“A mãe do Patinho Feio” fica cartaz no Teatro da UFSC neste fim de semana

08/10/2011 09:39
.

Peça aborda temas como a exclusão social

Em comemoração ao Dia das Crianças, o grupo teatral Os Bruxos da Corte apresenta o espetáculo “A mãe do Patinho feio”, nos dias 8 e 9 de outubro, sábado e domingo, às 16 horas, no Teatro da UFSC, ao lado da Igrejinha. O ingresso para a peça custa R$ 20,00 a inteira e R$10,00 para crianças, idosos, estudantes e professores. Ao final da apresentação haverá um debate com a plateia sobre os temas preconceito e exclusão social.

De forma didática e divertida, “A mãe do Patinho feio”, que tem 40 minutos de duração, aborda temas sociais, e conta a história de uma pata que adota patinhos excluídos – um pato feio e um pato preto. Porém, na vizinhança há uma dupla de peruas fofoqueiras que tentarão distorcer as ações da patinha-mãe. A sorte desse Patinho Feio muda quando aparece em seu caminho um Pato Fashion.

Conteúdo pedagógico

– Exclusão social e violência

– Preconceito

– “Ditadura estética” e padrões

– As minorias / o diferente

– Gancho de nome “Einstein” e “Aristóteles”

Histórico

“A mãe do Patinho feio” estreou em 2006 e fez apresentações até 2009, e tem sua reestreia em outubro de 2011 para as comemorações do dia das crianças. A peça fez parte do projeto Teatro na Escola, onde foi apresentada a milhares de alunos de mais de cem colégios de nove municípios catarinenses. “A mãe do Patinho feio” também fez diversas temporadas no Teatro Adolfo Mello e no Teatro da Ubro, além de se apresentar em festivais e feiras culturais de diversos municípios.

SERVIÇO

O QUÊ: Apresentação do espetáculo “A mãe do Patinho Feio”

QUANDO: Dias 8 e 9 de outubro de 2011, sábado e domingo, às 16 horas

ONDE: Teatro da UFSC, ao lado da Igrejinha, Praça Santos Dumont, Trindade, Florianópolis

QUANTO: R$ 20,00 a inteira e R$10,00 a meia (meia-entrada para crianças, idosos, classe artística, estudantes e professores)

CONTATO: Produção: (48) 9618-8199; www.osbruxosdacorte.blogspot.com

O Teatro da UFSC faz parte do Departamento Artístico Cultural, da Secretaria de Cultura e Arte, da Universidade Federal de Santa Catarina – visite www.dac.ufsc.br

Fonte: Rafael Gomes – Acadêmico de Jornalismo, Assessoria de Imprensa do Departamento Artístico Cultural (DAC): SECARTE: UFSC

Primeiro transhomem brasileiro lança autobiografia no II Trans Day NIGS

07/10/2011 18:59
.

.

Será lançado no dia 10 de outubro o livro “Viagem Solitária”, autobiografia de João W. Nery, que no final da década de 70 fez uma cirurgia de mudança de sexo, tornando-se o primeiro transhomem operado no Brasil.

O lançamento do livro faz parte do evento II Trans Day NIGS – Seminário Transfobia, Cidadania e Identidadades Trans, que acontece nos dias 10 e 11 de outubro no Auditório do CFH.

Ficha Técnica
Título: Viagem Solitária
Autor: João W. Nery
Formato: 14 x 21 cm
Nº de página: 344

Ano: 2011

Serviço

O quê: Lançamento do livro “Viagem Solitária”
Quando
: às 18 horas, dia 10 de outubro, segunda-feira.
Onde
: Auditório do CFH

Mais informações

Organização do evento: Simone Ávila (fone 51-9971-5450)

Fones: 3721-4135 e 8462-4283

Site: www.nigs.ufsc.br

Congresso Internacional de Secretariado Executivo na UFSC começa na segunda

07/10/2011 18:53

Será realizado nos dias 10 e 11 de outubro, no Auditório da Reitoria da UFSC, o Congresso Internacional de Secretariado Executivo (Conise). Com o tema Bem-Estar, Desenvolvimento e Profissão, o evento é organizado por acadêmicos da Graduação em Secretariado Executivo e conta com o apoio de  Silvia Inês Coneglian C. de Vasconcelos, do Departamento de Língua e Literatura Vernáculas (DLLV), professora da disciplina Discursos de Cerimônias, Protocolos, Manuais e Eventos.

Para Daniel Liberato, graduando de Secretariado Executivo, o evento é uma forma de exercitar a prática, pois os alunos vivem a experiência e os problemas de organizar um evento. “Supervisionados pela professora Silvia, nós somos responsáveis pelo projeto, estudo direcionado, cronograma, captação de recursos, abertura, avaliação e fechamento do Congresso”.

O evento terá três palestras e uma mesa-redonda para discutir o currículo dos cursos superiores de Secretariado Executivo. Na segunda-feira, Liberato adianta que a palestra internacional, do americano Eric Thompson, terá tradução simultânea também feita por alunos, como um “exercício do espírito de internacionalização da UFSC”. A programação do evento também será cultural. Na segunda-feira há uma apresentação de Dança do Ventre às 19h com Inayara Cantú, e performance do cantor Silvio Mansani na terça-feira, no mesmo horário.

Na divulgação do evento com as secretárias da reitoria da universidade, houve interesse na disciplina e a possibilidade de os alunos do Secretariado Executivo serem chamados para estagiar na seção de eventos. Os alunos estão animados com a perspectiva de abrir uma empresa júnior de secretariado, inclusive para eventos.

A programação pode ser conferida no blog www.conise.blogspot.com
Mais informações com a Comissão Organizadora, e-mail

Serviço:

Congresso Internacional de Secretariado Executivo (Conise)
Quando: 10 e 11 de outubro de 2011
Horário: 19h às 21h30min
Local: Auditório da Reitoria/UFSC/Campus Florianópolis/SC
Inscrições: R$15,00 (via boleto bancário)

Por José Fontenele / Bolsista de Jornalismo da Agecom

Procuradoria presta contas das atividades dos últimos três anos

07/10/2011 18:37

A Procuradoria Federal junto à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou um resumo das demandas e um relatório demonstrando a produtividade do órgão.

Por exemplo, segundo o procurador-chefe, Nilto Parma, em 2009, foram 2.428 despachos judiciais; em 2010, somaram 1.838; e, de janeiro a setembro deste ano, foram 732 despachos relativos a assuntos judiciais.

A Procuradoria também faz um balanço das demandas administrativas. O desempenho mostra que, ao adotar uma política preventiva e pró-ativa na busca das soluções e resoluções dos conflitos, a Procuradoria obteve eficácia, reduzindo as pendências jurídicas. Contribuíram, para isso, ainda de acordo com o procurador, a modernização e a informatização do setor, embora careça da ampliação do quadro de pessoal.

PROCURADORIA FEDERAL JUNTO À UFSC

2011 (janeiro a setembro)

Assuntos Administrativos

Entrada de Processos: 1.388 (602 processos novos e 786 processos que retornaram)

Saída de Processos: 1.381 (793 com Pareceres, 72 com Notas Técnicas, 272 com pedido de cumprimento de diligências e 244 com despachos).

