza ANA, o primeiro Cinema ao Vivo do sul do Brasil. O projeto inédito acontece no dia 1º de julho, às 19h30, no Centro de Cultura e Eventos, durante a programação do FAM2011 e do I Congresso de TV Digital do Mercosul.

Com direção geral de Lau Santos, produção executiva de Alexandre Pinho, atores afrodescendentes contam a história em tempo real, fazendo do improviso e do acaso elementos integrantes da narrativa e do jogo entre a fantasia e a realidade um desafio instigante para o público.

Mais informações: www.cineaovivo.led.ufsc.br

Seminário “O SUS como Escola” será realizado em 5 de julho

15/06/2011 15:41

O Seminário de Integração Ensino-Serviço “O SUS como Escola” será realizado no dia 5 de julho, das 8h30 às 17h30, no Centro de Cultura e Eventos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). O evento tem como objetivo mostrar as diversas atividades realizadas pelos cursos da área da Saúde da UFSC e pela Secretaria Municipal de Saúde de Florianópolis, articuladas pela Rede Docente-Assistencial.  Todas elas em consonância com a Política Nacional de Indução a Mudanças na Graduação da Área da Saúde, na perspectiva do fortalecimento do SUS.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelos sites http://portal.pmf.sc.gov.br/entidades/saude ou www.ccs.ufsc.br. Podem se inscrever docentes e discentes da área da Saúde e profissionais das Secretarias Municipais de Saúde. A carga horária é de 8 horas. Durante o seminário haverá exposição dos trabalhos do PET-Saúde da Família UFSC/SMS.

PROGRAMAÇÃO

8h30min – Abertura

9h – Mesa-redonda: O SUS COMO ESCOLA: Política Nacional e Local para a Reorientação da Formação

9h – Políticas indutoras da reorientação da formação profissional em saúde: situação atual e perspectivas – Ministério da Saúde/SGTES

9h40min – Responsabilidade dos gestores na formação para o SUS – Dr. João José Cândido da Silva, secretário de Saúde de Florianópolis

10h20min – A reorientação dos cursos de graduação em saúde da UFSC – Dr. Carlos Alberto Justo da Silva, vice-reitor da UFSC

11h – Debate

12h – Intervalo

14h – Mesa-redonda: O Pró-Saúde na prática dos serviços e da educação

14h – Panorama dos projetos Pró-Saúde e Pet-Saúde no município de Florianópolis

14h20min – O ensino e o serviço no cotidiano de um Centro de Saúde – CS Saco Grande.

14h50min – Curso de Graduação em Educação Física: O impacto do Pró-Saúde / PET-Saúde na reorientação da formação

15h20min – O que é ser estudante na escola do SUS

15h50min – Inserção dos estudantes na comunidade – Associação de Pescadores da Armação

16h20min – Debate

17h – Confraternização

Outras informações pelo e-mail .   

Farmácia Escola completa três anos

15/06/2011 15:39

Nesta quarta-feira, 15 de junho, a Farmácia Escola da UFSC comemora três anos. A data será marcadaem uma mesa-redonda com a participação da professora Maria do Carmo Lessa Guimalhães (UFBA), do secretário Municipal de Saúde de Florianópolis, João Candido da Silva, e do professor Carlos Alberto Justa da Silva, vice-reitor da UFSC. O tema será gestão da assistência farmacêutica no SUS. O evento será realizado no auditório do Centro de Ciências da Saúde da UFSC, a partir de 16 horas.

A Farmácia Escola é uma unidade de distribuição gratuita de medicamentos, por meio do Sistema Único de Saúde, que visa qualificar a assistência farmacêutica no SUS por meio da viabilização e estruturação de serviços de dispensação de medicamentos de programas governamentais, adotando a lógica do Uso Racional de Medicamentos.

O projeto associa a melhoria da qualidade do atendimento aos pacientes de Florianópolis à formação e capacitação de profissionais comprometidos com uma maior eficácia das ações de saúde e à produção de conhecimento relacionado à Assistência Farmacêutica no âmbito do Sistema Único de Saúde.

