Núcleo de Estudos Açorianos promove encontro de terno de reis nesta sexta

05/01/2017 08:12

Sem título-1Seis de janeiro é uma data especial para os descendentes de açorianos, pois se comemoram o Dia de Reis e, também, a chegada dos primeiros emigrantes açorianos a Nossa Senhora do Desterro, no ano de 1748. A tradição de comemorar e celebrar o Dia de Reis é uma herança que os portugueses trouxeram para o Brasil, uma manifestação religiosa e muito popular. No litoral catarinense essa tradição chegou com os açorianos no século XVIII e está muito presente de norte a sul.

Folia de Reis, Reisado, ou Festa de Santos Reis é uma manifestação cultural religiosa festiva, classificada como folclore e praticada pelos adeptos e simpatizantes do catolicismo, no intuito de rememorar a atitude dos Três Reis Magos — que partiram em uma jornada à procura do esconderijo do Prometido Messias (O Menino Jesus) para prestar-lhe homenagens e dar-lhe presentes. Fixado o nascimento de Jesus a 25 de dezembro, adotou-se a data da visitação dos Três Reis Magos como sendo o dia 6 de janeiro.

Em termos musicais, os instrumentos usados nas cantorias são praticamente os mesmos, podendo variar de um grupo para outro. Outra característica importante é a presença de um mestre folião, que é o responsável pela criação dos versos, depois repetidos pelos foliões (coro), no qual há uma voz especial que dá o tom diferenciado da cantoria. Por isto é chamado de Terno: são as três vozes da Cantoria.

Para celebrar a data, na sexta-feira, 6 de janeiro, o Núcleo de Estudos Açorianos da UFSC promove o “Encontro Terno de Reis”, na Catedral Metropolitana. Quatro grupos vão participar do evento:

Terno de Reis Amigos da Barra do Sul (Sul da Ilha de Santa Catarina/Florianópolis), o grupo também canta a Folia do Divino Espirito Santo, reúne-se todos os anos para percorrer a casas cantando o terno de Reis, Terno de Santo Amaro e terno de São Sebastião.

Terno de Reis do “Seo” Lili da Rabeca, (Pântano do Sul, Florianópolis) um dos mais antigos foliões e repentistas dos Ternos de Reis e Cantador das Folias do Divino Espirito Santo de Florianópolis. Também reza as novenas para o Espirito Santo e Santa Cruz em Latim.

Terno de Reis do Sambaqui (Bairro de Sambaqui em Florianópolis), terno que percorre as casas na véspera de Natal cantando o Terno de Natal e da mesma forma na véspera do dia de Reis percorre as residências cantando o Terno de Reis. É uma tradição no bairro, localidade que preserva muitas heranças culturais que os açorianos nos deixaram.

Terno Reis do Oriente (cidade de Içara). Um grupo formado por uma mesma família que vem repassando esta tradição de pai para filho, todos os anos percorre as casas na véspera de Natal anunciando o nascimento de Jesus. No dia seis de janeiros, todos os anos, realizam uma grande missa de Reis na localidade de Balneário Rincão e após a missa saem em cantoria pelas casas da região.

Serviço:

Encontro de Terno de Reis
Local: 
Catedral Metropolitana de Florianópolis
Data: 
6 de janeiro às 18h30
Realização: 
Catedral Metropolitana de Florianópolis – Núcleo de Estudos Açorianos (NEA)
Informações: 
Joi – 99982-8938