Despachos internos:1.180

Memorandos expedidos:76

Ofícios expedidos:30

Assuntos Judiciais

Informações em Mandados de Segurança: 47

Memorandos físicos recebidos: 256

Memorandos físicos expedidos 232

Memorandos eletrônicos recebidos: 568

Informações eletrônicas prestadas: 401

Despachos: 732

2010

Assuntos Administrativos

Entrada de Processos: 3.044 (1.552 processos novos e 1.492 processos que retornaram)

Saída de Processos: 2.775 (1.536 com Pareceres, 115 com Notas Técnicas, 731 com pedido de cumprimento de diligências e 393 com despachos).

Despachos internos: 3.425

Assuntos Judiciais

Informações em Mandados de Segurança: 169

Informações prestadas ao Ministério Público: 40

Memorandos físicos recebidos: 358

Memorandos físicos expedidos: 558

Memorandos eletrônicos recebidos: 596

Informações eletrônicas prestadas: 409

Despachos: 1.838

2009

Assuntos Administrativos

Entrada de Processos: 2.815 (1.645 processos novos e 1.170 processos que retornaram)

Saída de Processos: 2.812 (1.551 com Pareceres, 43 com Notas Técnicas, 531 com pedido de cumprimento de diligências e 687 com despachos).

Despachos internos:4.192

Assuntos Judiciais

Informações em Mandados de Segurança: 261

Memorandos físicos recebidos: 999

Memorandos físicos expedidos: 1.003

Memorandos eletrônicos recebidos: 83

Informações eletrônicas prestadas: 73

Despachos: 2.428

Livro traz olhar crítico sobre a universidade

07/10/2011 18:19
.

.

Oito autores pensam – em artigos, ensaios e uma entrevista – as debilidades e alguma nobreza da universidade contemporânea, com o propósito de indagar e desvendar, principalmente, a história de cinco décadas da Universidade Federal de Santa Catarina. Não limitam seus olhares apenas à UFSC, pois, ao focalizá-la, em suas análises, no livro “Crítica à razão acadêmica – Reflexão sobre a Universidade Contemporânea”,   percorrem um caminho que traz matizes da história mais ampla da sociedade, do ambiente político, econômico e cultural em que os fatos sucederam e se inscrevem na atualidade da cidade, do Estado, do Brasil e do mundo. Publicada pela Editora Insular, a obra reúne textos de estudiosos da UFSC, da Universidade de São Paulo (USP) e da Ohio State University, dos Estados Unidos. O lançamento está marcado para o dia 20 de outubro, às 19 horas, no saguão da Biblioteca Central Universitária (BU/UFSC).

A comemoração dos 50 anos de existência da universidade catarinense, completados em 2010, foi um dos acontecimentos que motivou os organizadores do livro, os professores Waldir Rampinelli e Nildo Ouriques, a buscarem outros autores com os quais dividirem uma reflexão sobre a universidade.  Porque, conforme enfatiza Rampinelli, a celebração da vida de uma instituição precisa ir além de festas, condecorações e  publicação de  um  livro de caráter  oficial, atividades que  marcaram os festejos do cinquentenário da UFSC. “Uma instituição pública tem a obrigação de avaliar sua história dentro de uma perspectiva crítica para poder avançar mais e melhor servir a sua população”, afirma o professor de História.

O livro, explicam os organizadores, “analisa e desvenda forças claras e ocultas que atuam na universidade contemporânea, algumas delas na UFSC, ao longo de seus 50 anos, como a oligarquia, a maçonaria e o mercado”. Rampinelli e Ouriques comentam, na apresentação da obra, que “nossa sociedade se ressente de intelectuais que tornem públicos e elucidem de maneira dialética e crítica os conflitos impostos pelo sistema capitalista.” Para os dois professores, é preciso “atualizar a importância do intelectual público que foi derrotado, para a desgraça de nossas universidades, pela aparição da medíocre figura do “acadêmico”, uma mistura de fetiche e impostura, que lamentavelmente marca o comportamento da maior parte da vida universitária.”

Lembram, ainda, que é necessário superar o medo que toma conta das pessoas, também nos campi universitários.  Milton Santos, que eles citam, dizia: “A universidade é talvez a única instituição que pode sobreviver apenas se aceitar críticas, de dentro dela própria, de uma ou outra forma. Se a universidade pede aos seus participantes que se calem, ela está se condenando ao silêncio, isto é, à morte, pois seu destino é falar”. Além do mais, constatam os organizadores, “a erupção da crise capitalista mundial exige do professor universitário um novo tipo de comportamento, pois as respostas ‘acadêmicas’ aos grandes problemas da sociedade contemporânea são insuficientes.”

Os autores de “Crítica à razão acadêmica”, todos com atividade intelectual e militante na universidade, extraem, de suas análises, reflexões críticas sobre temas como o das fundações privadas, que minam o espaço público, e o das difíceis relações entre os trabalhadores em educação na universidade (técnicos e docentes). Percorrem também, nos textos, caminhos dos movimentos organizados, principalmente na UFSC, e denunciam os vícios dos processos eleitorais para a reitoria ao longo da história da instituição catarinense. Revelam, ainda, um tanto de servidão voluntária nas relações com o poder, bem como a submissão de “acadêmicos” às chamadas “revistas internacionais”, publicações a serviço de políticas científicas e econômicas “bem nacionais” de países europeus e dos Estados Unidos.

Além dos ensaios de Nildo Ouriques e Waldir Rampinelli, o livro traz textos de Célio Espíndola, Elaine Tavares, Fábio Lopes da Silva, Marli Auras (todos da UFSC) e Ciro Teixeira Correia (da USP). O único estrangeiro entre os autores é o estadunidense Frank Donoghue, que contribui com reflexões sobre as mudanças no mundo universitário dos Estados Unidos, “quase sempre objeto de adoração por parte da consciência ingênua que orienta a atividade universitária na periferia capitalista latinoamericana e especialmente no Brasil”, como assinalam os organizadores. O livro inclui, ainda, uma entrevista com Maurício Tragtenberg, intelectual crítico que percebeu precocemente o surgimento de uma séria ameaça à vida universitária, à qual ele se refere como “delinquência acadêmica”.

“A atitude complacente que atualmente domina o campus e que marca a carreira da grande maioria dos professores é nociva para a construção de uma universidade vital para o Brasil e a América Latina”, escrevem Ouriques e Rampinelli. “Este livro pretende ser uma contribuição para que as possibilidades abertas pela crise global não se frustrem e  possibilitem um despertar no campus universitário, este mesmo despertar cujas vozes vindas das ruas já se podem ouvir.”

Outras informações com Waldir Rampinelli (8823-1373), Nildo Ouriques (9931-2930) e no IELA (3721- 4938 e 3721-6483).

Por Raquel Jorge Moyses/IELA

Professoras falam sobre Linguística e Fonologia em seminário no CCE

07/10/2011 17:41
.

