Exposição revela arte dos funcionários da UFSC

14/10/2002 15:43

Autora: Maria Albaneza Fogaça Técnica: pigmentos naturais

Autora: Maria Albaneza Fogaça Técnica: pigmentos naturais

A Galeria de Arte da UFSC abre nesta terça-feira, 15/10, às 18h30min, a 18º Exposição de Arte dos Funcionários da UFSC, que pode ser visitada até o dia 08 de novembro. A mostra reúne 29 artistas – professores e técnicos-administrativos ativos ou já aposentados, num total de 54 trabalhos, entre pinturas, desenhos, fotografias e cerâmica. Alguns destes profissionais, que dedicam suas horas livres para o fazer artístico, são artistas premiados em salões de arte e já expuseram suas obras em outros países.

A Exposição de Arte dos Funcionários da UFSC vem sendo realizada desde 1984. Nasceu do desejo conjunto do Departamento Artístico Cultural e do Sindicato dos Trabalhadores da UFSC/SINTUFSC de comemorar o dia do Funcionário Público, 28 de outubro, dando oportunidade aos professores e aos técnicos administrativos de mostrarem seus talentos à comunidade.

A iniciativa propicia o intercâmbio de experiências entre os funcionários da instituição estimulando cada vez mais o potencial artístico da UFSC. A Galeria de Arte da UFSC fica no Centro de Convivência e está aberta de Segunda a Sexta, das 10 às 18:30 horas. Mais informações no DAC, 331-9348/331-9447.

UFSC divulga nova chamada do Vestibular

14/10/2002 15:10

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR

EDITAL N. 31 / GD / DAE / 2002

DÉCIMA TERCEIRA CHAMADA DO PROCESSO SELETIVO / 2002

A Diretora do Departamento de Administração Escolar da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso de suas atribuições, considerando o disposto nos art. 36 e 37 da Resolução 17/CUN/1997 e Portaria 141/PREG/2001 bem como o que estabelece o Calendário Escolar/2002, aprovado pela Resolução 12/CUN/2002, convoca os candidatos abaixo relacionados, habilitados no Processo Seletivo/2002, para realizarem matricula no período de 14 a 17/10/2002, no Departamento de Administração Escolar.

Curso de MEDICINA – 103

2. Semestre 0225455-7 MARILIA CECHINEL GOULART 0500940-5 141

Curso de ENGENHARIA MECANICA – 203

2. Semestre 0223955-8 BRUNO FARRIS 0509606-5 149

0223956-6 GUSTAVO VIDAL 0500513-2 150

Curso de CIENCIAS DA COMPUTACAO – 208

2. Semestre 0223254-5 ARTHUR FRAGNANI MEDEIROS 0523055-1 132

0223256-1 ELISSA TAVARES CORDEIRO 0550549-6 133

Curso de ENGENHARIA DE PRODUCAO ELETRICA – 213

2. Semestre 0224320-2 PATRICIA REZENDE RIBEIRO 0509919-6 58

Curso de ENGENHARIA DE AQUICULTURA – 234

2. Semestre 0228934-2 CAROLINE BERNARDES DE BORJA 0509394-5 71

Curso de SISTEMAS DE INFORMACOES – 238

2. Semestre 0223879-9 RENATO PINHEIRO DE OLIVEIRA 0505124-1 145

Curso de DIREITO – 303

2. Semestre 0220552-1 TIMOTEO RAFAEL PIANGERS 0528756-1 118

0220553-0 ALINE RESTEL TRENNEPOHL 0514198-2 119

Curso de ADMINISTRACAO (NOTURNO) – 316

2. Semestre 0220045-7 AUGUSTO CEOLIN CRUZ 0516297-1 100

Curso de HISTORIA (NOTURNO) – 327

2. Semestre 0226551-6 CLARISSA MOLON SCALABRIN 0501979-6 52

0226552-4 DEBORA FRAGA CARNEIRO 0503489-2 53

0226553-2 PRISCILLA IZABELA PETRY 0583782-0 54

Florianópolis, 14 de Outubro de 2002

Original firmado por

NAIR CARDOSO DA CUNHA

DIRETORA DO DAE

V Mostra de Teatro-Educação na UFSC

11/10/2002 17:07

Inicia nesta segunda-feira, dia 14, no teatro da UFSC, a V Mostra de Teatro-Educação. A abertura acontece às 20h, com o espetáculo `Último Diahoje` do Grupo Teatral Traço Cia. da UDESC. O evento pretende dar oportunidade aos professores de teatro do ensino fundamental e médio para discutir as metodologias utilizadas.

A V Mostra dá continuidade ao debate sobre a função do teatro na escola e na comunidade. A edição deste ano terá como tema `Apropriação do texto dramático por crianças e adolescentes` e o objetivo é debater as possibilidades de centrar o fazer teatral escolar em textos dramáticos. Esta opção parte do entendimento de que a vivência e a realização de um espetáculo baseado em um bom texto já tem como ponto de partida o acesso e democratização cultural.

Os cinco grupos que se apresentam na V Mostra trabalharam com textos e sistemas de ensaio que representam alternativas distintas para o fazer teatral. Durante a Mostra serão realizados workshops, vários espetáculos e uma mesa redonda. A inscrição para participar de todos os eventos custa R$25,00 para estudantes e R$50,00 para os demais e pode ser feita no local.

14/10 – abertura às 20h, com o espetáculo `Último Diahoje`.

15/10 – mesa redonda: `Apropriação do Texto Dramático por Crianças e Adolescentes`, às 9h, com os professores Ingrid Dormien Koudela (USP), Flávio Desgranges (USP), Dal Olsen (Dinamarca), Lucilia Valente (Portugal), André Carreira (Presidente da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas) e Márcia Ponpeo (UDESC). Lançamento do livro `Brecht na Pós Modernidade` da professora Ingrid Koudela.

15 e 16/10 – espetáculos seguidos de debate, das 14h às 18h e Mostra Paralela das 13h às 14h e às 18h30min.

17/10 – workshops às 9h: `Modelo de Ação no Jogo Teatral`, com a professora Ingrid Koudela (USP), `Commedia del Mondo`, com Dal Olsen da Dinamarca, ` O Épico e o Espectador`, com o professor Flávio Desgranges (USP).

Informações: 331 9348 e 3319447

Fórum Nacional sobre Ética em Manipulações Genéticas

11/10/2002 16:49

Acontece de 16 a 19 de outubro na Universidade Estadual de Santa Cruz, em Ilhéus, na Bahia, o Fórum Nacional sobre `Ética em Manipulações Genéticas`. O Fórum é a oportunidade de discutir o tema e contribuir para a elaboração do Código de Ética em Manipulações Genéticas para a nação brasileira.

O documento-resultado deste Fórum será entregue ao representante da Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) e terá o Congresso Nacional como destino final. De acordo com a Portaria 546, publicada no Diário Oficial da União (D.O.U) do último dia 10 de setembro, fica estabelecido o prazo de 6 meses para a elaboração da proposta para o Código de Ética das Manipulações Genéticas. O documento que será produzido neste Fórum poderá ser a base dos trabalhos de produção deste Código.

Durante o encontro estão previstas palestras, mesas-redondas, grupos de discussão, painéis e debates. No último dia serão apresentadas e votadas as propostas para Ética na Manipulação Genética de Animais, Plantas e Seres Humanos.

