UFSC promove mostra de curtas franceses nesta quinta na Lagoa da Conceição

31/05/2012 11:27

A Mostra de Documentários NAVI / Casa das Máquinas apresenta, nesta quinta-feira, dia 31 de maio, às 20h, curtas metragens franceses: Carta a Freddy Buache (Lettre à Freddy Buache) de Godard, As Estátuas também morrem (Les statues meurent aussi) de Resnais e Marker, Resposta de Mulheres (Réponse de femmes) e A Ópera-Mouffe ( L´Opéra Mouffe), ambos de Agnès Varda  . A Mostra, que acontece quinzenalmente, na Lagoa da Conceição, é uma parceria entre o NAVI – Núcleo de Antropologia Visual e Estudos da Imagem da UFSC e a Casa das Máquinas.

(mais…)

Biblioteca Universitária apresenta Ambiente de Acessibilidade Informacional

31/05/2012 09:49

Ambiente de Acessibilidade Informacional é apresentado pela BU

A Biblioteca Universitária da UFSC apresentou na terça-feira, 29 de maio, as ações que vem desenvolvendo no Ambiente de Acessibilidade Informacional (AAI) que visa  a facilitar o acesso à informação e comunicação para pessoas com deficiência. O piso podotátil leva à sala do AAI, localizada no térreo da Biblioteca Central, que tem vários recursos voltados, principalmente, para estudantes com deficiência visual como computadores adaptados com ampliadores de tela e “softwares ledores”, lupa eletrônica que permite a ampliação de textos projetados em tela, materiais em formato áudio e acervo em braile que além de livros, coleção de revistas, oferece também mapas e globo terrestre táteis.

(mais…)

TV UFSC pleiteia canal aberto em alta definição

31/05/2012 09:26

Professor Fernando Crocomo - diretor da TV UFSC

É aguardada para o segundo semestre deste ano a entrada no ar da TV UFSC em sistema aberto no canal 63 digital em rede com a TV Brasil, alcançando a região da Grande Florianópolis. A expectativa é também pela reativação do canal aberto analógico. Atualmente, o canal 15 da NET/Florianópolis transmite 24 horas de programação própria, voltada para a comunidade acadêmica. Esse processo está sendo comandado pelo professor Fernando Crocomo, que foi mantido pela nova reitora da universidade, Roselane Neckel, no cargo de diretor da TV UFSC. No momento, está em fase de aquisição um transmissor digital, por meio da Fundação de Ensino de Engenharia de Santa Catarina (Feesc) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc), que permitirá a oferta de programação em alta definição.

(mais…)

Uso de Animais no Ensino e Pesquisa

31/05/2012 07:54

Prossegue nesta quinta-feira, 31 de maio, debate sobre o uso de animais no ensino e na pesquisa. A partir de 19h, no auditório da Reitoria, será exibido o vídeo ´Não matarás – Os animais e os homens nos bastidores da ciência`. Na sequencia, o debate terá participação de Sônia T. Felipe, pesquisadora com experiência na área de filosofia, com ênfase em Teoria Política, atuando principalmente nos seguintes temas: ética animal, igualdade, especismo, justiça e ética ambiental. Participa também Paula Carls Brügger, pesquisadora com atuação em educação ambiental, interdisciplinaridade e paradigmas de ciência, desenvolvimento sustentável e relação dos seres humanos com os outros animais.

Na noite de quarta-feira integraram as discussões os professores Carlos Rogério Tonussi (presidente da Comissão de Ética no Uso de Animais da UFSC), Thales Tréz (Departamento de Ciências Humanas da Unifal), Carlos Roberto Zanetti (Departamento de Microbiologia e Parasitologia/UFSC), Alex Rafacho (Departamento de Ciências Fisiológicas/ UFSC) e Aguinaldo Roberto Pinto (Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia /UFSC).

A organização é da Associação Catarinense de Proteção Animal (Acapra) e do Centro Acadêmico de Biologia da UFSC, com apoio do Centro Acadêmico de Psicologia.

Mais informações:  / (Priscila) / (Larissa Dalpaz)/ Coordenação do Curso de Graduação em Biologia: 3721-9235

Três eventos discutem saberes da terra e direito ao território

30/05/2012 18:30

Sábios Indígenas Guarani, Kaingáng e Xokleng. Foto Wagner Behr/Agecom

Lideranças Indígenas e quilombolas começam nesta quinta, 31, debates sobre a sabedoria indígena e a luta pelo reconhecimento do território.    A discussão sobre o direito ao território para indígenas e quilombolas está no foco dos debates de três grandes momentos promovidos pelo Curso Licenciatura Intercultural Indígena do Sul da Mata Atlântica da Universidade Federal de Santa Catarina. Lideranças indígenas e dois dos maiores especialistas na questão, o antropólogo João Pacheco Oliveira, do Rio de Janeiro, e Bartomeu Meliá, do Paraguai, estarão presentes em Florianópolis para um seminário, uma aula aberta e uma vivência que ocorrem nos próximos dia 31 de maio, 1º e 4 de junho. Os eventos são dirigidos aos alunos que freqüentam o curso, mas gratuitos e abertos a todas as etnias, pesquisadores e interessados no direito das minorias.
Saberes sobre a Terra – I Seminário Temático de Sábios Indígenas Guarani, Kaingáng e Xokleng abre essa série de eventos no dia 31 de maio , das 8h30 às 12h, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFSC. O evento tem como objetivo dar voz a especialistas indígenas em torno de seus saberes sobre a terra, o que abarca os conhecimentos em relação à caça, pesca, coleta, plantio, manejo florestal e também do processo político e histórico de demarcação de terras indígenas.

Mata Atlântica é destaque da Semana do Meio Ambiente na UFSC

30/05/2012 18:19
.

Uma das interfaces do jogo Mata Atlântica - o bioma onde eu moro

Começa nesta quinta, 31/05, e segue até 06/06 a Semana do Meio Ambiente da Sala Verde da UFSC. Dentre as atividades abertas ao público estão a apresentação do projeto Educar Brincando – A Mata Atlântica em Foco, na segunda-feira, e na quarta, a confecção de agendas e blocos com materiais reaproveitáveis e a discussão de propostas de novos parques para Florianópolis.