Andréia Rauber é professora da UCPel e ex-aluna da UFSC: "desde o início a Universidade foi uma das sete que tratavam da fonética acústica no Brasil"

A sétima mesa do simpósio internacional “Linguagens e culturas: homenagem aos 40 anos dos programas de pós-graduação em linguística, literatura e inglês da UFSC”, realizado no Centro de Comunicação e Expressão, teve como tema “Os estudos em fonética e fonologia no Sul do Brasil”. Presentes Cristiane Lazzarotto Volcão professora da UFSC, Carmen Lúcia Barreto Matzenauer da Universidade Católica de Pelotas, UCPel, e Andréia Schurt Rauber também da UCPel.

A primeira a discursar foi a professora Carmem Matzenauer, que elogiou o programa da UFSC, lembrando a contribuição para o estudo de fonética do Brasil. “A UFSC com umas universidades do RS continuam sendo celeiros para os fonólogos do Brasil”. A professora falou sobre as variações fonéticas e linguísticas no português. Carmem explicou que entre a compreensão e a produção de sons no Português, somente a produção sofre variação atualmente. “A variação linguística, entretanto, faz parte da gramática de cada língua”.

Andréia Rauber introduziu um tema que começou a ser estudado no Brasil na década de 1980 – a Fonética Acústica. A professora da UCPel é ex-aluna da UFSC, e mostrou que desde o início a universidade foi uma das sete que já tratavam sobre esse assunto no Brasil. O estudo de Fonética Acústica ajuda a entender as variações lingüísticas do país; identificar os problemas de linguagem com crianças que trocam letras na hora de falar; entender a variação do português daqui com o português da Europa; e também para análise criminal.

À tarde, depois das 14h, aconteceram as mesas “Português: prolegômenos à discussão sobre o futuro da norma”, “Arqueologia de 1971” e “Sociolinguística e dialetologia – O português da região Sul em perspectiva”.

Por José Fontenele – Bolsista de Jornalismo da Agecom

Crônica: “Ufsctock: Olhos de êxtase”

07/10/2011 17:05
.

A edição do UFSctok de 2011 aconteceu entre os dias 30 de setembro e 2 de novembro na Praça da Cidadania - Fotos: @ufsctok

Há a coincidência de toda comoção efusiva ser a premissa de estranhos elogios. Não sei se é uma síndrome de compatibilidade, mas toda emoção tem que acompanhar a intensidade da estranheza das palavras ou então a área que o sujeito, emocionado, atua.

No final de semana passada cobri o festival Ufsctock, aqui mesmo, na UFSC. Confundia-me pelas andanças no campus por me concentrar na histeria das quatro mil pessoas que torciam pernas, esparramavam braços, cochichavam piscadelas no canto dos olhos e sussurravam rebolados nos ouvidos dos músicos e seguranças do evento.

Parado no meio do populacho todo,comecei a observar a simbiose de sensações que cada criaturinha que por ali remexia o corpo poderia replantar em mim. E qual não foi minha surpresa quando ouço de rabo de orelha, a êxtase nos meus olhos:

– Sou o espanto de não me conhecer mais. Todas as certezas que tive até então, agora são minhas desavenças. Os olhos embaçados procuram a luxúria de não olhar para mais nada que importa. Tudo que se vê, passa. Como um espasmo do silêncio. Dançando na inquietude de uma sala escura.

Não, ninguém gritou um troço desses no meio daquele afago de pessoas. Mas era exatamente assim quando a vi. A menina de cabelo curto e tênis sujo – moleca meio moçoila – saracoteava como se ela mesma fosse as cordas do violão e o couro dos tambores que no palco estremeciam. Naquele silêncio todo do seu xale desnucado, ela era as próprias cordas e tambores.  Toda moça muito encantadora precisa de um traçado masculino. A impossibilidade é atraente para qualquer homem que conhece o beneficio do desafio. Nunca se está tão perto que a distância não pareça uma simpatia de concessões.

Tenho a impressão que as palavras são sedentas. Compulsivas. O momento está ali, a sensação está ali. Nem precisavam aparecer, mas as palavras são narcisistas. Às vezes, elas não conseguem nem traduzir o que aconteceu, mas aparecem. Qualquer uma, as mais estranhas e inesperadas. Logo após o último show de sábado, ouço da menina efusiva e quase moleca:

– É catarse! É catarse!

Eu, como repórter, fiquei atento e esperei algum arrastão ou a queda de alguma estrutura do festival. Logo depois, mais calmo e conciso, olhei em volta e percebi o que ela queria com aquela estranha palavra. Não sabia o que significava, mas podia sentir o mesmo que a menina. O Ufsctock era a purificação dos instintos. Todos eles, num só.

Por Ricardo Pessetti/ Bolsista de Jornalismo na Agecom

Portal Catarina é lançado nesta sexta

07/10/2011 16:26
O maior banco de dados e acervo digital da literatura catarinense é o produto do trabalho de quatro anos do Núcleo de Pesquisa em Informática e Literatura (Nupill) e encerra o Seminário em Literatura Digital

Mais de duas mil obras de 312 autores da literatura catarinense já estão disponíveis no Portal Catarina. A inauguração do primeiro acervo digital de obras literárias do estado vai acontecer às 18h dessa sexta-feira, 7/10, na sala Aroeira do Centro de Cultura e Eventos da UFSC.  O lançamento do portal é seguido de mesa-redonda e coquetel, com a presença de intelectuais catarinenses e especialistas em ciberliteratura, e encerra o Seminário em Literatura Digital, promovido pelo Nupill e com o apoio da Secretaria de Cultura e Arte (SecArte).

A construção do Portal Catarina envolveu a participação de 25 alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Letras e Computação da Universidade. Também foi necessária uma parceria entre o Nupill e o Laboratório de Pesquisas em Sistemas Distribuídos (Laspesd), coordenado pelo professor Roberto Willrich.

O resultado foi o registro de informações de 4.399 obras e a digitalização completa de outras 2.579 de 312 autores catarinenses de todas as gerações, estilos e escolas literárias. As obras digitalizadas são de domínio público e estão disponíveis para download ou acesso pelo próprio portal.

Para concluir o acervo digital, o grupo incorporou os dados de todos os indicadores impressos existentes e acrescentou novas informações oriundas de árdua pesquisa. Entre as obras disponíveis para download, destacam-se as 30 edições da Revista Grupo Sul. A publicação marcou o movimento Modernista em Santa Catarina e era coordenada pelo escritor Salim Miguel.

O coordenador e fundador do Nupill, Alckmar Luiz dos Santos, destaca que o Portal Catarina está aberto à atualização permanente. “À medida que todos os dias nascem e morrem novos autores, torna-se um trabalho interminável”. O coordenador, que foi eleito em 2011 o representante do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) no Prêmio Destaque Pesquisador, promovido pela UFSC, ainda reitera a importância da web na democratização do acesso à leitura.

