Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades promove debate sobre cura homossexual e trans

16/05/2017 10:40

A Secretaria de Ações Afirmativas e Diversidades (Saad/UFSC) realiza, no dia 17 de maio, a mesa de debates “Cura ou não cura? Debates sobre a patologização da homossexualidade e das identidades trans”, às 19h, no auditório do Centro de Filosofia e Ciências Humanas (CFH). A comunidade em geral está convidada a participar e contribuir nesta data importante para o reconhecimento internacional das identidades não normativas.

O intuito do evento é dar visibilidade e ampliar os debates nas questões relacionadas às diversidades sexuais e gênero. E tratar abertamente os processos históricos e sociais do Código Internacional de Doenças (CID) referente às homossexualidades e transsexualidades, trazendo uma perspectiva sobre o contexto brasileiro atual e os recentes ataques a resoluções consolidadas sobre o tema.

A mesa será composta por reconhecidas militantes do movimento LGBT, professores e membros do Conselho Regional de Psicologia, e os seguintes temas serão abordados:

– Guilhermina Cunha – CMDLGBT – a luta e os processos sociais que levaram a esta data;
– Lirous K’yo Fonseca – ADEH – a patologização da homossexualidade e das identidades trans: ameaças e consequências;
– Eduardo Meinberg de Albuquerque Maranhão Filho – História – os rituais de cura de homossexuais, travestis e transexuais;
– Daniel Kerry – CRP- Ameaças à Resolução CFP nº 01/1999 e as (im)permanências da patologização das homossexualidades: desafios para a psicologia brasileira;

O debate será moderado pelo psicólogo Ematuir Teles de Sousa, membro do CMLGBT e presidente da Comissão de Direitos Humanos do CRP-12.

Mais informações no site da Saad.