UFSC recepciona 154 intercambistas de 20 países neste semestre

03/03/2017 12:37
© Pipo Quint / Agecom / UFSC

Reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo dá as boas-vindas aos alunos internacionais da UFSC.

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) receberá 154 intercambistas de 20 países neste início de semestre. A equipe da Secretaria de Relações Internacionais (Sinter) deu as boas-vindas oficiais ao grupo na manhã desta sexta-feira, 3 de março, no Auditório da Reitoria, em Florianópolis.

O secretário de Relações Internacionais da Universidade, Lincoln Fernandes, conversou em inglês com os estudantes, que permanecerão na instituição durante os próximos quatro meses. O número de intercambistas de cada país foi anunciado pelo secretário, de forma pausada e descontraída, com salva de palmas e sorrisos por todo o auditório. “Estamos felizes por recebê-los. Que vocês possam aproveitar muito a estadia nessa ilha maravilhosa”, disse.

Fernandes apresentou um vídeo institucional e falou sobre as praias de Florianópolis. Dicas sobre como evitar entrar no mar após ingerir bebida alcoólica, ter cuidado ao andar em pedras, fazer trilhas com o acompanhamento de instrutores locais e usar protetor solar foram repassadas. O reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo afirmou que vivemos tempos difíceis, particularmente com relação ao trânsito de estrangeiros entre países, e destacou a presença da UFSC em Blumenau, Joinville, Araranguá e Curitibanos, cidades fundadas por descendentes de alemães, italianos, poloneses e japoneses. “Para nós, todas as pessoas são iguais, independentemente de onde venham. As demarcações de territórios são apenas construções históricas para separar as pessoas. O importante para nós é que, a partir desse momento, vocês são estudantes da Universidade Federal. Se entreguem ao ensino, à pesquisa e a tudo de bom que há na Universidade, na nossa cidade, no nosso estado e no nosso país”, afirmou.

Momento de descontração durante a recepção aos intercambistas da UFSC.

Momento de descontração durante a recepção aos intercambistas da UFSC.

A coordenadora de Programas Internacionais da UFSC, Elenir Vieira, compartilhou informações úteis aos calouros internacionais durante a estadia. Entre os assuntos abordados, a importância da regularização junto à Polícia Federal, orientações sobre matrícula e acesso ao Restaurante Universitário (RU), à Biblioteca e ao Hospital Universitário (HU). “Quanto mais estudantes internacionais, mais internacionalizada está a Universidade”, avaliou Elenir, que ressaltou a acolhida da Sinter a qualquer necessidade ou dúvida que possa surgir.

“Como universidade, precisamos formar cidadãos planetários. É muito importante a presença de vocês na nossa instituição. Com ela, podemos intensificar a formação de universitários que tenham uma formação crítica sobre a realidade dos diferentes continentes”, afirmou a vice-reitora, Alacoque Lorenzini Erdmann. A coordenadora do Núcleo de Ensino e Pesquisa de Português (Nuple), Donesca Xhafaj, e a professora do Departamento de Educação Física, Daniele Detânico, também esclareceram questões relacionadas a cada área ao grupo.

Os estudantes chegaram à Universidade por meio dos programas Incoming, Bracol, Bramex, AUGM e Leiden. O Incoming recebe alunos de instituições conveniadas com a UFSC por meio de acordos bilaterais, sem o pagamento de bolsas. Os demais são programas dos quais a Universidade faz parte, por meio da recepção e envio de estudantes, e há auxílio financeiro. A maioria dos intercambistas é natural da França e de Portugal.

Confira no gráfico a distribuição geográfica dos novos alunos internacionais da UFSC:

Gráfico alunos internacionais

 

 

 

 

 

 

 

 

Bruna Bertoldi Gonçalves / Jornalista / Agecom / UFSC

Fotos: Pipo Quint / Fotógrafo / Agecom / UFSC