Informações: fó ou (73) 214 3236

UFSC e Telesc-Brasil Telecom assinam convênio para facilitar acesso via ADSL à internet

11/10/2002 15:48

Participaram da assinatura do termo Pró-Reitores, Servidores técnico-administrativos do NPD e dirigentes da empresa de telecomunicações.

Pelo convênio, os usuários do sistema ADSL vinculados à UFSC (alunos, professores, servidores técnicos e administrativos), desde que autenticados pelo NPD, terão acesso ao sistema tendo a UFSC como provedor. Assim, o custo do acesso será reduzido.

Pela internet normal, a velocidade de acesso é de 56 kbps. Através do convênio, quem aderir ao novo processo passa a dispor de 256 kbps.

Mais informações na Secretaria Extraordinária de Informática, pelo fone 331-6050.

Prefeitura do Campus utiliza veículo elétrico para transporte de cargas

11/10/2002 15:39

foto Paulo Noronha/AGECOM

foto Paulo Noronha/AGECOM

A principal vantagem do novo veículo é a redução significativa do ruído e a ausência de emissão de poluentes. O carro elétrico possui a sinalização para trânsito e é movido por um conjunto de 06 baterias de 36 volts. Tem uma plataforma para o transporte de materiais e capacidade de carga de 900 Kg. Alcança uma velocidade de 22 km/hora e autonomia de movimentação de 40 quilômetros.

UFSC e IJURIS criam sistema de garimpagem de texto

11/10/2002 10:00

A mesma equipe de pós-graduandos da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), premiada por desenvolver um sistema de inteligência artificial para o Conselho de Segurança das Nações Unidas, acaba de apresentar um novo sistema de busca inteligente, que promete economizar milhares de horas de consulta nos tribunais. Trabalhando na pesquisa, há 6 anos, Hugo César Hoeschl, Tânia Cristina D´Agostini Bueno, André Bortolon, Eduardo da Silva Mattos e Marcelo Ribeiro desenvolveram o AlphaThemis, um sistema de “garimpagem de texto” (text mining), que usa inteligência artificial para buscar súmulas de tribunais, associando conceitos, ao invés de palavras, e permitindo a realização de estatísticas.

As súmulas são resumos da posição oficial de tribunais, editadas quando há muitos processos sobre uma mesma questão. Seus textos breves, de 2 a 3 linhas, são publicados no Diário da Justiça e utilizados sempre que há um novo processo sobre o mesmo tema. Até agora, a consulta dependia da memória de juízes ou da paciência de se folhear os diários com as súmulas publicadas ou, mais recentemente, da consulta pelos mecanismos usuais de busca da Internet. “Já cheguei a gastar uma semana procurando uma súmula, sem encontrar, para saber que ela existia apenas depois de ter escrito um texto de 20 páginas, que as 3 linhas da súmula substituíam”, comenta Hugo Hoeschl, da UFSC e do Instituto Jurídico de Inteligência e Sistemas (Ijuris), criado para promover, fomentar e apoiar atividades de inovação e desenvolvimento científico e tecnológico, no campo da informatização jurídica.

O grupo de pesquisa informatizou 40 anos de súmulas do Supremo Tribunal Federal (STF), do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e dos Tribunais Regionais Federais (TRF), totalizando 1.300 decisões, desde 1963 até 2002. Daqui para frente, as atualizações serão constantes, sempre que uma nova súmula for oficialmente publicada. “Usamos o princípio do data mining (“garimpagem” de dados), mas aplicando o sistema de Raciocínio Baseado em Casos (RBC) para textos”, acrescenta Hoeschl. Isso quer dizer que a busca não considera apenas a palavra pedida, mas o conceito por trás da palavra, apresentando como resultado o texto de maior percentual de aproximação com os conceitos pedidos.

Traduzindo melhor: a busca inteligente não só identifica textos com as palavras-chave – carro, por exemplo – como os sinônimos e conceitos semelhantes – automóvel, veículo, tráfego… E a consulta também pode ser feita a partir de textos de até 270 linhas ou 15 mil caracteres. Neste caso, o resultado é a súmula que mais se aproxima do texto de consulta, permitindo adotar a solução passada (a posição genérica do tribunal) para a questão presente.

O AlphaThemis diferente dos chamados sistemas especialistas por não se basear em perguntas, que refinam a busca. Ele vai direto ao texto de maior percentual de semelhança, a partir de um cálculo global. E, de quebra, ainda possibilita saber quantas súmulas cada tribunal editou num determinado período, sobre que assunto, etc.

Um demonstrativo do novo sistema está disponível, para download gratuito, no site webis (http://www.webis.com.br), criado pela equipe para facilitar o acesso dos tribunais. Já existe uma versão comercial, vendida pelo Ijuris, que financiou a pesquisa, cujo custo total foi estimado em R$ 3 milhões, parcialmente cobertos por bolsas de pós-graduação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O AlphaThemis foi um dos 4 projetos da UFSC selecionados para apresentação num evento internacional – o Ideia/Iberamia – a se realizar em Sevilha, na Espanha, em novembro próximo. Um outro trabalho selecionado, do doutorando Alexandre Serra Barreto e de Tânia Cristina D´Agostini Bueno, Usa os mesmos princípios para consultas de decisões tributárias, feitas à Receita Federal.

Fonte: Agência Estado/Ciência e Meio Ambiente

XII Seminário de Iniciação Científica será realizado em novembro

11/10/2002 09:39

A UFSC realiza de 20 a 22 de novembro seu XII Seminário de Iniciação Científica. Durante o evento serão apresentados os resultados dos trabalhos de 545 alunos sob a forma de painéis. Entre os trabalhos, 34 foram selecionados para apresentação oral, de acordo com as normas do programa PIBIC/CNPq.

Serão também apresentados 272 trabalhos da X Jornada de

Jovens Pesquisadores da Associação de Universidades

do Grupo Montevideo (AUGM) , que congrega 11 Universidades da

Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai. Estão também previstas palestras em cada grande área do conhecimento, com o tema Humanização da Ciência e

Tecnologia no Mercosul.

Neste ano em que a UFSC é a anfitriã da Associação de Universidades

do Grupo Montevideo, através do ESAI (Escritório de Assuntos Internacionais), a realização conjunta dos dois eventos busca uma maior integração e

cooperação entre os participantes do Mercosul.

Informações em http://www.dap.ufsc.br/sic02 e

http://www.ufsc.br/esai/augm

Centro de Informações Toxicológicas alerta para perigo de acidente com lagartas

10/10/2002 14:56

Lonomia obliqua é a mais perigosa

Lonomia obliqua é a mais perigosa

O Centro de Informações Toxicológicas (CTI) da UFSC quer alertar a comunidade do perigo de acidentes com lagartas. Os casos em Santa Catarina começaram em 1989 e desde essa data já são 1800 acidentes com seis mortes. A preocupação do CIT é em relação ao Dia das Crianças, quando acontecem passeios e piqueniques em lugares onde é fácil encontrar o animal. Conhecidas como taturana, bicha cabeluda, manduruvá, ruga e mandrová, são comuns em épocas quentes e em locais úmidos, como pomares caseiros, beiras de rios e árvores próximas a lagos.

