‘Vigília democrática’ nesta quarta demanda ao Conselho Universitário consulta pública para reitor

31/10/2017 17:37

A Comissão de Mobilização Unificada da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) organiza, nesta quarta-feira, 1º de novembro, uma “vigília democrática” para demandar ao Conselho Universitário (CUn) a realização de consulta à comunidade universitária para o cargo de reitor(a). A comissão é composta por docentes, técnicos e estudantes da universidade, que estarão reunidos a partir das 13h, no hall da reitoria. 

A reunião do CUn nesta quarta-feira está marcada para as 14h, quando estará em pauta a “apreciação sobre os procedimentos para organização de lista tríplice para nomeação de reitor em decorrência da vacância do cargo”. Segundo a Comissão, “o assunto é de interesse de toda a comunidade universitária e não pode ser decidido por meio indireto. Deve ser debatido e definido publicamente. A mobilização é essencial para a manutenção da democracia e autonomia da comunidade universitária”.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação das Instituições Públicas de Ensino Superior do Estado de Santa Catarina (Sintufsc), a Associação Nacional dos Docentes de Ensino Superior (Andes-SC) e o Diretório Central dos Estudantes (DCE) apoiam as mobilizações desta quarta. “Defendemos a eleição direta para o cargo de reitor e também o voto paritário para todos. Essa sempre foi a posição de categoria”, afirma Celso Ramos Martins, coordenador geral do Sintufsc. A entidade também solicitou ao Conselho a permissão para se manifestar durante a sessão para a leitura de uma nota elaborada pelo grupo “Floripa contra o estado de exceção”, constituído recentemente para lutar contra ações policiais e judiciais abusivas. O texto está disponível aqui.

Para o professor Paulo Marcos Borges Rizzo, diretor de imprensa do Andes-SC, a pauta do Conselho requer a participação de todos: “Como o CUn vai discutir uma substituição na reitoria, avaliamos que isso deve ser discutido com toda a comunidade universitária. A ideia é sensibilizar o Conselho a não tomar uma decisão precipitada, sem a participação da comunidade. Se temos a tradição de escolha de reitores pelo voto direto e chegamos a uma situação em que será necessária uma nova definição, essa consulta deveria ser feita novamente.”

A convocação da sessão do CUn foi assinada por Ubaldo César Balthazar, novo reitor em exercício a partir desta terça-feira, 31 de outubro, após o afastamento para tratamento de saúde da reitora em exercício, Alacoque Lorenzini Erdmann. Ubaldo foi escolhido para ocupar o cargo por ser o docente mais antigo do CUn. Atual diretor do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), o professor atua na universidade desde 1978.

Sobre a Comissão

A Comissão de Mobilização Unificada foi formada no dia 12 de outubro de 2016, após uma reunião com ampla participação das três categorias da comunidade universitária. Conforme informa o site do grupo, a comissão constituiu-se como um espaço horizontal e participativo, sem hierarquias, com o objetivo de lutar contra retrocessos na educação.

Mais informações no Facebook.