Última sessão do CUn aprova ‘Centro de Cultura e Eventos Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo’

21/12/2017 12:33

O Conselho Universitário (CUn), reunido em sessão ordinária nesta terça-feira, 19 de dezembro, última reunião do ano, apreciou os seguintes pontos de pauta: abaixo-assinado para nomear o “Centro de Cultura e Eventos Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo”; revisão da Resolução Normativa nº 42/2014/CUn, referente à criação e regulamentação da Corregedoria da UFSC; Plano Anual de Atividades de Auditoria Interna 2018; proposta de Moção em defesa do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid); orçamento da UFSC para 2018; relato da comissão constituída sobre levantamento dos fatos relacionados ao processo que deu origem à operação Ouvidos Moucos da Polícia Federal; e dois anos de adesão do Hospital Universitário à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Quanto ao primeiro ponto da ordem do dia, homenagear o reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, falecido em 2 de outubro deste ano, com a inclusão de seu nome no Centro de Cultura e Eventos, em reunião anterior foi pedido vistas do processo pela conselheira e representante dos estudantes Taylana Ramos Pirocca. A aluna apresentou uma proposta alternativa, em relação ao parecer do conselheiro Walter Quadros Seiffert, que seria a realização de um ciclo de palestras, por parte da UFSC, no semestre que vem, com palestras que abordem o assunto de saúde mental, em específico os que abordem a temática de suicídio, depressão e ansiedade no contexto do cotidiano acadêmico. Além de ampla consulta à comunidade acadêmica, referentes à nomeação do Centro de Cultura e Eventos. Ressaltou que “não é um parecer contrario, é apenas alternativo, e que visa demandas necessárias antes que seja deliberado”. Seu pedido não foi aceito e os membros foram favoráveis a proposta do professor Walter Seiffert.

Na sequência, a proposta de moção em defesa do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid), do conselheiro Jhonathan Facin de Moura, foi aprovada por unanimidade. O proponente deixa claro que a minuta visa à “permanência do Pibid, que é muito importante para os estudantes da maneira que é colocado hoje e não com a redução, como é pensado pelo MEC”.

O conselho também avaliou e aprovou por unanimidade o Plano Anual de Atividades de Auditoria Interna (PAINT 2018), de relatoria de José Geraldo Mattos. O orçamento da UFSC para o ano de 2018, assunto de extrema importância para a instituição, entrou na parte de informes. Foi apresentado por Vladimir Arthur Fey, secretário de Planejamento e Orçamento. Neste momento foi feita uma exposição, os dados finais serão entregues em breve.

Acompanhe na íntegra a última sessão do CUn neste link.

Agecom/UFSC