“Um possível desdobramento do Portal Catarina será a possibilidade de os leitores enviarem resenhas das obras cadastradas, o que estimula o conhecimento das publicações de autores locais”. O mestrando em Literatura e bolsista do Nupill, José Jardim, lembra que o projeto foi o único na área de Ciências Humanas em Santa Catarina.  Agora o grupo busca a renovação do financiamento do projeto. José ainda se orgulha de participar da elaboração do único acervo digital no Brasil que privilegia a literatura de um Estado. Ele cita o poeta Luiz Delfino que, segundo ele, é um autor pouco publicado fora de SC e que agora  poderá ser lido por mais pessoas.

Incentivado há cerca de oito anos pelo já falecido professor de Literatura e ex-presidente da Academia Catarinense de Letras, Lauro Junkes, o projeto teve início em 2007 a partir de recursos do Pronex, oferecidos em edital no CNPq, no valor de 400 mil reais.

O Seminário

O coquetel de lançamento do Portal Catarina vai acontecer na sexta-feira, 7/10, no Centro de Cultura de Eventos (sala Aroeira, 2º piso) durante o Seminário em Literatura Digital. O evento vai abordar em dois dias a estatística literária, as novas ferramentas, acervos, bancos de dados e processos de incentivo à literatura no meio eletrônico. Além de debates, acontecerá estudo dos poemas do autor português Fernando Pessoa e análise de obras de autores como Monteiro Lobato, Ítalo Calvino e Milton Hatoum.

Na mesa de discussão do último dia estarão presentes os especialistas de literatura na web Saulo Brandão (UFPI), Alamir Aquino Correa (UEL), Wilton Azevedo (Mackenzie) Carlos Maciel (USP) e o representante do Nupill, Alckmar Luiz dos Santos.

Mais informações com professor Alckmar Luiz dos Santos: 3721-6590

Programação do Seminário em Literatura Digital:

6 de outubro

9h – Abertura – Alckmar Luiz dos Santos

9h-10h30 = Mesa Literatura digital

Rafael Soares Duarte – A página infinita das webcomics

Otávio Guimarães Tavares – Por um engenho e arte digital

Cristiano de Sales – Elementos de estética para literaturas digitais

Emanoel C. Pires de Assis – O texto na tela: processos de leitura

Everton Vinicius de Santa – Literatura e memória no papel e na tela

10h45-11h30 = Mesa A revista digital Mafuá

Isabela Melim Borges Sandoval
Silvio Somer
Jaqueline Sinderski Bigaton

11h30-11h45 = Palestra: Banco de dados digitais

Jonatam Matschulat

14h-17h Mesa Convidados

Alckmar Luiz dos Santos – Letras digitais

Wilton Azevedo – Artes digitais

Regina Corrêa – Língua e literatura digital

Alamir Aquino Corrêa – Literatura em meio digital

Carlos Maciel – Ferramentas estatísticas na leitura de obras literárias

Saulo Brandão – Experiências com leitura em meio digital

7 de outubro

9h-10h = Mesa Ferramentas digitais

Verônica Ribas Cúrcio – A estatística e a informática na leitura literária

Deise Freitas e Silvio Somer – Um dicionário digital de personagens literários

10h15-11h45 = Mesa Teoria do texto

José Carlos Jardim Jr. – Relato e comunidade interpretativa em Milton Hatoum

Cláudia Grijó Vilarouca – Espacialidades da narrativa de Perec, Cortázar e Calvino

Patrícia C. S. Ricarte e Júlia Telésforo Osório – Tendências modernas em continuidade na poesia do presente

Juliana C. Garcia – O caipira nas edições lobatianas

14h-15h30 = Mesa Acervos digitais

Tanay G. Notargiacomo – Nada a dizer: a senha como personagem

Ana Beatriz M. S. de Andrade – Maura de Senna Pereira e seu acervo

Isabel M. B. Luclktenberg – A Editora Mulheres e o espaço virtual

Ana Luíza Bazzo da Rosa – ENEM e a literatura

Zilma G. Nunes – Os acervos literários sob o olhar da Crítica Genética

15h45-16h45 = Mesa Ensino e Aprendizagem

Rosilei Girardello – Experiências de ensino – aprendizagem de literatura em meio digital

Isabela M. B. Sandoval e Emanoel C. Pires de Assis – Tratamento digital de obras literárias: Ontologia de termos de teoria literária

Emanoel C. Pires de Assis – Dlnotes: uma ferramenta de anotação em obras literárias

Adiel Mittmann – Megamneme: uma ferramenta de memorização do vocábulo

18h – Lançamento do Portal Catarina e Coquetel de encerramento


Por Gabriele Duarte/ Bolsista de Jornalismo na Agecom

Pós-Graduação em Literatura e seus egressos: pesquisa e ensino

07/10/2011 15:51

A mesa de discussão que teve como tema a Pós-Graduação em Literatura e seus Egressos: pesquisa e ensino para discorrer sobre as atribuições da pós-graduação no campo de ensino em literatura e exposições do campo de pesquisa, ocorreu hoje pela manhã na Sala Drummond no Bloco B do Centro de Comunicação e Expressão (CCE). Os convidados para compor a mesa de exposição foram os professores Jefferson Agostini Melo (USP), Valdir Prigol (UFFS), Renata Telles (UFPR) e Rita Lenira Bittencourt (UFRGS), com a coordenação do professor Felipe Soares (UFSC). A mesa fez parte do Simpósio Internacional Línguas e Culturas: dos Programas de Pós-Graduação em Linguística, Literatura e Inglês em comemoração aos 40 anos de pós-graduação da UFSC.

As exposições e discussões na mesa foram pautadas pelas experiências dos convidados no programa de pós-graduação em literatura e o resultado do trabalho do campo de pesquisa e ensino dos convidados. As apresentações delinearam as propostas de cada convidado com as consequências da pesquisa cientifica em literatura. O professor Jefferson Agostini discorreu sua apresentação com o tema Novas crenças da ficção brasileira contemporânea sobre a critica literária e as atribuições dos novos autores em relevância aos cânones da literatura. O professor Valdir Pringol abordou para discussão o tema A crítica e o leitor que relatou sobre a crítica literária como forma de experiência e mediação das obras estudadas no seu doutorado. A professora Renata Telles percorreu as permanências entre passado e presente na literatura com o tema Imigração: entre a difícil conquista do pertencimento e a potência do intervalo e a professora Rita Lenira Bittencourt exprimiu as criticas literárias do presente e as prerrogativas e perigos da síntese com o tema Teoria, crítica e ensino: deslocamentos mínimos.

Outras duas mesas de discussão ocorreram no mesmo horário com os temas Focalização e Clivagem do Programa de Pós-Graduação em Linguística – com a coordenação de Carlos Mioto (UFSC) e convidados Simone Lucia Guesser (Università di Siena) e Sandra Quarezemin (UFSC) – e As Literaturas de Línguas Inglesa do Século XIX à Contemporaneidade do Programa de Pós-Graduação em Inglês – com a coordenação de Bernadete Limongi (UFSC) e convidados Maria Lucia Martins (UFSC) e Anelise Corseuil (UFSC).

Por Ricardo Pessetti/ Bolsista de Jornalismo na Agecom

Mestrado e doutorado em Estudos da Tradução

07/10/2011 12:12

O Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) divulgou o edital de processo seletivo para ingresso no primeiro semestre de 2012 – mestrado e doutorado -. Serão oferecidas 51 vagas.