O projeto Educar Brincando se utiliza de ferramentas educativas como jogos de tabuleiros destinados a todas as idades, o jogo eletrônico Mata Atlântica – o bioma onde eu moro , o Painel Interativo com a temática da Mata Atlântica – desenvolvido no Laboratório de Abelhas Nativas da UFSC, além da participação de bolsistas de Psicologia, Biologia e Artes Cênicas  para trazer os conhecimentos sobre o bioma a partir de músicas e do teatro.

“O espaço Referência da Sala Verde UFSC está disponível para receber turmas de até 20 pessoas; ainda nesta terça, os filhos de agricultores que participaram do Encontro da Rede Ecovida passaram a tarde conosco”, relata Marlene Alano Coelho Aguilar, bióloga coordenadora da Sala Verde. “A ideia é expandir esse trabalho à rede estadual de educação, atingindo principalmente as crianças do interior de Santa Catarina”, completa.

A Semana do Meio Ambiente da Sala Verde da UFSC tem como parceiros o Ministério do Meio Ambiente, o Laboratório de Abelhas Nativas da UFSC (Lanufsc), o Laboratório de Educação Cerebral (LEC), o Programa Venha Conhecer a UFSC, o Fotovoltaica UFSC e a Ong Klimata – Centro de Estudos Ambientais.

A Sala Verde atende ao público de segunda a sexta, das 14h às 18h. Mais informações com Marlene: 3721-9044 e 3721-6469, e .

 

Programação:
31 de maio – 5a. feira
14:30 h – Projeto Educar Brincando – A Mata Atlântica em Foco com a turma de crianças 6A Vespertino, do NDI/UFSC, no Espaço
Referência.
Participação no Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, durante todo o dia.

1o. de junho – 6a. feira
Participação no Fórum Mundial de Educação Profissional e Tecnológica, apresentando o Projeto Educar Brincando – A Mata Atlântica em Foco.

02 e 03 de junho – Sábado e Domingo
Sugerimos que famílias e grupos de amigos realizem atividades ao ar livre, desfrutando da Mata Atlântica que carinhosamente nos acolhe aqui em Santa Catarina.

04 de junho – 2a. feira
14:30 às 17:30
– O Projeto Educar Brincando – A Mata Atlântica em Foco estará no Hall da Reitoria.

05 de junho 3a. feira
14h30 – No Dia Mundial do Meio Ambiente, o Projeto Educar Brincando – A Mata Atlântica em Foco estará com a turma de crianças 3A Vespertino, do NDI/UFSC, no Espaço
Referência.

06 de junho – 4a. feira
14h às 18h – Tarde aberta no Espaço Referência para a confecção de agendas e blocos de rascunho, reaproveitando materiais. Quem puder, traga folhas A4 usadas com o verso
livre e apostilas antigas com espiral.
19:00 h – Evento da FEEC, no Espaço Referência, abordará Propostas de Novos Parques para Florianópolis.

Se chover nas tardes de 31/05 e 05/06, a equipe da Sala Verde UFSC irá até o NDI.
O Espaço Referência da Sala Verde UFSC fica no piso térreo da Biblioteca Central.

Reitoria faz apelo aos professores diante da greve no transporte coletivo

30/05/2012 18:18

Considerando as dificuldades que os estudantes da UFSC estão enfrentando para se dirigir ao Campus, devido à greve no transporte coletivo da região metropolitana de Florianópolis, a reitoria solicita a compreensão e colaboração dos professores em relação às atividades de avaliação realizadas nesse período, para que não haja prejuízo ao desempenho dos acadêmicos.

A orientação se justifica pelo volume de manifestações dirigidas à Ouvidoria e ao Gabinete da Reitoria durante o período de paralisação do transporte público.

 

Prof. Carlos Vieira,
Chefe do Gabinete da Reitoria

Programa Arte na Escola oferece Curso de Crítica de Arte Visual

30/05/2012 15:22
.

Obra de Isaac Camargo - fotografia ice dream

Estão abertas as inscrições para o curso de Introdução à Crítica de Arte Visual, realizado pelo programa Arte na Escola – Polo UFSC, de 6 de junho a 11 de julho, no Colégio de Aplicação, em Florianópolis. O curso possui 25 vagas e é direcionado a professores da rede pública de ensino, estudantes e profissionais da área e público em geral.

Ao todo, serão seis encontros, às quartas-feiras, das 14 às 17h30. A carga horária total do curso é de 20 horas. As inscrições devem ser feitas por meio de e-mail ao

 

O curso
Ao longo dos encontros será apresentado o conceito de crítica e sua aplicação na arte visual, com a realização de leitura de textos críticos e análise de suas características e um exercício de crítica de arte visual.

O ministrante será o professor do Departamento de Expressão Gráfica da UFSC, Isaac Camargo, que pretende expor o percurso do gênero textual e orientar os participantes sobre os modos de como fazer crítica de arte no contexto atual. Os encontros irão propor a análise da crítica por meio de textos, imagens e multimídia. Isaac acredita que o curso é uma forma de reabrir os horizontes de compreensão do pensamento crítico das pessoas, pois “à medida que a crítica se afastou da mídia, ficamos cada vez mais desinformados e isso acarreta em problemas de leitura, entendimento e de aceitação da arte como parte da nossa existência humana”. A intenção é trabalhar especialmente a crítica no contexto da Arte Plástica, com ênfase nas tendências que mais se destacam atualmente na mídia. “O que se pretende é estimular o exercício crítico como um processo de análise, reflexão que auxilie o leitor à apreciação e compreensão do fenômeno artístico e seus procedimentos integrado ao sistema social no qual surge ou é desenvolvido”, disse o professor.

O ministrante
Isaac Camargo é licenciado em Desenho e Plástica pela Faculdade de Artes Plásticas da Universidade da Associação de Ensino de Ribeirão Preto, em São Paulo. É mestre em Educação pela Universidade Estadual de Londrina e doutor em Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Trabalhou por 30 anos no Departamento de Arte Visual da Universidade Estadual de Londrina e entre 2009 e 2010 deu aula de História da Arte na Universidade Federal de Uberlândia. Há dois anos é professor no Departamento de Expressão Gráfica da Universidade Federal de Santa Catarina.