A Farmácia Escola funciona na antiga farmácia do Sesi, entre o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal, no campus da Trindade. Informações pelos telefones (48) 3721-9647 e 3721-9567.

Denúncias contra FIFA e CBF são temas do programa Jornalismo em Debate

15/06/2011 12:17

Diante das recentes denúncias de corrupção tanto na FIFA quanto na Confederação Brasileira de Futebol (CBF), levantadas pela imprensa internacional, surge a dúvida: como ir além das acusações e aprofundar nas investigações, sem prejudicar a cobertura esportiva? Os veículos de comunicação são reféns dos órgãos de esporte? A quem cabe fiscalizar a FIFA e a CBF, órgãos não-governamentais?
(mais…)

Café Philo apresenta Gilles Deleuze

15/06/2011 12:07

A 24ª edição do Café Philo – Conversa em torno dos filósofos franceses – traz a professora Simone Curi para um diálogo sobre “A fabulação criadora e os devires da literatura”, de Gilles Deleuze, nesta quinta-feira, dia 16, às 19 horas, na Biblioteca Pública, Centro de Florianópolis.

A organização é do professor Pedro de Souza, do Departamento de Línguística da UFSC. O evento é gratuito. Informações: (48) 3028-8063

Conselho Universitário se manifesta a respeito da greve dos servidores

14/06/2011 16:44

Em reunião realizada nesta terça, 14/06, o Conselho Universitário colocou em pauta a greve dos servidores técnico-administrativos e emitiu a nota que segue na íntegra:

Com a deflagração da greve dos Servidores Técnicos e Administrativos das Universidades Federais, o Conselho Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina, em reunião realizada em 14 de junho de 2011, reconhece como legítimas as reivindicações apresentadas e afirma a imperiosa necessidade de que as negociações entre o Governo Federal e o movimento dos servidores sejam conduzidas com a urgência requerida.

Alvaro Toubes Prata
Presidente do Conselho Universitário

Na mídia: UFSC de Araranguá participa de seminário de inovação educativa

14/06/2011 14:55

A Fundação Telefônica promove, nesta quarta-feira (15) o Seminário Fundação Telefônica de Inovação Educativa. Durante o evento, serão apresentados os resultados de uma pesquisa sobre inovação em educação com o uso de tecnologias da informação e comunicação. O evento acontecerá das 9h30 às 18h, no auditório da Telefônica, na rua Martiniano de Carvalho, 851, São Paulo.

O estudo foi realizado em âmbito nacional, em escolas públicas e privadas, dos ensinos fundamental e médio, envolvendo as telas digitais –TV, internet, celular e videogame.

Serão apresentados quatro projetos considerados de vanguarda pelos critérios da pesquisa. São eles: Cartografias de Sentidos nas Escolas, realizado pela Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte; Fractal Multimídia: objetos de aprendizagem, do Colégio Estadual Embaixador José Bonifácio, de Petrópolis, no Rio de Janeiro; Experimentação remota como suporte a ambientes de ensino-aprendizagem, desenvolvido em Araranguá, pela Universidade Federal de Santa Catarina; e Olimpíadas de Jogos Educacionais, da empresa Joy Street em parceria com o Centro de Estudos de Sistemas Avançados do Recife e pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco.

Pela manhã, ocorrerá a apresentação da pesquisa e, à tarde, serão realizadas duas mesas redondas, com oito casos inovadores, os quatro identificados pela pesquisa, mais a rede social Minha Terra e o Grupo Educar na Cultura Digital, realizados pelo programa EducaRede, da Fundação Telefônica; e os projetos Wikimapa e Minha Vida Móbile, apoiados pela Vivo. Para encerrar, a cantora Malu Magalhães fará um pocket show.

Acesse a matéria original aqui.

Núcleo de Estudos da Terceira Idade tem nova coordenação e comitê assessor

14/06/2011 12:16

Fotos: Cláudia Reis / Jornalista na Agecom

Com a presença de representantes da Associação Estadual de Gerontologia e do Conselho Municipal do Idoso, entre outras entidades, o Núcleo de Estudos da Terceira Idade da UFSC formalizou nesta segunda-feira, 13 de junho, a posse de sua nova coordenadora, a enfermeira Jordelina Schier, que durante 20 anos atuou no Hospital Universitário.

