Parceria entre Brasil e União Europeia busca inovar setor de computação na nuvem

06/09/2016 17:14

Uma iniciativa de coordenação e apoio financiada pela Comissão Europeia e pelo Ministério da Ciência e Tecnologia brasileiro, por meio do edital H2020, trouxe para o Rio de Janeiro seis projetos colaborativos em computação na nuvem a fim de iniciar um plano de ações para inovar o setor. Além disso, foram realizados dois workshops no Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC). O objetivo principal da iniciativa é criar um mapa de pesquisa sobre as principais necessidades de inovação na área da computação na nuvem. Os resultados serão utilizados para projetos futuros.

EUBrazilCloudConnect, EUBRA-BIGSEA, HPC4E, Futebol, SecureCloud, FIBRE: esses são os acrônimos para seis projetos que, há alguns anos, iniciaram uma colaboração entre instituições brasileiras e europeias a fim de impulsionar a inovação em diferentes campos de aplicação das tecnologias em computação na nuvem. Para facilitar a criação de um modelo de cooperação que permita a Europa e o Brasil a desenvolver uma estratégia comum para pesquisa e inovação no setor, o EUBrasilCloudFORUM organizou um encontro em 18 de março, no Rio de Janeiro, para começar a construir cenários comuns baseados em necessidades de colaboração, prioridades e oportunidades entre Brasil e Europa. Além disso, no XXXVI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação (CSBC), realizado entre os dias 4 e 7 de julho em Porto Alegre (RS), o projeto organizou o primeiro “Workshop on Cloud Networks” (WCN) e o terceiro “Cloudscape Brazil”, com a participação de pesquisadores, membros de agências governamentais e pessoas ligadas à indústria. Os resultados desses dois eventos podem ser encontrados aqui. No dia 20/9 ocorre em Brasília o ICT Week, evento onde será lançada a 4ª chamada do projeto envolvendo os temas de Internet das Coisas, internet 5G e computação na nuvem, também com participação do projeto EUBrasilCloudForum. O projeto também criará uma base de dados de empresas para participar de futuras chamadas e divulgar os resultados e produtos na área de computação em nuvem.

O projeto tem envolvimento de diversas instituições brasileiras e internacionais como a Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Brasília (UnB) e Universidade de Coimbra. A UFSC é representada no projeto pelo professor do Centro Tecnológico de Joinville, Giovani Gracioli, e do professor do Departamento de Informática e Estatística, Antônio Augusto Medeiros Fröhlich.

Mais informações no site ou na página no Facebook.

 

Bruno Rosa Ramos/Estagiário de Jornalismo/Agecom