Arte na Escola
O programa que realizará o curso na UFSC faz parte da Rede Arte na Escola, uma organização que articula instituições brasileiras de Ensino Superior, culturais e educacionais com o Instituto Arte na Escola. O objetivo da rede é qualificar os professores de artes por meio de parcerias locais e reúne esforços a fim de disponibilizar meios e materiais múltiplos ao ensino de arte. O Arte na Escola está presente em mais de 20 estados brasileiros, desenvolvendo suas ações através dos programas Educação Contínua, Midiateca e Prêmio Escola Cidadã. O Polo UFSC é fruto de parceria entre dois órgãos da Universidade: o Colégio de Aplicação e o Departamento Artístico Cultural. Veja a lista de filmes da DVDteca do Arte na Escola, à disposição de professores e pesquisadores, pelo site www.dac.ufsc.br

 

SERVIÇO:
O QUÊ: Curso de Introdução à Crítica de Arte Visual, oferecido pelo programa Arte na Escola – Polo UFSC
QUANDO: de 6 de junho a 11 de julho de 2012, quartas-feiras, das 14h às 17h30. Carga horária: 20 horas, com emissão de certificado.
ONDE: No Colégio de Aplicação da UFSC, no Campus Universitário, Trindade, Florianópolis – SC
QUANTO: Gratuito
CONTATO: As inscrições devem ser feitas enviando e-mail para – Informações: (48) 3721 -2406

Veja um dos blogues do professor Isaac Camargo em www.artevis.blogspot.com.br

 

Fonte: Bruna Andrade – Acadêmica de Jornalismo, Estagiária no DAC: SECULT:UFSC, com informações do ministrante e dos organizadores do curso.

 

UFSC sedia simpósio sobre comunicação científica

30/05/2012 15:19

A UFSC recebe nos dias 5 e 6 de junho o 3º Simpósio Brasileiro de Comunicação Científica (3º SBCC). O evento traz pesquisadores internacionais e nacionais para discutir a comunicação científica no cenário de acesso aberto às informações e também a preservação desses recursos digitais. A programação começa às 10h no Auditório da Reitoria. A promoção é do Departamento de Ciência da Informação (CIN) e do Programa de Pós-graduação em Ciência da Informação (PGCIN) da UFSC.

Um dos especialistas confirmados é Leslie Chan, professor no Departamento de Ciências Sociais da Universidade de Toronto (Canadá). Doutor em Antropologia, Chan é pioneiro no uso da web para troca de conhecimento e aprendizagem.

O Simpósio terá a participação dos professores Leslie Chan, da Universidade de Toronto (Canadá), e Elena Macevičiūtė, da Universidade de Boras (Suécia).

Outra convidada é a professora Elena Macevičiūtė, que leciona na Universidade de Boras, Suécia, e na Universidade da Lituânia. Suas áreas de pesquisa incluem bibliotecas digitais, preservação digital e gestão da informação.

Nos últimos 20 anos o acesso livre ao conhecimento científico tem provocado importantes mudanças no comportamento da comunidade científica. Com o tema central “As perspectivas em acesso aberto”, o simpósio quer discutir essas questões, uma vez que a informação é a mola propulsora dos processos envolvidos na construção, disseminação e compartilhamento do conhecimento científico.

Interessados em participar do Simpósio podem se inscrever pelo site www.sbcc.ufsc.br. As taxas de inscrição custam R$ 50,00 para estudantes e R$ 150,00 para professores e demais profissionais.

Mais informações:

www.sbcc.ufsc.br

Relato do Sol tem lançamento na UFSC

30/05/2012 14:40
.

Relato do Sol traz histórias sobre adolescência, convivência com pais e irmãos, bullying, primeiros amores e amigos

Será lançado na quinta, 14/06, o livro de contos de Vanessa Bencz, Relato do Sol (editora Letradágua). Jornalista formada em 2008 e blogueira desde 2004 (garotadistraida.wordpress.com), Vanessa traz nos vinte capítulos da obra histórias sobre adolescência, convivência com pais e irmãos, bullying, primeiros amores e amigos. A cerimônia está marcada para as 18h na Livros e Livros da UFSC.

O prefácio, escrito pelo professor de Jornalismo da UFSC Samuel Lima, informa o leitor que os contos não são apenas relatos, e sim poemas em prosa. “O tempo é um elemento forte nesse olhar cósmico de Vanessa. Lá pelas tantas ela tira da cartola uma frase perfeita, ao relatar um abraço materno: Deve ter durado apenas alguns segundos, no cronômetro humano. No relógio da máquina do tempo, foram tantos outonos. Quando confessa suas razões para escrever, a autora vai dizer, solfejando em nossos ouvidos, num sussurro sedutor: De vez em quando, acordo sentindo profunda carência; palavras boiam na minha consciência. Por isso escrevo”, resgata Lima.

Cada texto de Relato do Sol ganhou uma ilustração poética de Fábio Abreu, “artista que capta a sensação das letras e transforma em desenho”, de acordo com Vanessa. A obra tem apoio do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (Simdec) de Joinville e da Fundação Cultural de Joinville.

Aos 27 anos, Vanessa já trabalhou nos jornais A Notícia e Notícias do Dia, e hoje mantém produção intensa em seu blog .

Mais informações: (47) 8864-3275.

Curso de Engenharia Mecânica comemora 50 anos de fundação

30/05/2012 12:18

Aproximadamente 50 pessoas acompanharam as homenagens aos fundadores do primeiro curso da então Escola de Engenharia Industrial. Fotos: Wagner Behr / Agecom

Com muitas lembranças e a presença de pioneiros, o Curso de Engenharia Mecânica da UFSC comemorou cinco décadas nesta terça-feira, 29 de maio. Professores que participaram da fundação discursaram e recuperaram memórias da graduação implantada em 1962, numa parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

O professor responsável por elaborar a grade curricular do curso, Caspar Erich Stemmer, também ex-reitor da UFSC, e os docentes Werner Adelmann e José da Costa Difini, que a partir de 1966 ajudaram a fortalecer o ensino de Engenharia Mecânica na UFSC, estavam entre os presentes.

