Campus UFSC Blumenau dá as boas-vindas aos calouros

10/03/2017 10:54

Vice-reitora Alacoque Lorenzini recepciona novos estudantes no campus UFSC Blumenau. (Foto: Divulgação/UFSC Blumenau)

Os corredores da Sede Acadêmica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em Blumenau ganharam vida, nessa segunda-feira, dia 6, com o retorno do ano letivo e a recepção aos calouros de graduação. Com cerca de 250 novos alunos dos cursos de Licenciatura em Matemática e Química e das Engenharias de Controle e Automação, Têxtil e Materiais, o campus Blumenau agora conta com mais de 1000 estudantes matriculados regularmente.

Com uma programação que se dividiu entre a manhã e a noite, os novos membros da comunidade acadêmica foram saudados pela vice-reitora da universidade, Alacoque Lorenzini Erdmann; pelo pró-reitor de Pesquisa, Sebastião Roberto Soares; pelos diretores do campus, João Luiz Martins e Ana Julia Dal Forno; pelos chefes dos Departamentos, Luiz Rafael dos Santos (CEE) e Alex Sandro Roschildt Pinto (ENG); e pelos coordenadores dos cursos, André Vanderlinde da Silva (MTM), Lidiane Meier (QMC), Rita de Cassia Siqueira Curto Valle (ETX), Johnny De Nardi Martins (EMT) e Ebrahim Samer El Youssef (ECA). Participaram ainda os representantes dos Centros Acadêmicos (CAs), Diretório Central dos Estudantes (DCE), do Núcleo de Apoio Estudantil (NAE), do Núcleo Pedagógico (NUPE) e da Biblioteca Setorial.

Diretor João Martins fala aos calouros do campus UFSC Blumenau. (Foto: Divulgação/UFSC Blumenau)

Após a exibição de um vídeo institucional, as autoridades destacaram a importância dessa etapa na formação dos futuros profissionais. A vice-reitora evidenciou que, apesar de 90% das matrículas do ensino superior do Brasil estarem na rede privada, a produção de ciência e tecnologia concentra-se nas instituições públicas. Com isso, Alacoque enfatizou a necessidade de ampliar a verticalização da universidade através dos programas de pós-graduação (mestrado e doutorado) e ressaltou o papel fundamental dos alunos na melhoria e ampliação da pesquisa no país.

Complementando a fala da vice-reitora, o pró-reitor de Pesquisa, Prof. Sebastião, demonstrou aos calouros como funciona o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), além das demais ferramentas de fomento à atividade na instituição e as metodologias atualmente disponíveis.

O diretor do campus Blumenau, João Martins, frisou a qualidade do corpo docente à disposição dos alunos, composto majoritariamente por doutores, em contrapartida à jovialidade da estrutura da universidade na região. Oriundo do curso de Licenciatura em Matemática, Martins afirmou que “não há coisa mais gratificante do que receber os alunos em seu primeiro dia de aula. Ser professor é determinante para um País, independentemente do nível escolhido. Cabe a todos nós lutarmos pela carreira docente em todas as suas esferas”. O diretor também falou do caráter contemporâneo dos projetos pedagógicos dos cursos de graduação do campus e da necessidade de exercitar um olhar sistêmico na educação: “ser professor é buscar alternativas”, concluiu.

Alunos recebem orientações durante recepção aos calouros em Blumenau. (Foto: Divulgação/UFSC Blumenau)

Orientações para o cotidiano acadêmico

Mais do que retratar a instituição, a recepção aos calouros é um momento para acolher e sanar dúvidas sobre o novo cotidiano que se apresenta aos estudantes. Por isso a equipe de técnicos-administrativos em educação que atuam na Secretaria Acadêmica, nos Núcleos de Assistência Estudantil, Pedagógico e na Biblioteca Setorial passaram algumas informações importantes durante o evento.

Procedimentos como solicitação de matrículas, ajustes, requerimentos para bolsas, auxílios para alimentação, pesquisas de perfil socioeconômico e cultural, busca de publicações e acesso às bases de dados para estudos e atividades complementares programadas para o semestre foram apresentados.

 

Texto e fotos: Comitê de Comunicação / UFSC Blumenau