UFSC recebe 182 intercambistas de 19 países no segundo semestre

31/07/2018 11:52

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) recepcionou 182 estudantes internacionais de 19 países de origem no segundo semestre de 2018, pelos programas Incoming, BRACOL, BRAMEX e AUGM. O evento foi realizado no dia 27 de julho, às 10 horas, no auditório da Reitoria, em Florianópolis, e contou com apresentação cultural de dança típica do Brasil, como também instruções para serem seguidas durante o período de intercâmbio. Integravam a mesa de boas-vindas o pró-reitor de Graduação Alexandre Marino, representando o reitor Ubaldo Balthazar; o pró-reitor de pesquisa, Sebastião Soares; o secretário de relações internacionais, Lincoln Fernandes; e a professora Graziela de Luca Canto, representando o pró-reitor de extensão, Rogério Cid Bastos.

A abertura do evento ocorreu com apresentação da dança carimbó, original do Pará, da região Norte do país. Na sequência, Fernandes foi o primeiro a dar boas-vindas aos estudantes, ressaltando a importância da presença dos intercambistas no campus e a possibilidade de interação entre eles e os demais estudantes da universidade. “Aprender novas culturas e desconstruir estereótipos sobre o país fazem parte da experiência de intercâmbio”, acrescentou.

Dando “bom-dia” em cinco línguas, Marino deu continuidade à recepção com convite os estudantes de cada país para ficarem de pé enquanto os demais aplaudiram. O pró-reitor orientou aos intercambistas sobre o serviço de apoio pedagógico disponível nas coordenadorias dos cursos, o auxílio junto aos professores no período de adaptação e finalizou: “Aproveitem ao máximo os momentos de ensino, pesquisa, extensão e de descoberta de novos horizontes”.

Neste ano, a recepção foi apresentada integralmente em português, respeitando a língua materna da maioria dos intercambistas. No total, 56 estudantes são de Portugal e dois originais de Cabo Verde. No semestre anterior, a maior parte dos estudantes também possuía o português como língua materna, representando 28 alunos.

A maioria dos intercambistas permanecerão no Brasil entre um e dois semestres, com exceção dos acadêmicos provenientes do Programa de Estudantes-Convênio de Graduação (PEC-G), que completam a graduação no país, considerados estudantes regulares. Neste semestre, apenas três estrangeiros entraram através do programa, dois de Cabo Verde e uma do Uruguai. A recepção destes estudantes foi realizada à tarde, em reunião particular. O PEC-G é destinado à formação e qualificação de estudantes de 59 países em desenvolvimento, dentre eles 27 nas Américas, 25 na África e 7 na Ásia, e oferece vagas gratuitas em cursos de graduação em instituições de ensino superior (IES) brasileiras.

Os demais estudantes fazem parte de programas bilaterais ou bolsas de estudos. Os programas bilaterais são parcerias entre a UFSC e universidades no exterior, onde universitários brasileiros e estrangeiros fazem mobilidade acadêmica durante um ou dois semestres da graduação com a cobertura de taxas acadêmicas que possam existir. As bolsas da Asociación de Universidades Grupo Montevideo (AUGM) e Programa de Intercâmbio Brasil-Colômbia (BRACOL) foram as únicas com alunos intercambistas neste semestre.

 

Erick Souza/Estagiário de jornalismo/Agecom/UFSC

Fotos: Ítalo Padilha/Agecom/UFSC