A sessão solene foi conduzida pelo professor titular aposentado da UFSC Arno Blass, coordenador da Pós-Graduação em Engenharia Mecânica por 12 anos. Aproximadamente 50 pessoas acompanharam as homenagens aos fundadores do primeiro curso da então Escola de Engenharia Industrial.

Quando a UFSC iniciou o projeto de criação do curso não havia profissionais da área aptos a ensinar Engenharia Mecânica no Estado. Foi preciso buscar gente de fora e que já tivesse experiências bem-sucedidas. O então reitor João David Ferreira Lima firmou um convênio com a UFRGS. Assim foi a largada para a construção de um dos mais reconhecidos cursos de Engenharia Mecânica do país.

A proposta era trazer um contingente de professores regentes gaúchos a cada 15 dias, para ministrar aulas e também orientar os instrutores de ensino, jovens engenheiros recém-formados pela UFRGS. Estes instrutores tornaram-se, no futuro, responsáveis pelas disciplinas.

Os professores Werner Adelmann e José Defini foram profissionais que se dividiram entre Porto Alegre e Florianópolis. Eles contaram que é uma honra voltar a Santa Catarina depois de tanto tempo e apreciar o fruto de seu esforço. “Nós plantamos a semente, mas o grande mérito foi dos nossos colegas que continuaram nosso trabalho de forma muito competente”, afirmou Adelmann. “Nós nos dividíamos entre as duas cidades. Era puxado, mas sabíamos que iria valer a pena”, lembrou Difini.

A primeira formatura do novo curso da UFSC aconteceu em 19 de novembro de 1966, com 11 formandos homens e apenas uma mulher. Hoje, a cada semestre ingressam 55 novos estudantes e 2.700 engenheiros mecânicos já foram formados. Após cinco décadas, a Engenharia Mecânica da UFSC alcançou prestígio nacional e internacional. “É gratificante ver todo o trabalho que foi desenvolvido aqui”, destacou emocionado Difini.

Na última avaliação dos cursos de engenharia mecânica, realizada em 2009 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), ligado ao MEC, a graduação da UFSC recebeu nota 5, valor máximo concedido pela equipe. As análises levam em conta três conceitos, e a Engenharia Mecânica da UFSC conquistou o máximo em todos. Entre 346 cursos de diferentes áreas avaliados em Santa Catarina, apenas quatro alcançaram nota 5 no quesito Conceito Preliminar de Curso (CPC), mais abrangente, que engloba o Enade e o Indicador de Diferença entre os Índices Esperado e Observado (IDD).

Assista também a matéria dos 50 anos do curso de Engenharia Mecânica feita pela TV UFSC aqui.

Por Nayara Batschke / Bolsista de Jornalismo na Agecom

Coordenador técnico do projeto internacional Sistema Aquífero Guarani faz conferência na UFSC

30/05/2012 09:24

A UFSC recebe na quinta-feira, 31 de maio, o coordenador técnico do projeto internacional Sistema Aquifero Guarani, professor Jorge Néstor Santa Cruz. A partir de 14h ele ministra a palestra “Sistema Acuífero Guaraní- Conclusiones y Plan Estratégico de Acciones en ejecución- Epílogo”, no auditório do Centro de Estudos de Educação (CED), no campus da UFSC no bairro Trindade, em Florianópolis. O encontro é uma promoção do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFSC e projeto Rede Guarani /Serra Geral.

O conferencista  é geólogo e doutor em Ciências Naturais pela Universidad Nacional de La Plata – Argentina, diplomado em Hidrologia pelo ex-Instituto de Hidrología de España (atualmente Cedex). Entre os anos 2001 e 2009, foi o coordenador técnico do Projeto Sistema Aquífero Guarani (Projeto SAG, envolvendo Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, GEF, Banco Mundial e OEA), com sede em Montevidéu.

Atualmente, trabalha como professor titular do curso de Geografia na Universidade de Buenos Aires e no Instituto Nacional de Águas da Argentina, sendo responsável pelo Plano Nacional Federal de Água Subterrânea da Argentina.

No dia seguinte à conferência, 1° de junho, o professor Jorge Néstor Santa Cruz fará parte da banca de tese da doutoranda Andrea Regina de Britto Lopes, sobre o tema “Recursos hídricos e uso da terra na bacia do Rio do Peixe/SC, mapeamento das áreas de vulnerabilidade e risco de contaminação do Sistema Aquífero Serra Geral”. A defesa será realizada a partir de 8h3min,  na Sala de Usos Múltiplos do Departamento Geociências do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da  UFSC.

Informações: Professor Luiz Fernando Scheibe /(48) 3721-8813 / 9963-7208 / e-mail / Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Geografia / (48) 3721-9412 (com Juliana).

Perspectivas de mudança na política de drogas

30/05/2012 09:11

O Instituto da Cannabis (InCa), organizado por estudantes de graduação e de pós-graduação de diversos cursos da Universidade Federal de Santa Catarina, e o Coletivo Marcha da Maconha Florianópolis, promovem nesta quinta e sexta (31 de maio e 1° de junho) o seminário ´Perspectivas de mudança na política de drogas`, para discutir a descriminalização da maconha.  Na quinta o encontro será realizado a partir de 16h20min, e na sexta a partir de 9h, sempre no auditório do Centro Sócio-Econômico (CSE).

Entre os nomes confirmados estão a ex-juíza Maria Lúcia Karam e o delegado de polícia civil do Rio de Janeiro Orlando Zaccone, ambos defensores da legalização das drogas.

De acordo com os organizadores, o objetivo é debater um panorama sobre a situação da proibição da cannabis no Brasil e tratar de novas proposições em relação à saúde, segurança pública e legislação reguladora da produção, comércio e consumo.

