Mais de 1.300 visitantes aproveitam o primeiro dia de gratuidade nas Fortalezas da UFSC

09/08/2017 15:39

Mais de 1.300 pessoas aproveitaram o primeiro domingo de gratuidade, 6 de agosto, nas Fortalezas da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). São José da Ponta Grossa, na Praia do Forte, obteve o maior número de visitantes, 1.143; seguido de Santa Cruz de Anhatomirim, com 184; e Santo Antônio de Ratones, com 51. O total de visitantes nas três fortalezas foi de 1.378 pessoas. Ano passado, no primeiro domingo de agosto, e sem a entrada gratuita, as fortificações receberam, respectivamente, 46, 59 e nenhuma visita. O próximo domingo de gratuidade será no dia 3 de setembro.

Muitos aproveitaram o primeiro domingo de agosto, de acesso livre às fortalezas, para passear com a família, fazer piqueniques e conhecer as construções. O objetivo da gratuidade é incentivar as pessoas a visitarem as fortalezas e, assim, aprender um pouco mais sobre a história de Santa Catarina. Os dias de gratuidade serão sempre no primeiro domingo de cada mês, de março a novembro. As fortalezas de São José da Ponta Grossa, Santa Cruz de Anhatomirim e Santo Antônio de Ratones são administradas pela UFSC, via Coordenadoria das Fortalezas de Santa Catarina (CFISC), vinculada à Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte).

Gratuidade durante todo o ano

Crianças menores de cinco anos e idosos a partir de 60 anos tem direito a gratuidade durante todo o ano. Turmas de alunos do ensino público também têm acesso gratuito para visitar as fortalezas, porém é necessário solicitar o beneficio antecipadamente à UFSC. Todos os estudantes têm direito à meia-entrada. Os ingressos custam R$ 8,00 e R$ 4,00 (meia). Para quem visita Anhatomirim e Ratones, há a possibilidade de adquirir o ingresso duplo, com direito à entrada nas duas fortalezas, ao custo de R$ 10,00 e R$ 5,00 (meia).

Ensaios e traslado para as ilhas

Ensaios fotográficos são permitidos, mas é preciso se inscrever no edital disponível no site das Fortalezas da UFSC e ter a sessão de fotos liberada. A universidade não é responsável pelo transporte até as ilhas de Anhatomirim e Ratones Grande, o que é feito por empresas privadas. A Fortaleza de São José da Ponta Grossa tem acesso por terra.

Mais informações pelo e-mail  ou pelo telefone (48) 3721-8302.