A professora Ângela Maria Alvarez, doutora em Filosofia da Enfermagem pela UFSC, ex-presidente da Associação Brasileira de Enfermagem (Seção Santa Catarina) e ex-vice-presidente da Associação Brasileira de Alzheimer (Regional Santa Catarina), desde 2005 coordenadora do Neti, permanece colaborando com a iniciativa como integrante de um comitê assessor. O novo órgão também foi oficializado nesta segunda-feira.

Ângela fez um breve relato de sua trajetória no Núcleo, agradeceu o apoio e a solidariedade da equipe, da Administração da UFSC e dos idosos. Ressaltou que o envelhecimento da população é um fenômeno crescente e que muitos desafios estimulam as ações do Núcleo como ambiente de ensino e aprendizagem no campo da gerontologia.

À frente do Neti desde 2005, ela lembrou que a ampliação constante de vagas (neste semestre são mais de 40 turmas em funcionamento, com a participação de mais de 700 pessoas com mais de 50 anos), a ampliação das ações para trabalhos envolvendo cidadania e política, o projeto ressignificando a arte no envelhecer, o trabalho de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e o resgate do estágio em Serviço Social junto ao Núcleo foram algumas das ações implementadas nos últimos anos. Emocionada, disse que ver os idosos desenvolvendo suas habilidades e demonstrando sua felicidade ao participar das diferentes iniciativas do Núcleo são grandes realizações.

“Este é um momento de muita emoção e significado, uma felicidade que traz também a responsabilidade de coordenar este grande projeto da Universidade Federal de Santa Catarina”, disse em seguida a nova coordenadora do NETI, Jordelina Schier, carinhosamente chamada de enfermeira Nina pelos presentes. Ela ressaltou a importância de contar com o novo comitê assessor e diversas pessoas que incorporam como sua a luta por manter o fio condutor do Núcleo, referência no campo gerontológico que funciona da Universidade desde 1982.

Simbolicamente, a nova coordenadora recebeu a echarpe que é marca registrada nos eventos e atividades do Núcleo de Estudos da Terceira Idade. Canções do Vozes da Ilha em Seresta, um dos grupos formados a partir do NETI, enriqueceram o encontro prestigiado por diversos idosos, pelo reitor da UFSC, Alvaro Toubes Prata, pelo vice-reitor Carlos Alberto Justo da Silva, pró-reitores, diretores de centros e de fundações de apoio da UFSC.

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Mais informações: www.neti.ufsc.br / 3721-9445

Saiba Mais:

Composição do Comitê Assessor do NETI:

– Jordelina Schier / Coordenadora do NETI;

– Maria Hermínia Lage Fernandes Laffin/ Departamento Estudos Especializados em Educação/Centro de Educação

– Vera Regina de Aquino Vieira / Departamento Literatura e Línguas Estrangeiras/Centro de Comunicação e Expressão

– Leilane Mendonça Z. Rosa/ Departamento de Direito/Centro de Ciências Jurídicas

– Angela Maria Alvarez /Departamento de Enfermagem/Centro de Ciências da Saúde

– Emiliana Maria Simas Cardoso da Silva / Professora NETI aposentada da UFSC;

– Mônica Joesting Siedler /Professora NETI/ Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (Fepese)

– Maria Cecília Antonia Godstfriedt – Professora NETI/ Fundação de Estudos e Pesquisas Socioeconômicos (Fepese)

– Eddy Frantov – Representante do Centro Estudantil do NETI


Objetivos do Núcleo de Estudos da Terceira Idade:

– Ampliar e sistematizar o conhecimento da gerontologia;

– Formar recursos humanos nos diversos níveis;

– Manter atividades interdisciplinares de ensino, pesquisa e extensão;

– Divulgar e desenvolver ações institucionais e interinstitucionais;

– Assessorar entidades na organização de programas de valorização do idoso;

– Oferecer subsídios para uma política de resgate do papel do idoso na sociedade brasileira.