 

Mais informações com Lucas de Oliveira, presidente do InCa: (48) 9949-4969 e ou Moniky Bittencourt, assessoria de imprensa: (48) 9126-2090 e

 

Programação:

Dia 31 de maio (quinta-feira)

16h20 – Abertura: apresentação do InCa, balanço do evento passado, apresentação oficial da programação 2012
Convidados: Lucas Oliveira – Presidente do Instituto da Cannabis

18h – A história da Maconha em Florianópolis e ” O que é 4:20 ?” : Dados históricos e recentes do uso ecônomico e recreacional de Cannabis em Florianópolis, e a os motivos e fatos que tornaram os números 4 – 20 símbolos da luta antiproibicionista mundial.
Convidados: Lucas Lichy – Tesoureiro e Pesquisador do Instituto da Cannabis

19h30min – Lançamento da 1ª revista especializada do Brasil – SemSemente
Convidados: William Leite Filho e Matias Maax – fundadores do Growroom  (primeiro site de cultura cannábica do Brasil)

Dia 01/06 – sexta-feira

9h30min – Abertura

10h30min às 12h – Discussão Drogas e Cultura: o uso/abuso de drogas em contexto histórico, movimentos sociais pela legalização, disputas judiciais no campo antiproibicionista
Convidados: Henrique Carneiro (historiador), Marcelo Mayora (advogado Marcha POA), Mariana Garcia (advogada Marcha POA), Gerardo Santiago (advogado marcha nacional), Alejo Alvarado ( Jornalista da Revista THC/
Argentina).

13h – Oficina de Arte – “Liberdade de Expressão”

14h às 16h – Discussão Drogas e Saúde Pública: Cannabis medicinal, Agência Reguladora, Redução de Danos
Convidados: Ari Seller, Daniel Feliciano, Ricardo Camargo Vieira (Vereador),   Cintia Ertel (Psicóloga) e Emerson (RD Florianópolis).

17h às 20h – Discussão Drogas e Segurança Pública: segurança pública, mudanças na legislação
Convidados: Orlando Zacconi, Maria Lucia Karam, Gerardo Santiago

20h30min – Encerramento: Apresentação da Carta de Florianópolis com as propostas de mudanças na política pública de drogas e assinatura dos presentes

Por Mariana Marques / Diretora de Comunicação do Instituto da Cannabis
Mais informações:

Vivências com Povos Indígenas

30/05/2012 08:31

A Divisão de Museologia do Museu de Arqueologia e Etnologia Professor Oswaldo Rodrigues Cabral promove nesta sexta-feira, 1° de junho, a palestra Vivências com Povos Indígenas. O convidado é o professor Bartomeu Melià (Assunção – Paraguai). O encontro será realizado no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFSC, a partir de 18h30min.

Na segunda o mesmo setor promove a aula aberta ´A PEC 215 contra os direitos indígenas, quilombolas e ambientais`, com o professor e antropólogo João Pacheco de Oliveira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. No auditório da  Reitoria, a partir de 18h30min. Os eventos são abertos ao público.

Mais informações: (48) 3721-8604 / 3721-6473 / 3721-9325

De Olho na Ciência

30/05/2012 08:02

Levar ao público leigo informações sobre ciência, tecnologia e inovação e discutir as linguagens da divulgação científica. Estes são alguns dos objetivos do blog “De Olho na Ciência”, produzido por estudantes da disciplina Jornalismo Científico da UFSC.

A turma é formada por alunos de diferentes cursos e com formação diversificada. O site está sendo usado como plataforma para tornar pública parte das atividades realizadas pelos alunos. A atualização acontece duas vezes por semana e entre os temas abordados há diferentes campos como química, clonagem de animais, neurociência e assuntos ligados à saúde.

O blog pode ser acessado no endereço http://jornalismocientificoufsc.wordpress.com/

Processo que gera 11% a mais de álcool combustível durante fermentação será premiado nesta quarta-feira

30/05/2012 07:55

Artigo publicado na revista Metabolic Engineering e assinado por pesquisadores da UFSC, Universidade de São Paulo (USP) e Delft University of Technology (Holanda) será reconhecido nesta quarta-feira, 30 de maio, com o 3º Prêmio TOP Etanol – Projeto Agora, na categoria Trabalhos Acadêmicos Publicados. A premiação será entregue em Brasília.

O trabalho (Engineering topology and kinetics of sucrose metabolism in Saccharomyces cerevisiae for improved ethanol yield), por alguns meses entre os mais acessados do periódico científico, foi inscrito no concurso por Thiago Olitta Basso. Formado em Farmácia Bioquímica pela Universidade de São Paulo, Basso desenvolveu seu doutorado em Biotecnologia na USP, sob orientação do professor Andreas K. Gombert, trabalhando em um projeto do professor Boris Ugarte Stambuk, do Departamento de Bioquímica da UFSC e orientador do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da USP.

O projeto contou com a participação de alunos da USP e da Pós-Graduação em Bioquímica da UFSC, sob coordenação do professor Stambuk,  também orientador do Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia e Biociências da universidade catarinense.

Mais álcool combustível
A pesquisa possibilitou o desenvolvimento de leveduras mais eficientes para a fermentação da sacarose da cana de açúcar e melhoria da produção de etanol. O processo de modificação genética faz parte de um pedido de patente já depositado pela UFSC no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI).

As leveduras modificadas, testadas em condições laboratoriais controladas, possibilitaram a produção de 11% a mais do álcool combustível. O etanol é produzido a partir do açúcar presente no caldo e no melaço da cana, por meio da ação de fungos microscópicos, as leveduras, responsáveis pelo processo de fermentação.

Uma preocupação relacionada à produção de álcool para substituir os combustíveis fósseis é o avanço das áreas de cultivo da cana-de-açúcar, e qualquer incremento na produção de etanol sem implicar no aumento na área plantada é muito bem vista pelo setor.

Modificação genética
Stambuk explica que a modificação genética da levedura para melhor fermentação da sacarose faz parte do que atualmente a ciência chama de engenharia metabólica. Em testes iniciais, desenvolvidos na UFSC e USP, o estudo já havia resultado em 5 a 6% a mais de etanol usando as leveduras modificadas.

Na sequencia dos trabalhos, Thiago Basso, em colaboração com pesquisadores da Holanda, realizou experimentos de engenharia evolutiva visando melhorar ainda mais o processo. O professor explica que, simplificadamente, a engenharia evolutiva consiste em cultivar as leveduras em biorreatores extremamente controlados (equipamentos chamados de quemostatos), por inúmeras gerações, o que geralmente permite selecionar leveduras melhor adaptadas que tendem a dominar o fermentador.

Basso foi capaz de isolar uma levedura melhorada após aproximadamente 50 gerações. Ele estudou a fisiologia destes microorganismos e observou que um dos genes envolvidos na utilização da sacarose tinha sofrido uma duplicação, o que alterou a capacidade da célula de captar, processar e fermentar este açúcar.