Existem várias espécies e nem todas são nocivas. O grande perigo é a Lonomia obliqua, com espinhos venenosos que causam irritação, ardência, queimação, inchaço, avermelhamento, febre, vômitos e, nos casos graves, alteração na coagulação sanguínea. Quando altera a coagulação, a lonomia provoca hemorragias, manchas escuras e sangramentos pela gengiva, nariz, intestinos, na urina e até nas feridas cicatrizadas. Sem atendimento médico, a vítima pode morrer de hemorragia cerebral ou insuficiência renal aguda. O veneno é mais potente do que o da jararaca.

É fácil diferenciar essa espécie das outras. Nos troncos das árvores, elas estão sempre em grupos de 20 a 30. O corpo é marrom com espinhos verdes e tem faixas no dorso com manchas amareladas. Um dos cuidados que podem ser tomados, além de prestar atenção nos troncos, é observar a grama e ver se as folhas não estão roídas, se não há casulos e fezes no chão.

A professora de Toxicologia e coordenadora do CIT, Marlene Zannin, lembra que em caso de acidente, a vítima deve ser levada imediatamente ao hospital e se possível deve-se levar a lagarta junto. Se a lagarta for levada, o médico entra em contato com o CIT, descreve o animal e o Centro identifica se é ou não a lonomia. Caso o CIT confirme que não é, o paciente é liberado e não há gasto com exames desnecessários. Se o Centro identificar o animal como lonomia, a vítima toma o soro.

O soro antilonômico foi desenvolvido em 1995, quando o CIT encaminhou ao Instituto Butantã algumas lagartas e eles o produziram nos mesmos moldes do soro contra picadas de cobras. O Centro foi o responsável pelo estudo clínico, que inclui o teste do medicamento em pacientes. Desde que o antilonômico começou a ser aplicado, não foi registrado nenhum caso de morte da vítima.

O Centro de Informações Toxicológicas funciona através de um convênio entre a UFSC e a Secretaria da Saúde há 18 anos. O serviço fica no Hospital Universitário e tem um plantão 24h, que atende todo o Estado, não só em casos de contato com lonomias, mas em qualquer tipo de envenenamento e intoxicação. Os casos mais comuns em que o Centro é procurado são de acidentes com animais peçonhentos e intoxicação por medicamentos e agrotóxicos. O plantão atende pelo telefone 0800-643-5252. Informações com as professoras Marlene e Margareth pelos telefones 331-9535 e 331-9173.

III Ciclo de Estudos Medievais de 16 a 18 de outubro na UFSC

10/10/2002 13:24

O que têm em comum Tristão e Isolda, Carlos Magno, Lancelote do Lago, Dante Alighieri e a Divina Comédia, o santo Graal, a canção de Rolando, as Cruzadas, Santo Antônio e São Bento ?

Estes e outros temas serão abordados por pesquisadores de diversas universidades brasileiras no III Ciclo de Estudos Medievais que acontece na UFSC de 16 a 18 de outubro, com abertura, na 4ª feira, dia 16, às 9h, no auditório da Reitoria, com a exibição de “O sétimo selo”, do cineasta sueco Ingmar Bergman, e palestra de Lênia Mongelli.

As sessões especiais temáticas terão como temas: Mulheres na Idade Média; Literatura Latina; Poder; Humanismo Cristão; Dante Alighieri; Literatura Celta e Germânica; Educação Antiga e Medieval; e Estética.

As palestras estão abertas à comunidade, sendo necessário pagar a taxa de inscrição somente para quem desejar obter certificado.

O evento é uma promoção do Centro de Filosofia e Ciências Humanas CFH) e Centro de Comunicação e Expressão (CCE) da UFSC, com a Associação Brasileira de Estudos Medievais (ABREM) e Comissão Brasileira de Filosofia Medieval.

Apoio : Instituto Teológico de Santa Catarina e Agência de Comunicação da UFSC.

Informações: 331 8511 ou 331 9330

PROGRAMA:

Quarta-feira, 16 de outubro

9h – Abertura: Exibição de “O Sétimo Selo ” de Ingmar Bergman e palestra com a Lênia Márcia Mongelli da USP, no auditório da Reitoria,

Tarde:

Sessão Especial Temática : Mulheres na Idade Média – Auditório do CFH

14h30min – A Presença Feminina nas Cruzadas – Edna Sala ( Universidade Estadual de Londrina)

15h – As três mulheres de Deus – Rejane B. Jardim

( Universidade de Caxias do Sul)

15h30min – Submissas e Devotas: as imagens de mulheres medievais nos

livros didáticos brasileiros – Vanderlei Machado e Reinaldo Lohn

( UFSC)

16h – No tear de Isolda. A representação da mulher medieval através

da pena masculina – Luciana de Campos (UNESP)

16h30min As Santa Pecadoras na Legenda Áurea – Iara D`Assunção

(UNESP/FAPESP)

19h – O humanismo de Santo Antônio – José Antonio de Camargo Rodrigues de Souza (UFGo)

Sessão Especial Temática: Literatura Latina – Auditório do CCE

14h30min – Ideais de Cortesia e Humanismo Latino no século XX – Alexandre S. Carneiro ( UNICAMP)

15h – Danças da Morte: uma análise sobre a transformação da

concepção da morte na Baixa Idade Média – Luciana de Oliveira

( PUC -RS)

15h30min – O cavaleiro ( im) perfeito e a busca do Graal em Paezival, de Wlfram von Eschenbach: História – Religião – Literatura no Sacro Império Romano Germânico no século XIII- Daniele G G e Souza (UFRJ)

16h – Intervalo

Sessão especial temática: Dante Alighieri – Auditório do CCE

16h30min – As mudanças nas estruturas políticas do feudalismo a partir do fortalecimento do poder real, no século XIII – Márcia Guimarães (UEM)

17h – O Purgatório na Divina Comédia de Dante- Karla C. Stabele (UFPR)

17h 30min – Bestiário Dantesco – Maria Teresa Arrigoni ( UFSC)

Sessão Especial Temática: Poder – Sala 330 CFH

14h30min – O Espatário – Isaque de Borba Corrêa

15h – A canção de Rolando e o Cavaleiro Medieval( França Século VII e XII) Edgar Cavalli Júnior ( UFPR)

15h30min – Sortilégio ou Fatalidade?- Laura Teixeira Miller (UFSC)

16h – A remodelação dos medos medievais na América Colônia: choques

culturais ( século XVII ) – Jean Tiago Baptista ( PUCRS)

Quinta-feira, 17 de outubro

Manhã: 9h: Permanências e Continuidades: a humanitas na Antiguidade Tardia Ocidental ( Séculos IV- VII ) – Renan Frighetto (UFPr) – auditório do CFH

Sessão Especial Temática : Humanismo Cristão – Auditório do CFH

14h30min – O relacionamento entre Judeus e Cristãos no Fuero Real: a legislação como Instrumento de Exclusão – Rita de Cássia B. Campos

UFRGS)

15h – Conquistar e Consagrar: o imaginário geográfico medieval – José Carlos Gimenez ( UFPr)

15h30min – O franciscano Jacoponi da Todi e a morte: estudo sobre as laudas penitenciais – Angelita Marques Visalli ( UEL)

16h – Intervalo

16h30min – As Artes Mecânicas como via ao conhecimento de Deus em Hugo de São Vitor – Antonio Marchionni (PUCSP)

