Projeto ‘Rota Segura’ busca melhorias na segurança da UFSC

13/04/2017 16:34

Casos de violência e assaltos à mão armada crescem em Florianópolis e para oferecer mais segurança à comunidade da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Secretaria de Segurança Institucional (SSI) do campus desenvolve o projeto “Rota Segura”. A ideia é melhorar a iluminação e o monitoramento de câmeras em determinadas vias da Universidade.

Secretaria de Segurança Institucional UFSC. Foto: Jair Quint

Secretaria de Segurança Institucional UFSC.
Foto: Jair Quint

O intuito é reforçar o monitoramento nas três principais entradas da UFSC e pela via que passa pelo Centro de Desportos (CDS) e sai no bairro Pantanal, evitando que os alunos peguem atalhos escuros e mais perigosos. A proposta também envolve rondas táticas e vigilância.

O secretário de Segurança Institucional, Leandro Luiz Oliveira, diz que “a rota segura não pode garantir 100% da segurança, mas tenta evitar que os alunos passem por locais mais escuros quando cortam caminho por aí na madrugada, o que é muito comum”. Além disso, ele ressalta que há pedido de apoio à Polícia Federal, para que façam rondas ao redor do campus oferecendo segurança também aos estudantes, professores e servidores, fora da UFSC. Ao todo, a Universidade conta com 1.406 câmeras em todos os campi e só no campus de Florianópolis possui 1.300.

Foi anunciado, em um primeiro momento, que seria possível divulgar as imagens aos alunos, para que cada acadêmico pudesse acessá-las com seu número de matrícula. No entanto, em consulta a especialistas do Centro de Ciências Jurídicas (CCJ), a Administração Central resolveu adotar a medida de que as imagens ficarão apenas com a Secretaria de Segurança, preservando o direito de privacidade. A central de monitoramento funciona 24 horas por dia, no prédio da SSI, próximo ao portal de acesso à UFSC pela Trindade.

Neste ano, a secretaria conta com ajuda tecnológica de drones que sobrevoam o campus captando imagens aéreas, também receberam 25 câmeras que estão sendo instaladas nos portais e vias principais e a secretaria está formulando um guia com a rota mais segura para o deslocamento da comunidade dentro da UFSC. “A gente depende das instalações dos pontos de redes para então instalar as câmeras. Se os pontos de redes foram instalados num dia, no outro as câmeras já estão fixadas, mas isso não depende de nós, só que estamos cobrando para que seja o mais rápido possível”, disse o secretário Leandro.

Os pontos que receberão as novas câmeras são:

- Portal da Carvoeira

- Guarita da Carvoeira

- Entrada do Departamento de Química

- Entrada do Fórum (Centro de Ciências Jurídicas)

- Rua Delfino Conte (Entrada da Biblioteca Universitária)

- Entrada do Departamento de Fiscalização de Obras e Departamento de Projetos de Arquitetura

- Prefeitura Universitária e Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia.

- Entrada Sindicato e bloco de Engenharia Sanitária

- Portal do Pantanal

- Saída de pedestres do Centro de Desportos para o Pantanal

- Trilha com saída na rótula da Eletrosul

- Trilha com saída na Elase

- Em frente ao Centro de Filosofia e Ciências Humanas

- Em frente ao Colégio de Aplicação

- Em frente ao Centro de Comunicação e Expressão

- Entrada e saída do estacionamento do Centro Sócio-Econômico

- Próximo as quadras de tênis do Centro de Desportos

- Próximo à rótula da reitoria pelo Centro de Desportos

 

Manuella Mariani/Estagiária de Jornalismo/Agecom/UFSC