Atualmente, graças a um auxílio financeiro da Finep, as leveduras modificadas estão sendo testadas pela Usina Cerradinho Açúcar e Álcool, de São Paulo. Os resultados obtidos com as leveduras industriais engenheradas têm sido promissores.

Mais informações:
– Thiago Olitta Basso / / (41) 9165-0867
– Boris Ugarte Stambuk / / (48) 3721-6919

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Saiba Mais: Prêmio Top Etanol

– Tem como objetivo distinguir trabalhos e seus autores em temas relativos à agroenergia, bem como personalidades que tenham contribuído de forma acentuada para o setor.

– Nas modalidades de Jornalismo e Trabalhos Acadêmicos destaca matérias, estudos e pesquisas que abordem a importância da agroenergia e/ou a interação desta com questões relativas ao meio ambiente, sustentabilidade e proteção ambiental.

– De acordo com os organizadores, concorreram ao todo 110 trabalhos de jornalismo (impresso, televisivo, rádio, agências e internet); 143 fotografias; 87 trabalhos acadêmicos e nove projetos de inovação tecnológica sobre o tema “Agroenergia e Meio Ambiente.”

Leia também:

Professores da UFSC lançam publicação sobre mudanças climáticas
Tese produz subsídios para aproveitamento sustentável de bromélia nativa da Mata Atlântica
Rede Nacional de Pesquisa em Biodiversidade Marinha comprova redução de peixes no litoral
– Monografia sobre digestores anaeróbios para tratamento do lixo urbano é premiada
UFSC desenvolve sistema para monitorar alimentação e atividades físicas entre crianças de 7 a 10 anos
Pesquisa reforça indícios de que condições na infância afetam obesidade em adultos
UFSC abre inscrições para curso sobre células-tronco
Laboratórios do CDS avaliam atleta da patinação de velocidade
Presidente da Petrobras Biocombustível visita Laboratório de Remediação de Águas Subterrâneas
Prevenção do câncer é tema iniciação científica entre “pesquisadores mirins”
Universidade testa capsulas de erva-mate

 

UFSC retoma debate sobre uso de animais no ensino e na pesquisa

30/05/2012 07:50

Serão realizados quarta e quinta-feira (30 e 31 de maio)  na UFSC eventos sobre o Uso de Animais no Ensino e Pesquisa. Os encontros acontecem a partir de 19h, no auditório da Reitoria. A organização é da Associação Catarinense de Proteção Animal (Acapra) e do Centro Acadêmico de Biologia da UFSC, com apoio do Centro Acadêmico de Psicologia.

Para quarta-feira está programada a mesa-redonda ´O uso de animais no ensino e pesquisa: aspectos técnicos, legais e éticos`. Participam os professores Carlos Rogério Tonussi (presidente da Comissão de Ética no Uso de Animais da UFSC), Thales Tréz (Departamento de Ciências Humanas da Unifal), Carlos Roberto Zanetti (Departamento de Microbiologia e Parasitologia/UFSC), Alex Rafacho (Departamento de Ciências Fisiológicas/ UFSC) e Aguinaldo Roberto Pinto (Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia /UFSC).

Na quinta-feira, 31 de maio, será exibido o vídeo ´Não matarás – Os animais e os homens nos bastidores da ciência`. O debate terá participação de Sônia T. Felipe, pesquisadora com experiência na área de filosofia, com ênfase em Teoria Política, atuando principalmente nos seguintes temas: ética animal, igualdade, especismo, justiça e ética ambiental. Participa também Paula Carls Brügger, pesquisadora com atuação em educação ambiental, interdisciplinaridade e paradigmas de ciência, desenvolvimento sustentável e relação dos seres humanos com os outros animais.

Mais informações:  / (Priscila) / (Larissa Dalpaz)/ Coordenação do Curso de Graduação em Biologia: 3721-9235

Hospital Universitário elegerá nova direção

29/05/2012 19:15

As inscrições de chapas eleitorais para os cargos de diretor e vice-diretor do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foram abertas pela Comissão Eleitoral nesta segunda-feira, 28 de maio. Podem se inscrever docentes da área da saúde que realizem atividades no HU há pelo menos três anos. Têm direito a voto os técnico-administrativos e professores que exercem atividades no Hospital e também os alunos de graduação e pós-graduação do Centro de Ciências da Saúde (CCS). O mandato da nova gestão é de quatro anos (2012-2016). O atual diretor Felipe Felício anunciou que não tentará a reeleição.

As inscrições devem ser feitas na Secretaria da Direção Geral do Hospital até o dia 4 de junho. A votação será realizada no dia 20 de junho em três urnas distribuídas no Hospital, das 7h30 às 20h. Para participar da consulta é necessário apresentar documento com foto e ter o nome na lista de eleitores aptos a votar. A Comissão Eleitoral foi indicada em reunião do Conselho Diretor realizada em 24 de maio, (acesse aqui a portaria), bem como aprovada a resolução que irá nortear o processo eleitoral (acesse aqui a resolução).

O Hospital Universitário
O HU foi inaugurado em 1980 e completou 32 anos em maio deste ano. O Hospital é referência em ensino, pesquisa e extensão no Brasil, atuando como formador de profissionais qualificados na área da saúde. Atualmente o Hospital efetua, em média, mais de 500 consultas ambulatoriais por dia. Em abril, foram realizados 108 partos e 7.163 atendimentos de emergência.

Segundo o atual diretor geral, Felipe Felício, no começo da gestão 2008-2012 o HU sofria com atrasos financeiros. O déficit mensal chegava a 500 mil e não havia um controle de gastos efetivos. Para Felício, a nova diretoria encontrará o HU em condições melhores que há 4 anos. “Vou entregar o Hospital organizadinho”, concluiu.

 

Inscrições: 28 de maio a 4 de junho de 2012
Homologação e divulgação das inscrições: 8 de junho de 2012
Eleições: 20 de junho de 2012
Local das urnas: HU/UFSC
Horário das eleições: 7h30min às 20h

Informações: www.hu.ufsc.br

 

Por Murici Balbinot/Bolsista de Jornalismo na Agecom

Chamada para incubação de empresa IBT-INOVAPARQ de Joinville

29/05/2012 18:00

Foi lançada no dia 21 de maio nova chamada para seleção de projetos empresariais para incubação na IBT-Inovaparq. São três vagas destinadas a propostas que tenham foco em inovação tecnológica. Atualmente existem seis empreendimentos incubados, de diversas plataformas, como tecnologia da informação, meio ambiente e metalmecânica.