As inscrições estarão abertas de 10 a 20 de outubro de 2011. O edital completo pode ser conferido no endereço http://www.pget.ufsc.br/2012-1/edital.php.

Outras informações pelo e-mail ou pelo telefone (48) 3721-6647.

Políticas de ações afirmativas são debatidas em documentário na TV UFSC

07/10/2011 11:59

A UFSC foi uma das instituições pioneiras no Brasil em adotar as ações afirmativas, os conjuntos de políticas sociais elaborados para proporcionar acesso nos processos seletivos. O documentário “Construção da Igualdade”, estreia da semana no Primeiro Plano, mostra as pessoas que criaram e as que usufruíram essas ações, com atenção para questões de formação acadêmica, dificuldades de ascensão econômica e eficiência do método de seleção pelo vestibular.

“Construção da Igualdade” foi apresentado no primeiro semestre de 2011 como Trabalho de Conclusão de José Francisco Monteiro Júnior no Curso de Jornalismo. A estreia é quarta-feira às 22h, com horários alternativos na quinta-feira à meia-noite e sexta-feira às 22h.

A Sessão de Cinema exibe “Encouraçado Potemkin”, realizado pelo russo Sergei Eisenstein em 1925. O filme também foi pensado como peça de propaganda ideológica da Revolução Comunista de 1917, mas sua força como obra audiovisual vai muito além do caráter político. A sequência do carrinho de bebê na escadaria é uma das mais famosas do cinema e inspirou várias paródias e homenagens. A mais conhecida está em “Os Intocáveis” (1987), de Brian De Palma.

Eisenstein conta a história de um levante de marujos ocorrido em 1905 no navio de guerra que dá nome ao filme. Era considerado um símbolo das más condições em que viviam os trabalhadores impostas pelo governo do czar Nicolau II. Estreia terça-feira às 21h, com os horários alternativos na quarta-feira, à meia-noite, e sexta às 14h.

No Justiça do Trabalho na TV, o juiz Ricardo Fioreze, da Vara de Trabalho de Encantado, no Rio Grande do Sul, discute como é possível avaliar a qualidade de um serviço prestado na gestão de administração de varas de trabalho. Estreia quinta-feira às 22h; a outra exibição é sexta-feira à meia-noite.

O destaque da semana no UFSC Entrevista é a mestre em Nutrição Vanessa Mello Rodrigues. Ela fala sobre a influência da televisão nos hábitos alimentares de crianças e como os estudantes das escolas públicas e particulares de Florianópolis gastam seu dinheiro. A entrevista vai ao ar na segunda-feira às 22h, terça-feira à meia-noite, quarta-feira às 12h, sexta-feira às 23h30min e sábado à meia-noite.

Para acompanhar a TV UFSC, sintonize o canal 15 da NET Florianópolis e veja a programação completa no site www.tv.ufsc.br/grade. Assista aos boletins de notícias também no www.youtube.com/tvufsc.

Por Fábio Bianchini/Jornalista da TV UFSC

6º Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás

07/10/2011 11:33

A Associação Brasileira de Pesquisa e Desenvolvimento em Petróleo e Gás (ABPG) apresenta o 6º Congresso Brasileiro de P&D em Petróleo e Gás (PDPETRO), que será realizado de 9 a 13 de outubro, no Costão do Santinho, em Florianópolis. Nesta edição, a Instituição parceira é a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O evento tem como objetivo reunir pesquisadores, estudantes e profissionais da indústria de petróleo, gás e bicombustíveis para discutir os avanços científicos e tecnológicos da área. O congresso consta de palestras, mesas-redondas, minicursos, apresentações orais e pôsteres. Interessados em participar podem se inscrever no dia do evento.

Confira a programação no endereço http://www.portalabpg.org.br/6pdpetro/programacao.html.

Outras informações pelo e-mail , pelo telefone (48) 3721-9562 ou pelo site http://www.portalabpg.org.br/6pdpetro.

Espetáculo “A mãe do Patinho Feio” em cartaz no Teatro da UFSC

07/10/2011 10:51

Em comemoração ao Dia das Crianças, o grupo teatral Os Bruxos da Corte apresenta o espetáculo “A mãe do Patinho feio”, nos dias 8 e 9 de outubro, sábado e domingo, às 16 horas, no Teatro da UFSC, ao lado da Igrejinha. O ingresso para a peça custa R$ 20,00 a inteira e R$10,00 para crianças, idosos, estudantes e professores. Ao final da apresentação haverá um debate com a plateia sobre os temas preconceito e exclusão social.

De forma didática e divertida, “A mãe do Patinho feio”, que tem 40 minutos de duração, aborda temas sociais, e conta a história de uma pata que adota patinhos excluídos – um pato feio e um pato preto. Porém, na vizinhança há uma dupla de peruas fofoqueiras que tentarão distorcer as ações da patinha-mãe. A sorte desse Patinho Feio muda quando aparece em seu caminho um Pato Fashion.

Conteúdo pedagógico

– Exclusão social e violência

– Preconceito

– “Ditadura estética” e padrões

– As minorias / o diferente

– Gancho de nome “Einstein” e “Aristóteles”

Histórico

“A mãe do Patinho feio” estreou em 2006 e fez apresentações até 2009, e tem sua reestreia em outubro de 2011 para as comemorações do dia das crianças. A peça fez parte do projeto Teatro na Escola, onde foi apresentada a milhares de alunos de mais de cem colégios de nove municípios catarinenses. “A mãe do Patinho feio” também fez diversas temporadas no Teatro Adolfo Mello e no Teatro da Ubro, além de se apresentar em festivais e feiras culturais de diversos municípios.

SERVIÇO

O QUÊ: Apresentação do espetáculo “A mãe do Patinho Feio”

QUANDO: Dias 8 e 9 de outubro de 2011, sábado e domingo, às 16 horas

ONDE: Teatro da UFSC, ao lado da Igrejinha, Praça Santos Dumont, Trindade, Florianópolis

QUANTO: R$ 20,00 a inteira e R$10,00 a meia (meia-entrada para crianças, idosos, classe artística, estudantes e professores)

CONTATO: Produção: (48) 9618-8199; www.osbruxosdacorte.blogspot.com

O Teatro da UFSC faz parte do Departamento Artístico Cultural, da Secretaria de Cultura e Arte, da Universidade Federal de Santa Catarina – visite www.dac.ufsc.br

Fonte: Rafael Gomes – Acadêmico de Jornalismo, Assessoria de Imprensa do Departamento Artístico Cultural (DAC): SECARTE: UFSC

UFSC divulga 17ª chamada de calouros para o Curso de Educação do Campo

07/10/2011 10:28

O Departamento de Administração Escolar da Universidade Federal de Santa Catarina (DAE/UFSC) divulgou o Edital nº 38 referente à 17ª chamada de calouros 2011 para o Curso de Educação do Campo. Os candidatos abaixo relacionados devem realizar a matrícula no dia 10 de outubro de 2011, das 8h às 12h e das 14h às 18h, munidos da documentação exigida, no Centro de Ciências da Educação (CED), na Secretaria do Curso.