17h – Os reflexos teológicos no âmbito prático do pensamento de Ockham Alcione Roberto Roani (UFSC)

17h30min – A novidade citadina e sua relação com o Discurso Franciscano do início do século XII – Victor Graciotto Silva (UFPr)

Sessão Especial Temática: Literatura Celta e Germânica – Auditório do CCE

14h30min – A permanência da cultura celta na literatura do século XII: Tristão e Isolda de Béroul – Luciana de Campos (UNESP)

15h – A viagem de São Brandão e os Imrama Célticos – Adriana Zierer (UFF)

15h30min – A palavra literária como fonte histórica: as Spruchdichtungen de Walther der Vogelweide como micro- retrato social do século XIII – uma proposta de análise – Álvaro Alfredo Bragança Júnior (UFRJ)

16h – Intervalo

16h30min – A literatura de defesa do Sacro Império Romano Germânico: Dante Alighieri e Marsílio de Pádua – Moisés Romanazzi Torres ( UFRJ)

17h – Máscaras e dissimulação no Tristan de Béroul – Yone de Carvalho ( PUCSP)

17h 30min – Literatura e sociedade: Merlim de Robert de Boron — Vanessa da Silva (PUCSP)

Sessão Especial Temática: Educação Antiga e Medieval – Sala 330 CFH

14h30min – Os cavaleiros medievais: Modelos de educação social – Conceição S. B. Perin (UEM)

15h – Regra de São Bento: A fé conduzindo comportamento dos homens Edeniuce Bernabé Gumieri (UEM)

15h30min – A cosmologia medieval e suas relações com a formação científica do homem do século XIII – José Aparecido Celório (UEM)

16h – Cícero e o projeto de homem ideal – José Joaquim Pereira Melo (UEM)

Sexta-feira, 18 de outubro

Manhã: 9h: A poesia Franciscana religiosa e laica: São Francisco de Assis e Iacopone da Todi – Vilma de Katinszky B. de Souza (USP)- auditório do CFH

Sessão Especial Temática : Humanismo Cristão – Auditório do CFH

14h30min – Milagres de Santa Maria no medievo Hispânico – Séc. XIII – Carla Berto (PUCRS)

15h – O humanismo de Fernão Lopes na crônica de D. Pedro I – Rossana

Alves Baptista Pinheiro ( UNESP)

15h30min – Intervalo

Sessão Especial Temática : Estética – Auditório do CFH

16h – A recriação da personagem Rei Arthur em Kevin Crossley – Holland Cristiane N. Tolomei (UNESP)

16h30min – As representações de Cristo no período Carolíngio e a Constituição de uma Sociedade de Ordem – Rogério Luiz Souza (UFSC)

17h -A concepção de corpo presente no Libro de las Cruzes, de Alfonso X, O Sábio – Carlinda Maria F. Mattos (UFRGS)

17h30min – Vinho, Amor , e drama no caminho do céu – João Lupi (UFSC)

Sessão Especial Temática: Literatura Celta e Germânica – Auditório do CCE

14h30min – A sucessão de modelos heróicos na Volsunga Saga e na Canção dos Nibelungos – Bruno Leonardo Andreotti (PUCSP)

15h – Lancelote do Lago: a expressão da forma de um serviço – Andrea Rossini (PUCSP)

15h30min – Os Kurns na Gesta Danorum- André S. Muceniecks (UFRJ)

16h – Intervalo

16h30min – Walther Von Der Volgelweide e as tensões políticas no Império Alemão na Baixa Idade Média: Um retrato literário( séc XII e XIII) – Rejane B. da Silva ( UFRJ)

17h – A relação entre Tristan e o rei Marc: Indícios do parentesco artificial no Tristan de Béroul – Cláudia Bovo ( UNESP)

17h 30min – Folclore e parentesco no estudo dos monstros em Beowulf — Thais Lima Benedetti (UNESP)

Sessão Especial Temática: Educação Antiga e Medieval – Sala 330 CFH

14h30min – Aristófanes: também um modo de pensar a educação – Lízia Helena Nagel (UEM)

15h – Carlos Magno e a educação – Regiani Aparecida Vitoretti (UEM)

15h30min – Instituição e pensamento: A Universidade e a escolástica

Terezinha de Oliveira – (UEM)

Encerramento

Colégio de aplicação faz campanha para arrecadação de brinquedos

09/10/2002 16:30

Na semana em que se comemora o Dia das Crianças, o Colégio de Aplicação faz uma campanha de arrecadação de brinquedos para implantar uma brinquedoteca no colégio – o Labrinca, Laboratório de Brinquedos do Colégio de Aplicação. Os organizadores da campanha “Uni, duni e tê… Que brinquedo você vai trazer?” pretendem arrecadar jogos e fantoches, brinquedos tradicionais como bonecas, carrinhos e bolas, livros infantis, gibis e móveis em miniatura. A princípio, a brinquedoteca será destinada apenas aos alunos do CA, mas futuramente estará disponível para crianças da comunidade. A escola pretende ainda abrir vagas de estágio para alunos de graduação da UFSC, como da Psicologia e Pedagogia, que poderiam realizar pesquisas e trabalhar com as crianças que freqüentarem o Laboratório.

Um dos responsáveis pela campanha, o aluno do curso de Arquitetura da UFSC, Samuel Brito, define o Laboratório como “uma sala de aula onde todos são autodidatas”. Ele lembra a importância da brincadeira na formação da criança, principalmente do uso dos brinquedos manuais, já que os eletrônicos, segundo ele, podem despertar agressividade. Britto diz também que sem o ato de brincar, a educação da criança é institucionalizada, ela se forma pelo molde dos adultos. A brincadeira proporcionaria uma liberdade de formação.

A campanha já existia no CA, mas não deu os resultados esperados. A escola está aproveitando a semana do Dia da Criança para tentar chamar a atenção das pessoas e conseguir arrecadar os brinquedos. A intenção é que a brinquedoteca esteja pronta no início do ano que vem. As doações devem ser feitas na Inspetoria de Ensino das Séries Iniciais do CA ou na caixa coletora no hall do CFH, onde também foi feita uma instalação com mensagens que explicam às pessoas a importância da brincadeira na formação infantil. Informações com Samuel Brito pelo telefone 99974599 ou 233-4542.

Projeto Papo Sobre Ciencia promove encontro sobre populações indígenas

09/10/2002 16:13

Foto: Jones Bastos/Agecom

Foto: Jones Bastos/Agecom

Em 1500, quando chegaram os portugueses, viviam no Brasil aproximadamente 6 milhões de pessoas, mais de 900 povos com culturas e maneiras de viver diferentes. Atualmente estima-se que a população indígena seja de pouco mais de 500 mil pessoas, pertencentes a 225 povos, falando cerca de 180 línguas diferentes. Em Santa Catarina, de acordo com dados do Conselho Indigenista Missionário, estima-se a presença de cerca de 8 mil indivíduos indígenas, entre Guaranis, Xokleng e Kaingang.

