UFSC assina contrato para construção do Centro de Ciências, Tecnologias e Saúde em Araranguá

29/01/2018 15:03

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), por meio do reitor pro tempore Ubaldo César Balthazar, realizou no início da tarde desta segunda-feira, 29 de janeiro, a assinatura do contrato de execução da estrutura do prédio do Centro de Ciências, Tecnologias e Saúde (CTS03) do campus Araranguá, com a empresa Cassol Pré-fabricados LTDA, vencedora da licitação por Regime Diferenciado de Contratações Públicas (RDC).

A ordem de serviço será entregue às 11 horas desta quarta-feira, 31 de janeiro, em uma visita ao Campus Araranguá a ser feita pelo reitor e a equipe responsável pelo projeto. O valor da primeira etapa será de R$ 3.290.343,80 milhões e a obra terá área total de 6.400,00 m².

Segundo o pró-reitor de Administração, Jair Napoleão Filho, a empresa vencedora apresentou o maior desconto sobre o valor estimado. “Tivemos uma economia de 11% nesta etapa da obra, que estava orçada em R$ 3.697.015,51”, diz ele.

A expectativa, conforme o presidente da empresa Murilo Cassol, é de que a obra seja iniciada no próximo dia 1º de fevereiro. “A previsão é de que a fundação e a estrutura sejam concluídas dentro dos 210 dias, ou seja, com a possibilidade de entrega da primeira etapa em 29 de agosto deste ano”.

A obra do CTS03 será iniciada no bairro Mato Alto, local em que atualmente funcionam os cursos de pós-graduação da UFSC Araranguá. O prédio vai abrigar o novo curso de medicina da UFSC, criado em 14 de junho de 2017 e com possibilidade de abertura da primeira turma em Vestibular especial este ano, com início das aulas no segundo semestre de 2018.

A conclusão total da obra do CTS03 está prevista para ocorrer em 2021, entretanto, até lá, as aulas acontecerão na Unidade Jardim das Avenidas. Para Ubaldo, a assinatura do contrato representa um marco para o projeto de medicina da UFSC Araranguá. “Teremos na região uma experiência de ponta, com um ensino diferenciado que vai se refletir no salto de qualidade para a saúde no Sul de Santa Catarina”, salienta o reitor.

O valor total da etapa 1 da obra está empenhado e foi destinado à Universidade por meio de uma emenda parlamentar do deputado federal Jorge Boeira.

Nicole Trevisol / Jornalista Agecom / UFSC

Henrique Almeida / Agecom / UFSC