EDUCAÇÃO DO CAMPO – Licenciatura – segundo semestre

ANDERSON CLEITON ARNOLD

MARINA MASSANEIRO

ELISANGELA CUSTODIO DOS SANTOS

GESSICA CARDOSO

FABIANA MARIANO FURTADO

LEONI RIBAS

Outras informações pelo telefone (48) 3721-6552.

Simpósio internacional comemora 40 anos das pós em Linguística, Literatura e Inglês

07/10/2011 10:13

Termina nesta sexta-feira, dia 7, o Simpósio Internacional Linguagens e Culturas em comemoração aos 40 anos dos Programas de Pós-Graduação em Linguística (PPGLg), Literatura (PPGL) e Inglês (PPGI) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Com o tema “Os Programas de Pós-Graduação em Letras e Linguística da UFSC: O Estado da Arte”, a mesa-redonda de encerramento será composta pelas professoras Susana Bornéo Funck (UFSC) – coordenadora, Rosângela Hammes Rodrigues (UFSC) e Susana Scramim (UFSC) e será realizada das 18h às 19h30, no auditório Henrique Fontes, CCE, bloco B.

O Simpósio tem como objetivo refletir sobre a história dos estudos da linguagem no Brasil e na região, além de evidenciar o trabalho realizado pelos pesquisadores desses Programas de Pós-Graduação nos últimos 40 anos. Cerca de 400 pessoas, entre alunos de graduação, pós-graduação, professores e pesquisadores, da UFSC e de outras universidades brasileiras participam do Simpósio.

A programação inclui mesas-redondas, sessões de comunicações em grupos de trabalho (GTs); atividades culturais; e lançamento de livros.

Outras informações pelo e-mail e pelo site http://pos40anos.cce.ufsc.br/.

Margareth Rossi/Jornalista da Agecom

Portal Catarina será lançado nesta sexta

07/10/2011 09:25

O maior banco de dados e acervo digital da literatura catarinense é o produto do trabalho de quatro anos do Núcleo de Pesquisa em Informática e Literatura (Nupill) e encerra o Seminário em Literatura Digital

Mais de duas mil obras de 312 autores da literatura catarinense já estão disponíveis no Portal Catarina. A inauguração do primeiro acervo digital de obras literárias do estado vai acontecer às 18h dessa sexta-feira, 7/10, na sala Aroeira do Centro de Cultura e Eventos da UFSC.  O lançamento do portal é seguido de mesa-redonda e coquetel, com a presença de intelectuais catarinenses e especialistas em ciberliteratura, e encerra o Seminário em Literatura Digital, promovido pelo Nupill e com o apoio da Secretaria de Cultura e Arte (SecArte).

A construção do Portal Catarina envolveu a participação de 25 alunos de graduação e pós-graduação dos cursos de Letras e Computação da Universidade. Também foi necessária uma parceria entre o Nupill e o Laboratório de Pesquisas em Sistemas Distribuídos (Laspesd), coordenado pelo professor Roberto Willrich.

O resultado foi o registro de informações de 4.399 obras e a digitalização completa de outras 2.579 de 312 autores catarinenses de todas as gerações, estilos e escolas literárias. As obras digitalizadas são de domínio público e estão disponíveis para download ou acesso pelo próprio portal.

Para concluir o acervo digital, o grupo incorporou os dados de todos os indicadores impressos existentes e acrescentou novas informações oriundas de árdua pesquisa. Entre as obras disponíveis para download, destacam-se as 30 edições da Revista Grupo Sul. A publicação marcou o movimento Modernista em Santa Catarina e era coordenada pelo escritor Salim Miguel.

O coordenador e fundador do Nupill, Alckmar Luiz dos Santos, destaca que o Portal Catarina está aberto à atualização permanente. “À medida que todos os dias nascem e morrem novos autores, torna-se um trabalho interminável”. O coordenador, que foi eleito em 2011 o representante do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) no Prêmio Destaque Pesquisador, promovido pela UFSC, ainda reitera a importância da web na democratização do acesso à leitura.

“Um possível desdobramento do Portal Catarina será a possibilidade de os leitores enviarem resenhas das obras cadastradas, o que estimula o conhecimento das publicações de autores locais”. O mestrando em Literatura e bolsista do Nupill, José Jardim, lembra que o projeto foi o único na área de Ciências Humanas em Santa Catarina.  Agora o grupo busca a renovação do financiamento do projeto. José ainda se orgulha de participar da elaboração do único acervo digital no Brasil que privilegia a literatura de um Estado. Ele cita o poeta Luiz Delfino que, segundo ele, é um autor pouco publicado fora de SC e que agora  poderá ser lido por mais pessoas.

Incentivado há cerca de oito anos pelo já falecido professor de Literatura e ex-presidente da Academia Catarinense de Letras, Lauro Junkes, o projeto teve início em 2007 a partir de recursos do Pronex, oferecidos em edital no CNPq, no valor de 400 mil reais.

O Seminário

O coquetel de lançamento do Portal Catarina vai acontecer na sexta-feira, 7/10, no Centro de Cultura de Eventos (sala Aroeira, 2º piso) durante o Seminário em Literatura Digital. O evento vai abordar em dois dias a estatística literária, as novas ferramentas, acervos, bancos de dados e processos de incentivo à literatura no meio eletrônico. Além de debates, acontecerá estudo dos poemas do autor português Fernando Pessoa e análise de obras de autores como Monteiro Lobato, Ítalo Calvino e Milton Hatoum.

Na mesa de discussão do último dia estarão presentes os especialistas de literatura na web Saulo Brandão (UFPI), Alamir Aquino Correa (UEL), Wilton Azevedo (Mackenzie) Carlos Maciel (USP) e o representante do Nupill, Alckmar Luiz dos Santos.

Mais informações com professor Alckmar Luiz dos Santos: 3721-6590

Programação do Seminário em Literatura Digital:

6 de outubro

9h – Abertura – Alckmar Luiz dos Santos

9h-10h30 = Mesa Literatura digital

Rafael Soares Duarte – A página infinita das webcomics

Otávio Guimarães Tavares – Por um engenho e arte digital

Cristiano de Sales – Elementos de estética para literaturas digitais

Emanoel C. Pires de Assis – O texto na tela: processos de leitura

Everton Vinicius de Santa – Literatura e memória no papel e na tela

10h45-11h30 = Mesa A revista digital Mafuá

Isabela Melim Borges Sandoval
Silvio Somer
Jaqueline Sinderski Bigaton

11h30-11h45 = Palestra: Banco de dados digitais

Jonatam Matschulat

14h-17h Mesa Convidados

Alckmar Luiz dos Santos – Letras digitais

Wilton Azevedo – Artes digitais

Regina Corrêa – Língua e literatura digital

Alamir Aquino Corrêa – Literatura em meio digital

Carlos Maciel – Ferramentas estatísticas na leitura de obras literárias

Saulo Brandão – Experiências com leitura em meio digital

7 de outubro

9h-10h = Mesa Ferramentas digitais

Verônica Ribas Cúrcio – A estatística e a informática na leitura literária

Deise Freitas e Silvio Somer – Um dicionário digital de personagens literários

10h15-11h45 = Mesa Teoria do texto

José Carlos Jardim Jr. – Relato e comunidade interpretativa em Milton Hatoum

Cláudia Grijó Vilarouca – Espacialidades da narrativa de Perec, Cortázar e Calvino