– Realizar treinamentos, palestras e consultorias na área gerontológica.

Inovação Tecnológica no Programa Educação e Cidadania

14/06/2011 11:04

A Universidade Federal de Santa Catarina quer fazer de seu Departamento de Inovação Tecnológica muito mais do que um escritório jurídico para orientação sobre propriedade intelectual. A expectativa é de que esse departamento amplie o trabalho colaborativo com empresas e a transferência de tecnologias. Mais um passo nesse caminho foi dado com a implantação de um Comitê de Inovação Tecnológica. O  tema foi abordado no programa Educação e Cidadania. Veja as entrevistas com a professora Rozângela Curi Pedrosa, diretora do Departamento de Inovação Tecnológica, e com o professor Antônio Augusto Ulson, pesquisador do Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Alimentos da UFSC.

A Universidade Federal de Santa Catarina quer fazer de seu Departamento de Inovação Tecnológica muito mais do que um escritório jurídico para orientação sobre propriedade intelectual. A expectativa é de que esse departamento amplie o trabalho colaborativo com empresas e a transferência de tecnologias. Mais um passo nesse caminho foi dado na quarta-feira, 25 de maio, com a implantação de um Comitê de Inovação Tecnológica.

Auxiliar na discussão e criação de uma política institucional de inovação será uma das tarefas do novo órgão. Para compor o comitê foram convidados professores com reconhecida atuação nos campos da pesquisa, da inovação e do trabalho colaborativo com empresas, nas áreas de biotecnologia, jurídica, econômica e de direitos autorais (veja os nomes abaixo). “Contamos com a visão destes professores para avançar”, salientou na cerimônia de instalação do comitê a professora Débora Peres Menezes, pró-reitora de Pesquisa e Extensão da UFSC.

O novo comitê vai trabalhar a partir das atribuições do Departamento de Inovação Tecnológica, setor que auxilia a UFSC desde 2007. Uma das responsabilidades do DIT é o acompanhamento dos processos dos pedidos e a manutenção dos títulos de propriedade intelectual da Universidade. Sua equipe também avalia e opina sobre a celebração de contratos e convênios envolvendo a inovação e a pesquisa científica e tecnológica, entre diversas outras ações.

De acordo com a diretora do DIT, professora Rozangela Curi Pedrosa, em 2010 a UFSC protocolou 20 pedidos de proteção de propriedade intelectual, número que considera reduzido em relação ao tamanho e prestígio em pesquisa e desenvolvimento conquistado pela Universidade. Mas, frisou, ainda que tenha uma equipe reduzida, o Departamento recebe cada vez mais demandas por parte da comunidade universitária. Em relação ao número de processos analisados, exemplificou, há um crescimento considerável: em 2010 foram 177, enquanto em 2006 foram 23.

De acordo com a diretora do DIT, a cultura da inovação tecnológica ainda enfrenta diversos desafios – não apenas na UFSC, mas no país. Entre eles, os gargalos na relação entre empresas e pesquisadores, o fato de que muitas indústrias ainda preferem comprar tecnologias de outros países e a falta de cultura do uso e depósito de patentes. Além disso, no Brasil a maioria dos pesquisadores trabalha em universidades e institutos, há uma  reduzida conversão de conhecimento científico em inovação tecnológica e uma concentração da produção industrial em produtos de baixo valor  agregado.

Apesar das dificuldades, a diretora lembrou que um marco no país foi a Lei de Inovação. Aprovada em 2004, essa lei é  fundamental na regulação da cooperação entre universidades e empresas, prevendo entre outros aspectos a criação dos Núcleos de Inovação Tecnológica, o uso de laboratórios de institutos de ciência e tecnologia por pequenas e micro empresas e a participação do pesquisador em royalties. O trabalho com o setor produtivo também é beneficiado com a Lei do Bem, de 2005, que consolidou os incentivos fiscais para pessoa jurídica que tem pesquisa tecnológica e desenvolvimento de inovação.

