Núcleo lança livro ‘Territórios do Axé’, sobre mapeamento dos terreiros na região de Florianópolis

18/09/2017 16:33

Um convênio entre UFSC e IPHAN resultou no livro Territórios do Axé: religiões de matriz africana em Florianópolis e municípios vizinhos, organizado pelo Núcleo de Estudos de Identidades e Relações Interétnicas (NUER). O livro foi entregue durante seminário no Templo Ecumênico da UFSC, no sábado, 16 de setembro, às lideranças religiosas presentes e demais autoridades, e deverá ser encaminhado às instituições catarinenses diretamente envolvidas com as religiões afro-brasileiras.

Em breve um PDF do livro estará disponível no site http://kadila.net.br/territorios-do-axe/

O projeto “Territórios do Axé: religiões de matriz africana em Florianópolis e Municípios Vizinhos”, realizado pelo NUER, foi coordenado pela professora do Departamento de Antropologia Ilka Boaventura Leite, e contou com uma equipe de mais de 40 pessoas, entre professores de diversos departamentos, estudantes de pós-graduação e graduação, militantes afro-religiosos e, principalmente, o povo de santo. 

Livro ‘Territórios do Axé’ foi entregue durante seminário. Foto: NUER/UFSC.

O livro contém o levantamento das religiões de matriz africana realizada em Florianópolis, São José, Biguaçu e Palhoça. A publicação contem também um levantamento das principais modalidades de práticas religiosas, a história da formação das casas religiosas, um perfil das lideranças e demais informações que ressaltam a importância do patrimônio material e imaterial dessas instituições.

A pesquisa rompe o enorme silêncio sobre as religiões de matriz africana em Florianópolis e arredores. O projeto procurou enfatizar, por um lado, a presença efetiva dessas manifestações religiosas, a diversidade e a riqueza do seu patrimônio cultural; por outro, revelou a persistência da discriminação, do preconceito e do racismo, que, de várias formas, impedem o efetivo reconhecimento destas religiões como um dos direitos inscritos na Constituição Brasileira.

Durante o seminário foi realizada uma cerimônia religiosa de abertura para saudar esse importante momento e conquista para a comunidade de santo da cidade. Após a manifestação das autoridades presentes, a equipe fez uma breve apresentação dos resultados do projeto e cada casa receberam uma cópia do livro contendo o relatório final do trabalho realizado.