Administração Central apresenta mudanças no acesso ao Restaurante Universitário

23/01/2018 14:09

A Administração Central da UFSC apresentou na manhã do desta terça, 23, o novo sistema de acesso aos Restaurantes Universitários (RU). Os passes em papel serão extintos e em breve os usuários dos RU de todos os campi ingressarão para suas refeições a partir do uso de cartões de identificação unificada.

A novidade foi apresentada  em reunião entre a atual gestão da reitoria da UFSC e representantes do Diretório Central dos Estudantes (DCE). O encontro tinha como objetivo debater três itens: apresentação de relatório das refeições realizadas no RU do Centro de Ciências Agrárias (CCA); exposição do novo sistema de acesso e venda de passes para os RU de todos os campi; e, finalmente, exibição do andamento das reformas do RU do campus central, local da reunião.

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Avaliação do RU do CCA

A reunião iniciou com a avaliação da realização das refeições de todos os estudantes de Florianópolis no RU do CCA. Desde 9 de dezembro todos os estudantes que fazem suas refeições nos RU de Florianópolis passaram a realizá-las no CCA, localizado no bairro do Itacorubi, devido às reformas no RU da Trindade.

O pró-reitor de Assuntos Estudantis, Pedro Manique, apresentou os dados de refeições servidas, o aumento da demanda no período e as dificuldades sentidas quando do comprometimento da subestação da Celesc devido às fortes chuvas dos primeiros dias de 2018. Os estudantes que se manifestaram apontaram para a existência de problemas no princípio, mas afirmaram também que houve rápida solução destes e que há adequado andamento das atividades desde a oferta de ônibus próprio da universidade para o transporte nos horários das refeições.

Novo sistema de acesso e compra de passes dos RU da UFSC

O atual sistema de acesso ao maior RU da UFSC, o do campus central, possui a seguinte forma de funcionamento: o usuário dirige-se a um setor de compra de passes localizado ao lado do restaurante e adquire a quantidade de tíquetes que deseja. O pagamento é feito em dinheiro e conforme o valor de cada passe (estudantes, servidores e membros da comunidade externa pagam valores distintos). O passe é impresso em papel e, após a sua compra, o usuário o entrega a um trabalhador terceirizado na entrada do restaurante.

Pedro Manique iniciou a exposição sobre o novo sistema com uma informação importante: o Ministério Público tem alertado a universidade sobre o atual sistema de compra de passes. O uso de dinheiro diretamente para aquisição não pode ser realizado por funcionários públicos, bem como o transporte desses valores. Além disso, há o risco imanente ao manejo de valores consideráveis na dependência do campus. Há poucas semanas, no RU do CCA, houve um assalto à mão armada no local de venda de passes.

Diante desses problemas, o pró-reitor apontou que a administração central tem se debruçado sobre o tema e em fevereiro iniciará novo sistema, com a seguinte dinâmica: os usuários acessarão portal na internet, com seu cadastro de autenticação centralizada – já utilizado para matrículas e acesso a outros sistemas – e procederá à compra de passes. A aquisição será em número de unidades de escolha do comprador e o pagamento será feito a partir de uma Guia de Recolhimento Único (GRU) gerada no momento da compra e no valor dos passes, sem taxas por operação. O pagamento poderá ser feito em qualquer agência do Banco do Brasil ou por meios eletrônicos. A confirmação do pagamento, processada em até 48 horas, será convertida em saldo ao usuário, que poderá acessar ao RU com o reconhecimento do cartão junto a um leitor localizado nas catracas de entrada dos restaurantes universitários. Todo o novo sistema, de software a hardware, foi desenvolvido pela própria UFSC, o que reduziu o valor do projeto e isenta a instituição de taxas de manutenção, por exemplo, além da autonomia em eventuais ajustes.

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

No momento da entrada, o usuário terá acesso ao seu saldo e será identificado em tela, para controle social. Os créditos são de uso pessoal e intransferíveis e cada usuário terá acesso uma vez em cada refeição. Aqueles que têm isenção não terão de realizar nenhum procedimento, pois os créditos referentes a almoço e jantar serão automaticamente inseridos, mês a mês, no período de vigência da isenção. Os usuários visitantes receberão cartões provisórios.

Todos receberão, no princípio do uso do novo sistema, um novo cartão gratuitamente e as eventuais perdas de cartões não implicarão em perda de créditos, pois estes são registrado no sistema, não nos cartões de acesso.

Alguns estudantes fizeram questionamentos acerca do funcionamento do novo sistema, como a transferência de créditos entre usuários e os problemas que poderão surgir diante do tempo de confirmação de pagamento das GRU. Diante dessas questões, Pedro Manique informou que se estuda a possibilidade de todos os usuários terem um crédito inicial de 14 ou 20 refeições, que permitiria a todos terem acesso ao RU, mesmo quando as GRU forem pagas em vésperas de grandes feriados, por exemplo.

Sistema inicia já em 2018.1 em três campi

O pró-reitor de Assuntos Estudantis informou que novo sistema entrará em vigor primeiro nos campi de Blumenau e Joinville. Além de menores, esses dois campi possuem peculiaridades que auxiliam no princípio do novo sistema de acesso. Blumenau inaugurará seu RU em fevereiro próximo e Joinville iniciará um novo contrato para o serviço no mesmo período.

Nesse primeiro momento, todo o sistema estará em prova, e seus ajustes permitirão que seja implementado nos demais campi, como Araranguá, que deve também passar ao novo sistema ainda no semestre 2018.1. Não há previsão para a adoção do sistema no RU do campus Trindade, que será o último dos restaurantes a ser inserido no novo modelo.

Outro motivo que pesa em favor desses campi é referente ao atual funcionamento de venda de tíquetes, que já é realizado com o pagamento de GRU. A diferença é que até o momento os usuários devem imprimir a GRU e levá-la ao RU para receberem os passes em papel que são entregues para a entrada nos restaurantes. Com o novo sistema, o usuário pode realizar a compra de passes de qualquer local com acesso à internet e seu ingresso se dá com o uso de sua carteira de identificação da UFSC.

Pedro finalizou sua exposição afirmando que o novo sistema está em fase final de testes e em breve será lançado. O pró-reitor destacou ciência de que o sistema deverá sofrer ajustes que se fizerem necessários, e que somente serão perceptíveis a partir do início das operações. Esses ajustes, no entanto, serão facilitados pela propriedade integral da UFSC na formulação e execução de todo o sistema, sem necessidade de licitações para manutenção ou adaptações.

Visita às obras no RU do campus central

A reunião finalizou com a visita dos presentes às instalações do RU da

Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC

Trindade. Maria das Graças Martins, diretora do RU, guiou todos aos locais de reforma, explicando o que já foi realizado e o que está em curso. A previsão é que o RU volte às operações normais em 15 de fevereiro, início do período letivo do Colégio de Aplicação e onze dias antes do princípio do primeiro semestre letivo dos cursos de graduação.

Estiveram também presentes na reunião o reitor pró-tempore, Ubaldo Cesar Balthazar, o chefe de Gabinete, Áureo Mafra de Moraes e o diretor-geral do Gabinete da Reitoria, Alvaro Lezana, além dos representantes do DCE.

Gabriel Martins/Agecom/UFSC