Ressaltando as competências de cada um dos membros no novo Comitê de Inovação Tecnológica, o reitor da UFSC, professor Alvaro Toubes Prata, defendeu a importância da colaboração dos pesquisadores nas ações relacionadas à inovação e à transferência tecnológica.  “Temos uma herança muito rica e precisamos dar nossa contribuição para melhorar a sociedade e o mundo”.

Mais informações:  www.dit.ufsc.br / / (48) 3721-9628

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Saiba Mais:

Composição do Comitê de Inovação Tecnológica:

Rozângela Curi Pedrosa / Centro de Ciências Biológicas / Diretora do Departamento de Inovação Tecnológica / Presidente
Irineu Afonso Frey / Centro Sócio-Econômico / Docente do Departamento de Inovação Tecnológica / Vice-Presidente
Antônio  Augusto Ulson de Souza / Centro Tecnológico / Docente da área de Processo Químico  / Membro
Arnaldo José Perin / Centro Tecnológico / Docente da área de Engenharia Elétrica  / Membro
José Eduardo De Lucca / Centro Tecnológico / Docente da Área de Informática / Membro
Marcos Wachowski /  Centro de Ciências Jurídicas / Docente da Área Jurídica  / Membro
Mário Steindel / Centro de Ciências Biológicas / Docente da Área de Biotecnologia  / Membro
Silvio Antonio Ferraz  Cario / Centro Sócio-Econômico / Docente da Área de Economia / Membro
Victor Juliano de Negri / Centro Tecnológico / Docente da Área de Engenharia Mecânica  / Membro

Atribuições do Comitê de Inovação:

– Auxiliar na discussão e criação das políticas institucionais de inovação e transferência de tecnologia da UFSC;
– Promover políticas institucionais de inovação e transferência de tecnologia da UFSC;
– Auxiliar na avaliação dos processos de licenciamento de tecnologias da Instituição;
– Auxiliar nos processos envolvendo questões relacionadas a cultivares e ao direito autoral;
– Auxiliar na indicação de consultores ad-hoc para avaliação e redação de patentes;
– Auxiliar na avaliação da patenteabilidade ou não do resultado de uma pesquisa;
– Auxiliar na avaliação da manutenção de um pedido de patente e de uma patente concedida;
– Auxiliar na avaliação das perspectivas de impacto econômico das tecnologias;
– Auxiliar na divulgação dos resultados das pesquisas realizados na Instituição.

Departamento de Inovação Tecnológica em números

Número de processos analisados
2006 – 23
2007 – 51
2008 – 60
2009 – 103
2010 – 177

Número de pareceres emitidos
2006 – 23
2007 – 51
2008 – 81
2009 – 116
2010 – 133

Tipos de Processos Analisados pelo Departamento de Inovação Tecnológica em 2010

[

Planetário e Observatório Astronômico recebem comunidade para ver o eclipse da lua

14/06/2011 10:29

Professores e estudantes do Observatório Astronômico, do Planetário e do Grupo de Estudos de Astronomia (GEA) da UFSC recebem a comunidade  nesta quarta-feira, 15 de junho, para observação do eclipse total da lua com telescópios. A partir das 17h30min, o público participa de sessão de planetário digital e palestra sobre o tema. O evento é gratuito.

Grupo de Astrofísica

Há anos a equipe do Grupo de Astrofísica desenvolve o projeto De Olho no Céu de Floripa, recebendo o público ao cair na noite das quartas-feiras. O objetivo é apresentar noções básicas de Astronomia em experiência prática com os telescópios e outros equipamentos do Observatório. Os visitantes podem contemplar planetas, satélites, cometas, estrelas binárias e múltiplas, aglomerados de estrelas, nebulosas e mesmo galáxias vizinhas.

Nas terças-feiras à noite, o Observatório atende escolas, em atividades conjuntas com o Planetário. Há também atividades diárias para olhar o Sol, entre 9h e 11h, em um telescópio equipado com filtro de proteção solar.

Mais informações: www.astro.ufsc.br / / (48) 3721 6836, ramal 4422 e com as equipes do Planetário e GEA: 3721-9241  ou 3721-4133.