Patrícia C. S. Ricarte e Júlia Telésforo Osório – Tendências modernas em continuidade na poesia do presente

Juliana C. Garcia – O caipira nas edições lobatianas

14h-15h30 = Mesa Acervos digitais

Tanay G. Notargiacomo – Nada a dizer: a senha como personagem

Ana Beatriz M. S. de Andrade – Maura de Senna Pereira e seu acervo

Isabel M. B. Luclktenberg – A Editora Mulheres e o espaço virtual

Ana Luíza Bazzo da Rosa – ENEM e a literatura

Zilma G. Nunes – Os acervos literários sob o olhar da Crítica Genética

15h45-16h45 = Mesa Ensino e Aprendizagem

Rosilei Girardello – Experiências de ensino – aprendizagem de literatura em meio digital

Isabela M. B. Sandoval e Emanoel C. Pires de Assis – Tratamento digital de obras literárias: Ontologia de termos de teoria literária

Emanoel C. Pires de Assis – Dlnotes: uma ferramenta de anotação em obras literárias

Adiel Mittmann – Megamneme: uma ferramenta de memorização do vocábulo

18h – Lançamento do Portal Catarina e Coquetel de encerramento

Por Gabriele Duarte/ Bolsista de Jornalismo na Agecom

Abertas inscrições para oficina gratuita de dramaturgia

06/10/2011 16:22

O professor Paulo Ricardo Berton, do curso de Artes Cênicas da UFSC, vai ministrar uma oficina de dramaturgia a partir do dia 19 de outubro, na sala 401 do Centro de Ciências Físicas e Matemáticas (CFM). O projeto vai acontecer às quartas-feiras, das 14h30min às 17h30min, com duração até junho de 2012.

As inscrições são gratuitas e abertas ao público, e devem ser feitas até o início das aulas pelo e-mail . São oferecidas 25 vagas. O objetivo principal é ensinar as técnicas e escrita do teatro. Ao final do curso, a ideia é que cada aluno escreva um texto mais elaborado para que seja encenado depois. Todos os participantes receberão certificados de participação. Esta será a primeira oficina de dramaturgia realizada na UFSC.

Paulo Ricardo Berton

Berton é dramaturgo, diretor de teatro e professor. Viveu nos Estados Unidos por quatro anos, onde recebeu o título de PhD em Teatro e lecionou as disciplinas de dramaturgia, atuação e introdução ao teatro na Universidade do Colorado. Dirigiu dois espetáculos para a temporada oficial do departamento de teatro da Universidade: The game of love and chance (O jogo do amor e do acaso) e Philistines (Os pequenos burgueses).

Mais informações pelo e-mail .

Por Nayara Batschke/bolsista em jornalismo na Agecom.

Minicurso de Teoria e Prática da Integração Regional

06/10/2011 14:23

O Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina convida para o minicurso Teoria e Prática da Integração Regional, que será ministrado por Andrés Malamud (Universidade de Lisboa) nos dias 13 e 14 de outubro, no auditório do Centro de Ciências Jurídicas.

O minicurso terá duas palestras: Teorias da Integração Regional, 13 de outubro (quinta-feira), às 10h30min, e Integração Regional Comparada, 14 de outubro (sexta-feira), às 16h.

(mais…)

Nova Portaria oficializa Comissão Eleitoral Representativa de Entidades da UFSC

06/10/2011 14:01

A Portaria nº 002  de 6/ de outubro oficializa a Comissão Eleitoral Representativa de  Entidades da UFSC e revoga a Portaria nº 0001 que, na sua redação, poderia  levar a um erro de entendimento, já que Alexandre Gava Menezes e Luiz Ricardo da Silva prestarão assessoria à comissão, mas não são membros integrantes dela.

COMISSÃO ELEITORAL REPRESENTATIVA  DE ENTIDADE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA – UFSC

(COMELEUFSC)

Florianópolis, 06 de outubro de 2011       PORTARIA N.º 002/COMELEUFSC/2011

As Entidades Representativas (APUFSC – Sindical, APG, CEB – DCE e SINTUFSC) da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto na Resolução n.º 001/COMELEUFSC, de 05 de outubro de 2011,

R E S O L V E M:

Designar Marcio Campos e Milton Muniz (APUFSC- Sindical); Jouhanna do Carmo Menegaz e Ruan  Mariano (APG); Isabel Brustolin e Leonardo de Lara Cardoso (CEB – DCE) Edwilson Ribeiro e Teresinha Inês Ceccato de Oliveira Gama (SINTUFSC); para constituírem comissão eleitoral que conduzirá o processo para a consulta à comunidade universitária na escolha de Reitor e Vice-Reitor da UFSC.

2.  A presidência, a vice-presidência e a secretaria da referida comissão ficarão sob a responsabilidade de Marcio Campos, Jouhanna do Carmo Menegaz e Teresinha Inês Ceccato de Oliveira Gama, respectivamente.

3. Alexandre Gava Menezes – NPD e Luiz Ricardo da Silva – CCA prestarão assessoria à comissão em assuntos relacionados à informática e interlocução junto ao TRE/SC.

(mais…)

Congresso Internacional de Secretariado Executivo

06/10/2011 10:06

Será realizado nos dias 10 e 11 de outubro, no Auditório da Reitoria da UFSC, o Congresso Internacional de Secretariado Executivo. Com o tema Bem-Estar, Desenvolvimento e Profissão, o evento é organizado por acadêmicos da Graduação em Secretariado Executivo e conta com o apoio da professora Silvia Inês Coneglian C. de Vasconcelos, do Departamento de Língua e Literatura Vernáculas, doutora em Linguística Aplicada e ministrante da disciplina Discursos de Cerimônias, Protocolos, Manuais e Eventos. Serão abordados temas como Finanças e Autogestão. A programação também contempla uma mesa-redonda com foco no debate sobre a (des)construção de problemas acerca da profissão e do currículo do curso na UFSC.

Programação no blog www.conise.blogspot.com
Mais informações com a Comissão Organizadora, e-mail

Serviço:

Congresso Internacional de Secretariado Executivo
Quando: 10 e 11 de outubro de 2011
Horário: 19h às 21h30min
Local: Auditório da Reitoria/UFSC/Campus Fpolis/SC
Inscrições: R$15,00 (via boleto bancário)

Aberto período de inscrição de chapas para eleição de reitor e vice-reitor na UFSC

06/10/2011 09:31

Inicia nesta quinta-feira, 6 de outubro, e prossegue até dia 13, o período para inscrição de candidatos a reitor e vice-reitor da UFSC. A oficialização das chapas deve ser feita por meio de requerimento entregue na sala da Comissão Eleitoral, localizada no andar térreo da Reitoria.