A IBT-Inovaparq é a incubadora pertencente ao Parque de Inovação Tecnológica de Joinville e Região. O Parque é o primeiro do país com gestão compartilhada de instituições de ensino superior, como UFSC, Udesc, Univille e Instituto Católico de Santa Catarina.

Mais informações em www.inovaparq.com.br.

 

Processo Eleitoral Hospital Universitário (HU) 2012

29/05/2012 16:24

Estão abertas as inscrições para escolha dos candidatos a diretor geral e vice-diretor do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), gestão 2012-2016. A comissão eleitoral foi indicada em reunião do Conselho Diretor realizada em 24 de maio, (acesse aqui a portaria), bem como aprovada a resolução que irá nortear o processo eleitoral (acesse aqui a resolução).

Inscrições: 28 de maio a 4 de junho de 2012
Homologação e divulgação das inscrições: 8 de junho de 2012
Eleições: 20 de junho de 2012
Local das urnas: HU/UFSC
Horário das eleições: 7h30min às 20h
Informações: www.hu.ufsc.br

Evento internacional conhece o ritual praticado em Santa Catarina

29/05/2012 16:03

Núcleo de Estudos Açorianos participa do Congresso Internacional de Festas do Divino Espírito Santo com palestra e exibição de documentário sobre a tradição

Junho é mês de celebração do culto ao Divino Espírito Santo

Portugal, Açores Brasil, Uruguai, e Venezuela, Estados Unidos e Canadá. Em todos esses lugares povoados por açorianos ou por onde caminhou a diáspora açoriana, junho é mês de celebração do culto ao Divino Espírito Santo. Mas fora de Portugal, em nenhum outro lugar do mundo essa festa pagã e religiosa é tão rica e intensamente cultuada quanto em Santa Catarina. Para mostrar aos outros países de colonização açoriana como essa celebração se perpetua no litoral catarinense, o Núcleo de Estudos Açorianos da Secretaria de Cultura da UFSC participa do VI Congresso Internacional das Festas do Espírito Santo com uma palestra e a exibição de um documentário sobre a prática do ritual. O congresso ocorre em Angra do Heroísmo, na Ilha Terceira, nos Açores, de 31 a 2 de junho de 2012

Do peditório e das novenas, à coroação do plebeu e aos cortejos, a Festa do Divino Espírito Santo é a expressão mais viva do misticismo cultural açoriano, onde o sagrado e o profano se encontram e onde as classes sociais se igualam por pelo menos três dias.  Criado pelo próprio NEA, em Florianópolis, no ano de 1999, o Congresso Internacional das Festas do Espírito Santo foram realizados na sequência em Açores; em Porto Alegre, no Brasil e na Califórnia, nos Estados Unidos, com uma periodicidade bianual e deve retornar a Florianópolis dentro de dois anos.

No congresso, o historiador e coordenador do NEA, Joi Cletison, falará sobre a experiência do Núcleo na recuperação da memória das Festas do Espírito Santo na cidade de Sombrio a partir da promoção da 18º Festa da Cultura Açoriana de Santa Catarina (Açor), em outubro de 2011. Como atividades preparatórias para a realização do Açor, o NEA promoveu palestras, encontros e debates em todas as escolas do município de Sombrio, motivando a comunidade para a preservação e valorização da herança açoriana. A partir daí, os alunos da Escola Municipal Nadir Bratti recuperaram junto a seus pais e avós a memória da Festa do Divino Espírito Santo, que não era mais realizada desde a década de 70. “Através desse trabalho, conseguimos rearticular um grupo de Folia do Divino, com a promessa de que a festa voltará a ser realizada no próximo ano”, conta Cletison. O resultado final será mostrado na palestra: um conjunto de cartilhas individuais ilustradas pelos estudantes relatando a história coletada com os antepassados.

Já na cidade de Garopaba, também no litoral catarinense, a comunidade do Morro da Encantada realiza a novena para o Divino Espírito Santo há dezenas de ano dentro de um engenho de fabricar farinha de mandioca. Essa experiência religiosa e cultural cercada de mistérios será apresentada pela estudante de sociologia da UFSC e de Nutrição da Unisul Jeovana Tatiana Kviatkoski. Tatiana também vai representar Santa Catarina no evento com a exibição do documentário “A Novena do Espírito Santo Encantada”, de 18 minutos, que ela dirigiu para o NEA, com participação de Cletison na pesquisa. “Durante a condução do ritual, o rezador usa termos de um português arcaico e reza vários trechos em latim”, relata Tatiana, pesquisadora entusiasta dessa manifestação e autora de diversos outros documentários sobre a cultura açoriana.

Do peditório e das novenas, à coroação do plebeu e aos cortejos, a Festa do Divino Espírito Santo é a expressão mais viva do misticismo cultural açoriano

Para as comunidades açorianas mais tradicionais, a Festa do Divino é um acontecimento religioso tão ou mais importante que o próprio Natal. O vídeo mostra os objetos utilizados pelos festeiros durante as celebrações e os cortejos, como as alfaias que cobrem a imagem do Espírito Santo, a coroa, o cetro, a salva, a bandeira, bordões, velas, estandartes, além dos instrumentos musicais, como o tambor e a rabeca, usados nas cantorias do Divino. Tanto em Santa Catarina quanto nos Açores, as festas são realizadas no mês de junho, em comemoração ao Petencostes (cinquenta dias após a ressurreição).

A riqueza da indumentária, dos trajes de imperadores-mirins, e a ostentação da Bandeira do Divino Espírito Santo, o maior símbolo da manifestação, expressam bem a importância simbólica dessa cerimônia, que dura 50 dias, incluindo os rituais preparatórios e três dias de festa propriamente dita. Tudo inicia com as novenas preparatórias, o peditório da passagem de casa em casa das comunidades e irmandades carregando a imagem do Espírito Santo. O ritual prossegue com os cortejos, cantorias, missas, os leilões de prendas arrecadadas, bailes, folias e comilanças até a coroação do plebeu e a eleição do festeiro para organizar o evento do ano seguinte.