Para falar sobre a situação dos povos indígenas, sua cultura e problemas atuais, os preconceitos e equívocos na abordagem desse tema, o projeto ´Papo Sobre Ciência´ recebe nesta sexta-feira, 11/10, o professor Silvio Coelho dos Santos. O professor é antropólogo, pesquisador do CNPq, ex-secretário regional da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) e responsável pela implantação do Núcleo de Estudos de Povos Indígenas (NEPI) na UFSC. O encontro acontece a partir de 10h, na sala 5 da Fapeu

O projeto Papo Sobre Ciência é uma iniciativa da Agência de Comunicação, com apoio da Pró-Reitoria de Extensão da UFSC, e tem o objetivo de aproximar jornalistas e pesquisadores, contribuindo para a melhoria da cobertura sobre o desenvolvimento científico e tecnológico em Santa Catarina. Entre os temas já abordados estão Biotecnologia/Genoma, Inteligência Artificial, Astrofísica e Fitoterapia. Os encontros são mensais, gratuitos e abertos a todos os jornalistas interessados. Informações www.papociencia.ufsc.br 331 9323

ENCONTRO PODE ESCLARECER EQUÍVOCOS NA ABORDAGEM

DA TEMÁTICA INDÍGENA

Muitas informações equivocadas sobre a temática indígena ainda colaboram com a criação de estereótipos e equívocos. São idéias genéricas e superficiais, como a de que antes de 1500 os indígenas viviam todos em harmonia com a natureza, em paz entre si e que todos eram um mesmo povo. Ou a visão de que se hoje os indígenas usam objetos tecnológicos como relógio, rádio, etc, ou andam com as mesmas roupas que os não indígenas, deixaram de ser característicos de sua etnia. De acordo com os estudiosos no assunto, até o termo índio é equivocado, pois reflete uma visão dominante que nega a identidade dos mais de 200 povos que vivem ainda hoje no território brasileiro.

O professor Sílvio Coelho explica que o fato dos indígenas usarem recursos tecnológicos, consumirem produtos industrializados, dominarem técnicas ocidentais, cursarem universidades, não faz com que deixem de ser indígenas. As culturas indígenas são milenares, mas não paradas no tempo. Atualmente há vários casos de indígenas freqüentando cursos de ensino superior, em diferentes universidades. Em Santa Catarina, o Namblá Glakrã, formado em Ciências Sociais pela Univali, foi admitido no mestrado em lingüística da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Além disso, conquistou uma bolsa de estudos da Fundação Ford, que mantém um programa de apoio aos universitários indígenas.

SAIBA MAIS

Cultura

Para os povos indígenas á terra é vida, é identidade e sustento. É fonte de vida e alimento. A terra é a mãe de todas as criaturas, acolhe a todos em sua grande abundância. Para o indígena a terra tem alma e o mal que é feito a terra volta-se ao homem. Entre esses povos a terra é de todos e o seu uso é coletivo. O artigo 121 da atual constituição brasileira reconhece a posse coletiva das terras e o significado do território para as culturas dos povos.

Uma das principais violências praticadas pa estas populações é a cobiça por suas terras. Estima-se que 85% das terras indígenas (incluindo as demarcadas) são objeto dos mais diversos tipos de invasão, por posseiros, garimpeiros, madeireiros, projetos de colonização, abertura de estradas, hidrelétricas, linhas de transmissão, hidrovias, gasodutos, criação de unidades de conservação, etc.

Política

O primeiro órgão do Brasil a ter uma preocupação com os povos indígenas foi o Serviço de Proteção ao Índio (SPI), criado em 1910. Procurava realizar a proteção a partir da transferência dos índios de suas terras e da integração ao resto da nação brasileira, o que acabou contribuindo para a destruição da cultura indígena. Em 1967, depois de grandes escândalos, o SPI foi extinto e no seu lugar foi criada a Fundação Nacional do Índio (FUNAI), que corresponde pela política indigenista oficial até hoje.

As constituições brasileiras de 1934 e 1946 mantiveram o princípio de integração nacional, o que possibilitou uma política de ´pacificação dos índios´ que facilitou o seu extermínio e a ocupação de suas terras. A Constituição de 1988 reconhece muitos dos direitos dos povos indígenas, responsabilizando o Estado por sua garantia.

Estudantes de Farmácia fazem Trote Ecológico

09/10/2002 15:23

Palestra: plantas medicinais    Foto: Virginia Yung

Palestra: plantas medicinais Foto: Virginia Yung

Os calouros do curso de Farmácia estão ingressando na universidade com uma lição de cidadania. Nesta sexta-feira, dia 11, eles participam do Trote Ecológico. O objetivo, segundo o Presidente do Colegiado do Curso, professor Celso Spada, é desenvolver o senso ecológico e de cidadania, fugindo do trote violento e transformando-o numa atividade consciente voltada para a formação do estudante.

As atividades começam às 8 horas, na UFSC, com a palestra ?A importância do uso e a preservação de plantas para posterior extração de princípios ativos na área de Farmácia?, que será proferida por um representante da OnG SOS Praia Mole. Às 9 horas, os estudantes serão levados para a Praia Mole. Lá, cada estudante vai receber uma camiseta e uma muda de árvore que será plantada entre a Praia Mole e a Galheta.

Os calouros serão divididos em três equipes de 20 pessoas e vão receber sacos de lixo para fazer a limpeza da área, já que a Praia da Galheta não conta com serviço de coleta de lixo. A equipe que coletar mais lixo vai receber como prêmio um lanche. Em seguida, será oferecido um almoço para os estudantes. Às 14 horas, inicia a confraternização entre calouros e veteranos.

A Pró-Reitoria de Assuntos da Comunidade Universitária (PRAC) está fornecendo dois ônibus para o transporte dos estudantes até a Praia Mole. O Trote Ecológico é uma iniciativa do Centro Acadêmico e da Coordenadoria do Curso, com apoio do CCS, PRAC e Coordenadoria Geral de Estágios. Informações 331 9712.

Curso de Biblioteconomia comemora 29 anos

09/10/2002 12:16

Será realizado nesta quinta-feira, dia 10, o debate `As Dimensões Sociais do Nome Profissional Bibliotecário` em comemoração aos 29 anos do Curso de Biblioteconomia da UFSC. O evento acontece a partir das 18h30min, no auditório do Centro de Ciências da Educação. Durante o debate será abordada a mudança do perfil profissional com a chegada de novas tecnologias de informação e comunicação.

A profissão está passando por período de abertura, de surgimento de novos postos de trabalho e de novas formas de atuar. Uma das conseqüências é a interdisciplinaridade. Atendendo à urgência do mundo dos negócios, o modelo de estabilidade está sendo superado por um modelo de fluxo e o profissional precisa estar sempre em busca de aperfeiçoamento.

O curso de biblioteconomia está fazendo uma reestruturação do currículo para responder às novas exigências do mercado. O curso dispõe de salas com computadores, onde os estudantes têm contato com as novidades tecnológicas, mas segundo a professora Miriam Cunha, o número de computadores ainda é pequeno para atender a demanda.

Miriam Cunha fala que o profissional bibliotecário é de essencial importância na sociedade da informação e por isso ele tem ampliado sua atuação com o surgimento de novos locais de trabalho. “Hoje, você pode encontrar bibliotecários trabalhando em websites, editoras, grupos de pesquisa, livrarias e não apenas em bibliotecas”, diz a professora, que será uma das debatedoras. O bibliotecário está preparado para atuar na análise dos sites, na gestão e na análise da informação.

