Professor da UFSC representa América Latina em conferência na África

03/08/2016 14:10
Mahama da União Africana. Foto: divulgação

Mahama Ouedraogo, da União Africana. Foto: divulgação

O Projeto Imagine, que leva conhecimento científico a comunidades rurais e indígenas de diferentes países, participou da 2ª Conferência Africana sobre Doenças Infecciosas Emergentes e Biossegurança, em Lagos, Nigéria, entre os dias 27 e 29 de julho.

O evento reuniu os principais nomes do continente africano nas áreas de Saúde, epidemias; de Educação Científica e de Biossegurança, de governos e de empresas de Biotecnologia da Europa e América do Norte.

O coordenador do Projeto e professor da UFSC, André Ramos, ministrou quatro palestras – duas em sessões plenárias – como representante da América Latina, nas quais avaliou o panorama atual da ciência latino-americana (primeiro dia) e auxiliou a elaboração de propostas de políticas de popularização científica para o continente africano (encerramento).

Hakeem Kae-Kazim, ator. Foto: divulgação

Hakeem Kae-Kazim, ator. Foto: divulgação

Destaque para as palestras da embaixadora Bonnie Jenkins, nomeada pelo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para coordenar programas de redução de risco biológico, químico e nuclear; dos representantes da Interpol, Rebecca Hoile, e da União Africana, Mahama Ouedraogo. Além disso, sessões especiais contaram com a participação do ator Hakeem Kae-Kazim, que atuou nos filmes Piratas do Caribe e X-Men, e nas séries Lost e Law & Order. Hakeem, que se identificou com a filosofia inclusiva do projeto da UFSC, apresentou a ideia de uma nova série televisiva, chamada Bloodtrade, que contará a história dramática de pessoas que enfrentaram a epidemia de Ebola no oeste africano.

O professor foi convidado pela presidente da African Gong, a Rede Pan-Africana para a Popularização da Ciência e da Tecnologia, Elizabeth Rasekoala. A cientista africana é consultora na área energética e da comunicação científica de vários governos, União Europeia, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e Comissão de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU).

Entre os temas tratados na conferência, as estratégias para enfrentamento do surto de Ebola em 2014, programas de prevenção de novas epidemias, desenvolvimento de vacinas e depoimentos de sobreviventes do vírus na Libéria. Além disso, houve debate sobre os riscos de segurança global relacionados a eventual uso de partículas virais como arma biológica em ações terroristas.

Sobreviventes Jerald Dennis e Prince Clarke

Sobreviventes Jerald Dennis e Prince Clarke. Foto: divulgação

Após o encerramento, André Ramos foi convidado a participar da comissão de programas para a próxima edição do evento (3rd African Conference on EID, Bio-Security and Science Communication), que será realizada em 2017, em Gana. E indicado pelos organizadores como o novo embaixador do African Gong para a América Latina.

Mais informações do evento e do Projeto Imagine no Facebook.