ORIGEM HISTÓRICA

Criada pelo abade Joaquim de Fiori, a Teoria do Espírito Santo, que deu origem a esse ritual, foi introduzido no século XII, na Itália. Como a celebração fracassou em sua terra natal, o religioso a trouxe para Portugal. O ritual herdado dos açorianos passou por muitas atualizações, como a cobrança dos pratos e quitutes produzidos pela comunidade em favor da Igreja. “Em Açores, toda a comida arrecadada continua sendo distribuída graciosamente como símbolo de celebração e partilha do alimento”, diz Cletison.

No arquipélago dos Açores, as esculturas comestíveis de partes do corpo (mãos, pés, braços, cabeça, coração) que são oferecidas pelos beneficiados de uma graça divina em gesto de retribuição são moldadas em alfenim, uma mistura doce feita de açúcar, trigo e limão. Já no litoral catarinense, os moldes ganham corpo em massa sovada de pão.
Tanto lá quanto cá permanecem elementos marcantes, como a coroação do plebeu, o ponto alto da festa, quando um religioso transfere para alguém da comunidade a coroa, pela qual recebe o poder real e divino de mediar o destino do seu povo. O gesto significa que a comunidade não precisará de um monge nem de um sacerdote para guiá-la, pois as hierarquias foram suspensas e todos estão em condições de igualdade em um momento de conflito bélico, por exemplo, o que lembra muito os rituais pagãos do Carnaval.

O ritual herdado dos açorianos passou por muitas atualizações, como a cobrança dos pratos e quitutes produzidos pela comunidade em favor da Igreja

Raquel Wandelli/Jornalista na Secretaria de Cultura da UFSC (SeCult)
(48) 99110524 e 37219459

www.secarte.ufsc.br

www.ufsc.br

Roselane Neckel participa da reunião da Andifes nesta quinta-feira

29/05/2012 15:44

A reitora da UFSC, Roselane Neckel, participa nesta quinta-feira, 31 de maio, da reunião ordinária da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). É sua primeira participação como reitora da universidade. Entre os temas da pauta estão a greve nas universidades federais, as próximas eleições da entidade e a escolha de representantes para a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). A Andifes é a representante oficial das universidades federais de ensino superior (IFES) na interlocução com o governo federal, com as associações de professores, de técnico-administrativos, de estudantes e com a sociedade em geral.

Mais informações:
– Gabinete da Reitora – (48) 3721-4077  e 4078.

Inscrições para transferências e retornos terminam nesta terça, dia 29 de maio

29/05/2012 15:20

O Departamento de Administração Escolar (DAE) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou o Edital nº 23/DICAM/GD/DAE/2012 para o preenchimento de 1.935 vagas distribuídas em 51 cursos de graduação presenciais, nos quatro campi, e 343 vagas em três cursos de Educação a Distância (EaD), em diferentes polos, por meio do processo seletivo para transferências e retornos, com ingresso no segundo semestre letivo de 2012. As inscrições prosseguem até 29 de maio, nas secretarias das coordenadorias dos respectivos cursos e campi, no horário de funcionamento das mesmas. Para os cursos de Educação a Distância (EaD), as inscrições serão feitas no mesmo período e nos respectivos polos. O Edital pode ser acessado aqui.

As vagas estão divididas por cursos e modalidades de ingresso, sendo eles:

Inciso I – Transferência Interna (mudança de turno, de habilitação do mesmo curso e troca de curso;  troca de polo/EaD ou modalidade/EaD/presencial -presencial/EaD; retorno de aluno/abandono da UFSC;

Inciso II – Transferência Externa;

Inciso III – Retorno Graduado (Graduados na UFSC e em outras IES);

Inciso IV – Candidatos para o curso, na estrita ordem de classificação no processo seletivo do Vestibular UFSC/2012.

Os documentos necessários para a inscrição podem ser conferidos no Edital. Os resultados serão divulgados no dia 3 de julho.

Cursos presenciais:

 

Cursos a distância:

Telefones dos Cursos

Administração – 316 – 37219386

Agronomia – 501 – 37215411

Antropologia – 337 – 37214877

Arquivologia – 335 – 37219756

Biblioteconomia – 324 – 37219389

Ciência e Tec. Agroalimentar – 503 – 37215368

Ciências Contábeis – 707 – EaD – 37219381

Ciências Biológicas – 110 – 37219235

Ciências Econômicas – 304 – 37219384

Ciências Econômicas – 706 – EaD – 37219560

Ciências Rurais – 551 – Curitibanos – 37216454

Ciências Sociais – 320 – 37219508

Direito – 303 – 37219382

Enfermagem – 101 – 37219346

Engenharia da Mobilidade – 601 – Joinville – 37216452

Engenharia da Computação – 655 – Araranguá – 37216448

Engenharia de Alimentos – 215 – 37219481

Engenharia de Aquicultura – 234 – 37215414

Engenharia de Energia – 653 – Araranguá – 37216448

Engenharia Elétrica – 202 – 37219506

Engenharia Eletrônica – 235 – 37219280

Engenharia Sanitária Ambiental – 211 – 37219423

Engenharia Química – 216 – 37219533

Farmácia – 102 – 37219347

Filosofia – 328 – 37219433

Física – 002/225 – 37219223

Fisioterapia – 654 – Araranguá – 37216448

Fonoaudiologia – 109 – 37215084

Geologia – 336 – 37214488

Letras – Línguas Estrangeiras – 37219489

Letras – Língua Portuguesa – 37219293

Letras – Espanhol – EaD – 711 – 37216803

Libras – 440/441 – 37216586

Matemática – 222/223/224 – 37219652

Metereologia – 230 – 37219223

Museologia – 338 – 37219714

Oceanografia – 333 – 37218517

Pedagogia – 308 – 37219414

Química – 003/205 – 37216853

Relações Internacionais – 340 – 37217685

Serviço Social – 339 – 37219538

Tecnologias da Informação – 652 – Araranguá – 37216448

Zootecnia – 502 – 37215486

Por Margareth Rossi/Jornalista da Agecom