Informações:<a href=http://www.ced.ufsc.br/bibliote/eventos/bbd29.htm

>www.ced.ufsc.br/bibliote/eventos/bbd29.htm

www.ced.ufsc.br/bibliote/eventos/bbd29.htm

Lançamento de livro e palestra sobre ilha do arquipélago dos Açores

09/10/2002 11:49

O Núcleo de Estudos Açorianos e o Museu Universitário promovem nesta quinta-feira, dia 10, o lançamento do livro `Pico: Guia do Patrimônio Cultural`, às 19h, no auditório do Museu da UFSC.

Durante a apresentação do livro será realizada uma palestra com Luís Daniel, organizador da obra. No encontro serão abordados temas como `Ciclo do Vinho`, `Patrimônio Baleeiro`, `Patrimônio Arquitetônico (civil, religioso e militar)` e `Patrimônio Sócio-Cultural da ilha (festividades, tradições e gastronomia)`.

Segundo o professor Francisco do Vale Pereira, Coordenador de comunicação do Núcleo de Estudos Açorianos, o livro é de grande importância em virtude da herança açoriana de Florianópolis e do litoral catarinense. Pico é uma das nove ilhas do Arquipélago dos Açores e possui uma superfície bem acidentada. O centro da ilha é o cume de um vulcão adormecido. As lavas chegaram até o mar e se solidificaram formando um tipo de solo propício à plantação de videiras e de outras culturas.

A população forma pequenas comunidades a beira-mar e se dedica, principalmente, a produção de vinho e aguardente de excelente qualidade. A ilha é candidata ao título de Patrimônio Cultural da Humanidade. A paisagem é formada pelos “currais” (pequenas áreas cercadas com as pedras de basalto) onde são cultivadas as vinhas, e as adegas, que armazenam vinho e aguardente e servem também de moradia para os habitantes picoenses.

O livro faz uma análise geral dos Açores e depois analisa com maior profundidade a importância da ilha do Pico. Durante o lançamento do livro as imagens da ilha serão projetadas com o uso de data-show.

Informações: 331-8302

DRH divulga nota de esclarecimento sobre pagamentos atrasados

08/10/2002 18:28

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS DA COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA

DEPARTAMENTO DE RECURSOS HUMANOS

Campus Universitário – Trindade – CEP 88040-900 – Florianópolis – SC

Tel.: (48) 331.9727 – Fax: (48) 331.9961

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Direção do Departamento de Recursos Humanos objetivando esclarecer a real situação do pagamento dos atrasados referentes ao complemento do Adicional por Tempo de Serviço – anuênios, correspondentes ao período de junho de 1996 a dezembro de 2000, informa:

1. Em 04/07/1996, através da Medida Provisória n° 1480-19, o Adicional por Tempo de Serviço – anuênio foi transformado em qüinqüênio;

2. Em 08/03/1999, através da Medida Provisória n° 1815/99, foi extinto o Adicional por Tempo de Serviço – qüinqüênio;

3. Em 24/05/2001, através da Medida Provisória n° 2088-40, o Adicional por Tempo de Serviço – qüinqüênio foi transformado em anuênio e ratificada a extinção do referido adicional a partir de 08/03/1999;

4. Em julho de 2001 foi atualizado os valores dos anuênios devidos, nos termos da Medida Provisória n° 2088-40 e efetuado o pagamento devido a partir daquele mês;

5. Em dezembro de 2001 foi efetuado pagamento dos anuênios referente aos períodos de janeiro a junho de 2001;

6. Em data de 30/09/2002, após trabalho conjunto com o NPD foi concluída a inclusão no sistema SIAPE, no modulo Exercícios Anteriores, dos valores devido a todos os servidores Docentes e Técnico-Administrativos, referentes ao complemento do Adicional por Tempo de Serviço – anuênio, correspondente ao período de junho de 1996 a dezembro de 2000;

7. O pagamento dos referidos atrasados depende agora de autorização do Ministério da Educação;

8. Na data presente, o Magnífico Reitor da UFSC reiterou ao MEC, através do oficio n° 575/GR/02 a liberação do referido pagamento;

9. O Departamento de Recursos Humanos está a disposição dos servidores docentes e técnico-adminstrativos para quaisquer outros esclarecimentos referente ao assunto;

Florianópolis, 07 de outubro de 2002

Irineu Manoel de Souza

Diretor do DRH

Obra enfoca relação entre Psicanálise e Literatura

08/10/2002 18:18

Sem a pretensão de esgotar o assunto, o professor Rafael André Villari oferece ao leitor brasileiro uma obra de profundo valor teórico sobre as relações entre a Psicanálise e a Literatura, que moldaram grandes nomes dos dois campos do conhecimento ao longo da história. O autor argentino e professor da UFSC está lançando pela EdUFSC o livro Literatura e psicanálise – Ernesto Sábato e a Melancolia.

– O que pretendemos é, a partir de seu questionamento, delinear nosso posicionamento em relação a essa questão, encaminhando desta forma nossa atitude de pesquisa em relação à nossa indagação sobre a particularidade no texto de Ernesto Sábato, esclarece Rafael, que vai além da idéia recente de mão única, “em que o objeto literário suportava o embate da teoria freudiana aplicada”. Para o autor, “abordar o texto a partir de um suposto saber psicanalítico” parece ser uma “tentativa esgotada em seus resultados e efeitos”. Por isso, Rafael avança no debate, “privilegiando outra via de diálogo entre a psicanálise e a literatura” .

Sábato, conforme destaca o livro, é contundente: a literatura, mais precisamente, o romance, constitui o meio de conhecimento que pode sintetizar e unificar o homem contemporâneo: “a literatura não é um passatempo nem uma evasão, mas uma forma – quiçá a mais completa e profunda – de examinar a condição humana” (em O escritor e seus fantasmas). Este é um conceito trabalhado por Rafael.

Na verdade, conforme salienta o professor e teórico em literatura, Walter Carlos Costa, o autor “procedeu a uma pesquisa criteriosa sobre a obra de Sábato e suas relações com a psicanálise através do fenômeno e do conceito da melancolia, centrais tanto na gênese da obra literária quanto do pensamento psicanalítico”. O livro veio coroar, portanto, anos de convívio informal, como leitor apaixonado, com a ficção de Sábato, em especial a verdadeira suma da história e do imaginário argentinos que é Sobre héroes y tumbas, recorda Walter Costa.

A obra já nasce como uma referência e não poderia ser deferente: Rafael é psicanalista, formado em Psicologia, mestre em Letras e doutor em literatura. Ocupando espaço nacional e internacional, participa da Reunião Latinoamericana de Psicanálise e da Convergência, Movimento Latinoamericano para a Psicanálise Freudiana.

O psicanalista Ricardo Diaz Romero, após lembrar os principais questionamentos da obra, sublinha as opiniões e hipóteses que a condição melancólica, desde sempre, coloca aos homens que se deixaram interrogar por ela”. Além de responder interrogações, Rafael difunde uma visão inovadora sobre a interminável temática da melancolia no fazer literário.

Entrevista com o autor pelos telefones (48) 223-5758; (48) 222-8398; e-mail:

Literatura e Psicanálise – Ernesto Sábato e a melancolia

Rafael Andrés Villari

EdUFSC, 2002

R$ 19,00; 164 págs.

