UFSC recebe prêmio na categoria objeto inusitado no 12º Congresso Brasileiro de Pregoeiros

21/03/2017 13:37
Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Você sabia que a UFSC, por meio do Departamento de Licitações (DPL), viabiliza o transporte de água salgada do Centro de Ciências Agrárias (CCA), no Itacorubi, até o Centro de Ciências Biológicas (CCB), na Trindade? O feito rendeu à Universidade o prêmio na subcategoria “Pregão com o objeto mais inusitado” da 11ª edição do Concurso 19 de Março, criada em 2007 pelo Grupo Negócios Públicos com o objetivo de valorizar o trabalho dos Pregoeiros. O anúncio dos vencedores ocorreu durante a cerimônia de abertura do 12º Congresso Brasileiro de Pregoeiros, que segue até o dia 23 de março em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Escolhida por voto popular realizado pela internet, a UFSC disputou a premiação nessa subcategoria com outras três instituições. Obteve 58,6% dos votos registrados. Durante o período de votação, as instituições que disputam entre si não são divulgadas ao público. Desde 2015, o Centro de Ciências Biológicas (CCB) apresenta a demanda por transporte de água salgada – proveniente da Estação de Aquicultura do Centro de Ciências Agrárias (CCA) da Universidade – até seus laboratórios. “O pedido surgiu diante da inexistência de serviço especializado na Universidade, visto que os caminhões do setor de transporte da instituição não são adequados para o transporte de água do mar”, afirma o diretor do DPL, Ricardo Porto. A UFSC recebeu a premiação pelas mãos das pregoeiras Graice de Faria e Meryellem Yokoyama Neves. A água salgada é utilizada por sete laboratórios, em atividades que envolvem a manutenção de moluscos, algas, ostras, camarões, peixes e outros organismos marinhos, de modo a viabilizar o ensino e a pesquisa no âmbito do pós-doutorado, doutorado, mestrado, graduação e iniciação científica. “A participação deste concurso foi decidida de maneira coletiva, pelo grupo de servidores lotados no DPL e de modo, especial, a caracterização e escolha deste objeto e a a disputa nesta subcategoria foi uma aposta do administrador Erik Persson Souza, gestor de Apoio Administrativo do Departamento, que vislumbrou um potencial deste objeto para competir em tal subcategoria, considerando que esta demanda foi objeto de um pregão eletrônico replicado por três vezes ao longo do ano de 2016, cuja condução fora feita pelo pregoeiro Diego Rosa Ossanes e, mostrou-se bastante inusitada e peculiar”, destaca Porto.

Foto do Troféu

Foto: Divulgação

Sobre o Prêmio 19 de Março A premiação ocorre anualmente durante o Congresso Brasileiro de Pregoeiros. Único do gênero, o prêmio recebe artigos e trabalhos realizados por profissionais de todo o país. Ao todo, são cinco categorias e 17 subcategorias para premiar  Pregoeiros e órgãos públicos, valorizando os trabalhos e incentivando os profissionais que transformam e dinamizam o fenômeno das compras governamentais. “Não podemos deixar de agradecer a todos os técnicos-administrativos e docentes da UFSC que votaram em nosso categoria e, também, ao nosso pró-reitor de Administração, Jair Napoleão Filho, grande incentivador da equipe e que sempre se mostrou apoiador de nossas iniciativas e, nesta extensão, agradecer toda a Gestão da UFSC, que acredita em nosso trabalho e no esforço desta equipe”, finaliza Porto.

Foi a primeira vez que a Universidade, por meio do Departamento de Licitações (DPL), participou do Concurso 19 de Março. Confira as categorias em que concorreu:

1- Categoria: Editais

Subcategoria: Melhor Edital de Pregão;

2 – Categoria: Pregão

Subcategoria: Pregão com o Objeto mais inusitado

3 – Categoria: Pregoeiro

Subcategoria: Pregoeiro com o maior número de pregões realizados sem interposição de recursos;

4 – Sistemas de Pregão Eletrônico

Subcategoria: Maior número de pregões realizados e concluídos em 2016.

 

Link do evento: http://www.negociospublicos.com.br/congresso/

Com informações do Departamento de Licitações da UFSC