As regras que normatizam o processo de consulta à comunidade universitária foram publicadas nesta quarta, 5 de outubro. Poderão inscrever-se como candidatos professores dos dois níveis mais elevados da carreira do magistério ou que possuam o título de doutor. O requerimento deve trazer os nomes dos candidatos a reitor e a vice-reitor.

O documento deve também ser acompanhado de foto atual do candidato a reitor, no tamanho de 5/7. Ao final do período de inscrição a Comissão Eleitoral publicará edital com a relação das chapas inscritas.

A consulta à comunidade universitária será realizada no dia 10 de novembro, e em segundo turno no dia 30 do mesmo mês, caso nenhuma das chapas inscritas alcance índice superior a 50% na primeira consulta. Os votos válidos serão ponderados na proporção de 1/3 para servidores docentes, 1/3 para os servidores técnico-administrativos e 1/3 para os estudantes.

Poderão votar os servidores docentes e técnico-administrativos ativos da Universidade, integrantes das respectivas carreiras e em efetivo exercício que constem do seu cadastro de pessoal ativo até o dia 17 de outubro desse ano. Além destes, estudantes que tenham a condição de matrícula regular no dia 17/10/2011, nos cursos de graduação, mestrado e doutorado, assim como alunos do Colégio de Aplicação com idade mínima de 16 anos.

Acompanhe as regras da consulta à comunidade universitária:

Nova Portaria  oficializa os componentes da Comissão e sua presidência

– Edital que define o prazo de inscrições para os candidatos a Reitor e Vice-Reitor da UFSC

– Resolução Nº 001/COMELEUFSC/2011, de 05 de outubro de 2011

– Resolução Nº 002/COMELEUFSC, de 05 de outubro de 2011

Mais informações com o professor Márcio Campos, presidente da Comissão Eleitoral: (48) 3721-2199

Por Arley Reis / Jornalista da Agecom

Espetáculo “A mãe do Patinho Feio” será apresentado no Teatro da UFSC

05/10/2011 18:14

Em comemoração ao Dia das Crianças, o grupo teatral Os Bruxos da Corte apresenta o espetáculo “A mãe do Patinho feio”, nos dias 8 e 9 de outubro, sábado e domingo, às 16 horas, no Teatro da UFSC, ao lado da Igrejinha. O ingresso para a peça custa R$ 20,00 a inteira e R$10,00 para crianças, idosos, estudantes e professores. Ao final da apresentação haverá um debate com a plateia sobre os temas preconceito e exclusão social.

De forma didática e divertida, “A mãe do Patinho feio”, que tem 40 minutos de duração, aborda temas sociais, e conta a história de uma pata que adota patinhos excluídos – um pato feio e um pato preto. Porém, na vizinhança há uma dupla de peruas fofoqueiras que tentarão distorcer as ações da patinha-mãe. A sorte desse Patinho Feio muda quando aparece em seu caminho um Pato Fashion.

Conteúdo pedagógico

– Exclusão social e violência

– Preconceito

– “Ditadura estética” e padrões

– As minorias / o diferente

– Gancho de nome “Einstein” e “Aristóteles”

Histórico

“A mãe do Patinho feio” estreou em 2006 e fez apresentações até 2009, e tem sua reestreia em outubro de 2011 para as comemorações do dia das crianças. A peça fez parte do projeto Teatro na Escola, onde foi apresentada a milhares de alunos de mais de cem colégios de nove municípios catarinenses. “A mãe do Patinho feio” também fez diversas temporadas no Teatro Adolfo Mello e no Teatro da Ubro, além de se apresentar em festivais e feiras culturais de diversos municípios.

SERVIÇO

O QUÊ: Apresentação do espetáculo “A mãe do Patinho Feio”

QUANDO: Dias 8 e 9 de outubro de 2011, sábado e domingo, às 16 horas

ONDE: Teatro da UFSC, ao lado da Igrejinha, Praça Santos Dumont, Trindade, Florianópolis

QUANTO: R$ 20,00 a inteira e R$10,00 a meia (meia-entrada para crianças, idosos, classe artística, estudantes e professores)

CONTATO: Produção: (48) 9618-8199; www.osbruxosdacorte.blogspot.com

O Teatro da UFSC faz parte do Departamento Artístico Cultural, da Secretaria de Cultura e Arte, da Universidade Federal de Santa Catarina – visite www.dac.ufsc.br

Fonte: Rafael Gomes – Acadêmico de Jornalismo, Assessoria de Imprensa do Departamento Artístico Cultural (DAC): SECARTE: UFSC

Portaria oficializa Comissão Eleitoral Representativa de Entidades da UFSC

05/10/2011 17:46

COMISSÃO ELEITORAL REPRESENTATIVA DE ENTIDADE DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA – UFSC

(COMELEUFSC)

Florianópolis, 05 de outubro de 2011 PORTARIA N.º 001/COMELEUFSC/2011
As Entidades Representativas (APUFSC – Sindical, APG, CEB – DCE e SINTUFSC) da Universidade Federal de Santa Catarina, no uso de suas atribuições, e tendo em vista o disposto na Resolução n.º 001/COMELEUFSC, de 05 de outubro de 2011,

R E S O L V E M:

Designar Marcio Campos e Milton Muniz (APUFSC- Sindical); Jouhanna do Carmo Menegaz e Ruan Mariano (APG); Isabel Brustolin e Leonardo de Lara Cardoso (CEB – DCE) Edwilson Ribeiro e Teresinha Inês Ceccato de Oliveira Gama (SINTUFSC); Luiz Ricardo da Silva – CCA – Alexandre Gava Menezes – NPD, para constituírem comissão eleitoral que conduzirá o processo para a consulta à comunidade universitária na escolha de Reitor e Vice-Reitor da UFSC.

2. A presidência, a vice-presidência e a secretaria da referida comissão ficarão sob a responsabilidade de Marcio Campos, Jouhanna do Carmo Menegaz e Teresinha Inês Ceccato de Oliveira Gama, respectivamente.
APUFSC – Sindical APG CEB-DCE SINTUFSC

Publicadas normas que regulamentam processo eleitoral na UFSC

05/10/2011 17:42

Equipe divulgou na tarde desta quarta-feira os documentos que regem a consulta à comunidade universitária. Fotos: Ricardo Pesseti / Bolsista de Jornalismo na Agecom

A Comissão Eleitoral Representativa de Entidades da UFSC publicou nesta quarta-feira, 5 de outubro, documentos que regulamentam o processo de consulta à comunidade universitária para escolha do reitor e do vice-reitor.

Foram publicados e também disponibilizados no mural da Comissão, instalada no andar térreo da Reitoria, quatro documentos:

Nova Portaria  oficializa os componentes da Comissão e sua presidência

– Edital que define o prazo de inscrições para os candidatos a Reitor e Vice-Reitor da UFSC

– Resolução Nº 001/COMELEUFSC/2011, de 05 de outubro de 2011

– Resolução Nº 002/COMELEUFSC, de 05 de outubro de 2011