Fonte: Editora da UFSC

Trabalho da UFSC é finalista em concurso nacional da Tigre

08/10/2002 17:53

O trabalho “Sistema Compacto de Reuso Planejado das Águas do Banheiro”, desenvolvido pelo estudante de Engenharia Civil da UFSC, Augusto César da Silveira, e orientado pelo professor Luis Alberto Gómez, foi selecionado como um dos cinco projetos finalistas ao Prêmio Universidade Tigre 2002 na categoria Soluções Inovadoras – nível de graduação. O trabalho tem como objetivo evitar o desperdício de água, propondo sua utilização racional através de um sistema de reutilização de águas utilizadas em pias e chuveiros nas descargas dos bacios sanitários. Cerca de 300 projetos de todo o país, que concorreram a esta terceira edição do Prêmio Tigre 2002, estão sendo avaliados pela empresa quanto à possibilidade de serem desenvolvidos e lançados no mercado.

O sistema desenvolvido na UFSC é formado por quatro etapas: captação, filtração, armazenamento e reutilização da água. Segundo Augusto César da Silveira, a diferença entre o sistema desenvolvido pelo estudante e os já existentes no mercado está em duas características. “A primeira é a de que o sistema pode ser instalado com uma maior facilidade, sem precisar de reformas grandes na estrutura do prédio ou casa. Além disso, são necessários menos recursos de energia elétrica para sua manutenção, o que também diminui custos”, explica o estudante autor do projeto.

Os critérios de escolha dos melhores trabalhos – que é feita por um júri composto por sete profissionais, incluindo quatro professores universitários, um profissional de renome do mercado da construção e dois representantes da Tigre – incluem o grau de inovação e contribuição para o desenvolvimento tecnológico do mercado, a viabilidade de desenvolvimento da proposta e os benefícios potenciais à sociedade como um todo (na forma de racionalização da aplicação e/ou instalação, conservação dos recursos naturais, melhoria da qualidade de vida e preservação do ambiente). O resultado final do prêmio vai ser divulgado no evento de premiação, marcado para 4 de novembro, no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo.

Maiores informações sobre o trabalho finalista da UFSC com o professor Luis Alberto Gómez, pelo número (48) 331 5190.

Mais informações sobre o trabalho finalista da UFSC com o professor Luis Alberto Gómez, pelo número (48) 331 5190.

Fonte: Núcleo de Comunicação do Centro Tecnológico

Time feminino de rugby da UFSC quer divulgar o esporte

08/10/2002 16:25

O time feminino de rugby da UFSC tem uma nova meta. A equipe, formada em 1999, quer divulgar o esporte, parecido com o futebol americano, tirar o preconceito que existe em relação a mulheres que o praticam e despertar, assim, o interesse de outras meninas para que ingressem no time. No rugby jogam quinze pessoas de cada lado. Como o grupo conta com poucas meninas, cerca de 20, está jogando na modalidade reduzida, com sete de cada lado. Uma das jogadoras e capitã do time, Adriana Conceição, diz que as alunas da universidade que participam, acabam saindo do grupo quando se formam.

A equipe tem o apoio da UFSC, que cede o campo para os treinos. Mas Adriana diz que falta apoio no financiamento de viagens para os campeonatos. Elas estão na primeira divisão do Campeonato Brasileiro e já conquistaram o primeiro lugar em 1999. O treinador é titular do Desterro (time masculino de Florianópolis) e joga na seleção brasileira. Ele treina a equipe por amor ao esporte e pelo que eles chamam de “Espírito do Rugby”, pois não ganha nada para isso. Aliás, o “Espírito do Rugby” também move as jogadoras. Elas dão aulas para os alunos da Escola Municipal da Barra da Lagoa. O trabalho é voluntário e é feito em parceria com a Fundação Municipal de Esportes. A equipe fica responsável por ensinar o esporte e a Fundação, pelo material usado.

Adriana convida as meninas interessadas a assistirem aos treinos para conhecer o rugby e quem sabe começar a praticá-lo. Os treinos são às segundas, quartas e sextas, ao meio-dia, no campo principal do Centro de Desportos. O time não é restrito a estudantes da UFSC. Qualquer pessoa pode participar, basta ter mais de 14 anos. Também não é preciso pagar nenhuma taxa.

Outra oportunidade de conhecer o esporte é assistir ao jogo amistoso que a equipe feminina da UFSC tem, no dia 19 de outubro, contra a equipe de Rio Branco de São Paulo. O amistoso será no campo da Tapera e a entrada é gratuita.

Informações pelo e-mail ou pelo telefone 232-3771 (com Adriana). O site da equipe é www.rugbyfeminino.ufsc.br

www.rugbyfeminino.ufsc.br

Divulgada a 12ª Chamada do Processo Seletivo 2002 para a UFSC

08/10/2002 15:45

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO

DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR

EDITAL N. 30 / GD / DAE / 2002

DÉCIMA-SEGUNDA CHAMADA DO PROCESSO SELETIVO / 2002

A Diretora do Departamento de Administração Escolar da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso de suas atribuições, considerando o disposto nos art. 36 e 37 da Resolução 17/CUn/1997 e Portaria 141/PREG/2001 bem como o que estabelece o Calendário Escolar/2002, aprovado pela Resolução 12/CUn/2002, convoca os candidatos abaixo relacionados, habilitados no Processo Seletivo/2002, para realizarem matricula no período de 07 a 11/10/2002, no Departamento de Administração Escolar.

Curso de MEDICINA – 103

2. Semestre 0225455-7 RAFAEL RIBEIRO MORI 0524725-1 140

Curso de ENGENHARIA MECANICA – 203

2. Semestre 0223953-1 MARCEL FELIPE JUNKES 0517862-2 145

0223954-0 ADEMIR NEVES MARCELINO JUNIOR 0513063-8 146

0223955-8 MICHAEL FELIPE SOMMER 0517644-1 147

0223956-6 DIOGO DE OLIVEIRA MORAES 0583989-0 148

Curso de CIENCIAS DA COMPUTACAO – 208

2. Semestre 0223254-5 RODRIGO COPETTI 0507321-9 130

0223255-3 DANIEL SAN MARTIN PAS AL FILHO 0515456-1 131

Curso de MATEMATICA LICENCIATURA (NOTURNO – 224

2. Semestre 0223549-8 ANTONIO CARLOS ANNES GAMBA 0500458-6 44

0223550-1 PATRICIA DOS ANJOS 0539409-1 45

Curso de ENGENHARIA DE AQUICULTURA – 234

2. Semestre 0228934-2 GABRIEL FERNANDES FILOMENO 0550461-9 68

0228935-0 BRUNO TZELIKIS MUND 0505011-1 69

0228936-9 FILIPE DE SOUZA PEREIRA 0513701-2 70

Curso de SISTEMAS DE INFORMACOES – 238

2. Semestre 0223877-2 GUILHERME MATIAS GRAH 0515917-2 143

0223878-0 FABIANO PIZETTA 0581210-0 144

Curso de ADMINISTRACAO (NOTURNO) – 316

2. Semestre 0220045-7 CAROLINE DA SILVA 0511208-7 99

Curso de JORNALISMO – 415

2. Semestre 0228328-0 RENATO DE MOURA MACHADO 0503315-2 66

0228329-8 FELIPE ROSA DE FARIAS MENDES 0550479-1 67

Florianópolis, 07 de Outubro de 2002

Original firmado por

NAIR CARDOSO DA CUNHA

DIRETORA DO DAE

Hall da Reitoria recebe exposição de fotos promovida pelo Sintufsc

08/10/2002 11:36

A idéia foi fotografar os trabalhadores no seu fazer cotidiano, mostrando que o trabalho, de cada um que constrói a universidade, é importante, resgatando a auto-estima do servidor público, tão atacado durante os oito anos de governo FHC.

