Semana Campus Lixo Zero UFSC traz boas práticas para a gestão de resíduos

25/10/2017 12:50

Uma semana repleta de atividades para debater, conscientizar e aprender sobre boas práticas em torno da gestão e do gerenciamento de resíduos. O lixo é o tema central em diversos eventos que acontecem em Florianópolis esta semana e, um deles, promove atividades com a comunidade interna e externa na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). A 3ª edição da Semana Campus Lixo Zero UFSC iniciou no dia 23 de outubro com a conferência PLANETA.doc e segue até sexta-feira, 27 de outubro, com palestras, oficinas, visitas técnicas e mutirão de conscientização.

Durante a abertura, ocorrida na manhã de terça-feira, 24 de outubro, no Auditório do CCE, o coordenador de Gestão Ambiental, Rogério Portanova, é a juventude que, de fato, faz com que os projetos em torno da conscientização ambiental funcionem. “Estamos diante de um novo paradigma, precisamos debater um modelo diferente em que o velho paradigma dê espaço para o novo repensando a ciência, a pesquisa e a sociedade”.

Para a representante da Pró-reitoria de Pesquisa (Propesq) e da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), Camila Pagani, é necessário promover iniciativas como essa a partir da UFSC para, em seguir, expor à comunidade. “O assunto lixo zero está em discussão em outras localidades do país e a SNTC participa como forma de incentivar esse tipo de ação”.

Após a abertura os presentes participaram da Mesa Redonda sobre ‘Coleta Seletiva’. Nelson Barbosa, da Universidade Federal de Uberlândia (UBU), e Sara Meireles e Thaianna Cardoso, da UFSC, levaram ao público as práticas de gestão dos resíduos realizadas nas universidades. Geraldo Antônio Reichert, engenheiro sanitário na Prefeitura de Porto Alegre, apresentou o modelo de logística de coleta seletiva no município, iniciado em17 de junho de 1990, e abordado como o primeiro ser realizado no Brasil.

Belinda Cunha, do Programa de Pós-graduação em Ciências Jurídicas da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), abordou a relação entre a crise ambiental e a corrupção no país e como esses fatores comprometem a seriedade com que devem ser tratados os rejeitos.

Para Djesser Zechner Sérgio, membro da Coordenadoria de Gestão Ambiental (CGA) da UFSC e mediador do debate, há uma forte relação entre coleta seletiva, crise ambiental e aterros sanitários. “É necessário e emergencial reduzirmos a quantidade de resíduos por meio de gestão eficiente. Na Grande Florianópolis são levados 1,2 tonelada/mês para o aterro sanitário de Biguaçu, no verão esse montante sobe para 2,1 toneladas/mês”.

Neste viés, o debate reforçou a importância da coleta seletiva, a sua formalização e dos catadores. “Pudemos ver modelos implantados na UFSC e na UFU que estão dando certo e podem servir de exemplo para as cidades brasileiras”, reforça Djesser.

A 3ª edição da Semana Campus Lixo Zero UFSC é organizada pela CGA em conjunto com o Setor de Resíduos da UFSC.

MODELO DE COLETA SELETIVA – UFSC

Sara Meireles e Thaianna Cardoso, membros da Comissão Permanente de Sustentabilidade da UFSC, relataram os caminhos percorridos na universidade até a construção do Plano de Logística Sustentável (PLS 2017). “A Coleta Seletiva Solidária da UFSC é uma conquista da comunidade interna e externa. Em 2013 desenvolvemos o Plano de Gerenciamento de Resíduos Sólidos, sendo que a primeira universidade federal a desenvolver esse tipo de ação”, relata Thaianna. Diversas ações foram implantadas para que a Coleta Seletiva fosse institucionalizada na UFSC. “O Plano está se tornando a política sustentável da UFSC. Coletores sinalizados foram colocados no campus, sinalização educativas nas salas, 24 papa-pilhas, coleto de vidro, capacitação de servidores, treinamento com seis mil estudantes, oficinas e conversas com a empresa terceirizada para que todos compreendam e participem da Coleta Seletiva”, enumera Sara.

Saiba mais sobre o PLS e o projeto UFSC Sustentável no site oficial e no Facebook.

Confira a programação completa da Semana Campus Lixo Zero abaixo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Nicole Trevisol/Jornalista da Agecom/UFSC

Jair Quint/Fotógrafo da Agecom/UFSC