A mostra já circulou pela Biblioteca Central, pelos dois colégios agrícolas e agora fica no Hall da Reitoria. No mês de janeiro, a intenção do Sintufsc é levá-la para a Ilha de Anhatomirim. “Nossa intenção é dialogar com a sociedade e tornar visível o trabalho do técnico-administrativo, mostrando que a universidade é muito mais do que um sala de ensino”, diz Jussara Godói, uma das coordenadoras gerais.

As fotos da exposição foram produzidas pela fotógrafa Rosane Lima.

Mais informações no Sintufsc, pelo telefone 331-9220

Colégio Agrícola de Araquari, vinculado a UFSC, forma primeira turma de Aqüicultura

08/10/2002 09:46

O Colégio Agrícola de Araquari vai estar em festa nesta sexta-feira, dia 11. É que acontece a formatura da primeira turma do Curso de Aqüicultura, iniciado em outubro do ano passado. São 22 alunos, de uma turma bastante atípica. Ao contrário dos adolescentes, que caracterizam a comunidade do colégio, estes alunos tem uma idade média que varia em torno dos 45.

Na sua maioria são pessoas que já atuam em diversas áreas da produção e que decidiram investir num novo ramo de trabalho: o cultivo do mar. “Quase a totalidade dos alunos veio para o curso com o intuito de sair daqui e montar um negócio, daí esse perfil tão diferente”, diz Joverci Pocera, professor do colégio.

Agora, depois de um ano, chegou a hora da esperada formatura. Por todo o litoral, que se estende de Florianópolis até São Francisco do Sul, eles vão se dedicar a maricultura. Uma nova turma do curso já está iniciando as aulas este mês.

A formatura acontece no Auditório da Prefeitura de Araquari, dia 11 de outubro, sexta-feira, às 19h e 30min.

Maiores informações com o professor Pocera no telefone: 47. 447.1140

V Encontro Internacional Fazendo Gênero de 8 a 11 de outubro na UFSC

07/10/2002 16:48

O 5º Encontro Internacional Fazendo Gênero acontece de 8 a 11 de outubro de 2002 no campus da Universidade Federal de Santa Catarina.

Realizado a cada dois anos, desde 1994, o Fazendo Gênero vem reunindo pesquisadoras e pesquisadores do ramo de estudos feministas e de gênero. Este Encontro tem como tema central o Feminismo como Política, retomando a discussão sobre a centralidade da política na formação e na construção desse campo de estudos e da contribuição fundamental do feminismo nas questões contemporâneas.

Dentre as conferencistas internacionais estarão presentes: Ella Shohat, da New York University, que fará a conferência de abertura, 3ª feira, dia 8, com o tema: Diferença, exclusão e conflito. Mônica Schpun, uma brasileira, vem da Universita degli Studi di Milano e fará conferência sobre Políticas da Subjetividade, na 4ª feira, dia 9 e Françoise Thébaud da Université d`Avignon, falará sobre Encruzilhadas do Gênero e do feminismo, na 5ª feira, dia 10.

As três conferências acontecem no Auditório da Reitoria, sempre às 18h30min.

Alguns dos temas em discussão: mulheres indígenas, sexualidade e poder, imagens e narrativas, direitos reprodutivos, homossexualidade, histórias do feminismo, poética feministas e teorias feministas e de gênero.

Este V Encontro está sendo realizado graças ao grande empenho e esforços da Comissão Organizadora e equipe. Muitas convidadas, inclusive conferencistas internacionais, não puderam vir, já que o CNPq não liberou recursos para o Encontro.

Para mais informações : www.cfh.ufsc.br/fazendogenero

ou com as coordenadoras do V Encontro:

Simone Schmidt: 3319293 ramal 215 , Sônia W. Maluf: 9982 8255 e

Tânia 9982 8255

Oficina de teatro ‘Commedia del Mondo’ inicia nesta segunda

07/10/2002 10:05

O Grupo de Pesquisa em Teatro-Educação da UFSC promove, a partir dessa segunda-feira, 7/10, a Oficina de Teatro ‘Commedia del Mondo’, com o ministrante Dal Olsen. A oficina acontece no Teatro da UFSC, das 9h às 11h30min, tem custo de R$30,00. A inscrição pode ser feita no local. A finalização dos trabalhos será a criação e apresentação de uma cena.

A oficina vai abordar o método de teatro para diferentes níveis de ensino, os elementos da mídia no ensino de teatro e a diferenciação da metodologia em comparação com outros métodos de trabalhar a comédia. Dal Olsen é diretor teatral na Dinamarca, ministra oficinas em diversos países e desenvolve pesquisa na área intercultural. Está em Florianópolis para ministrar a oficina e também para participar da V Mostra de Teatro Educação que será realizada de 14 a 17 de outubro no Teatro da UFSC.

A V Mostra de Teatro Educação dá continuidade ao debate sobre a função do teatro na escola e na comunidade e tem como tema “Apropriação do Texto Dramático por Crianças e Adolescentes”. Durante a o evento serão apresentadas peças de teatro, mesas-redondas, workshops e oficinas para crianças e adolescentes.

Informações: 331-9348 ou 99601932 com Zélia ou Biange.

UFSC promove Programa de Orientaçãop Profissional intensivo

07/10/2002 09:40

Estão abertas as inscrições para a segunda edição do Programa de Orientação Profissional Intensivo (POPI-II) que será realizado nos dias 12 e 13 de outubro, na Lagoa da Conceição. O POPI-II é um programa promovido pelo Laboratório de Informação Profissional (LIOP) da UFSC para auxiliar os jovens que ainda estão indecisos quanto ao curso para o qual se inscreveram no Vestibular da UFSC 2003.

As informações da inscrição no concurso vestibular, inclusive o curso escolhido, podem ser modificadas até o dia 18 de outubro, sem nenhum custo adicional. Para isso o interessado precisa entregar uma solicitação por escrito na Comissão Permanente do Vestibular (COPERVE) por fax, correio ou pessoalmente.

A inscrição pode ser feita até o dia 9/10, no Serviço de Atendimento Psicológico (SAPSI) da universidade, tem custo de R$80,00 e inclui os gastos com alimentação, hospedagem e materiais utilizados nas atividades. Também no dia 9 de outubro acontecerá uma reunião para pais e interessados, às 20h30min, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFSC. No encontro serão esclarecidas as dúvidas, dadas maiores informações e efetuado o pagamento da taxa de hospedagem.

O SAPSI também irá promover nos dias 26 e 27 de outubro um Programa de Atenção ao Vestibulando (PAVE), com o objetivo de ajudar o estudante a enfrentar a ansiedade que o vestibular causa. As inscrições para o PAVE já estão abertas e devem ser feitas junto ao Serviço de Atendimento Psicológico.

Informações: 331-9402 com Álvaro, Michelle ou Neto