Projeto de empresa júnior da UFSC promove a inclusão de alunos com deficiência física em atividades esportivas

01/10/2014 17:40

A i9 Consultoria, empresa júnior (EJ) do curso de Engenharia Mecânica da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), desenvolve um projeto para a construção de uma cadeira de rodas adaptável com o intuito de incluir alunos com deficiência física em atividades esportivas nas escolas. O projeto está em fase de elaboração e conta com o apoio do professor Luciano Lazzaris Fernandes, vice-diretor do Centro de Desportos (CDS) da UFSC, e a orientação do professor João Carlos Linhares. À frente do projeto estão Marina Brandt e Gabriel Baccarin, alunos de engenharia e membros da EJ. Eles estão sob a supervisão do professor João Linhares e utilizam uma metodologia de elaboração do projeto que contém quatro etapas, criada por docentes da Universidade.

Luciano Fernandes, que trabalha com esporte adaptado, comenta que “o cenário do aluno com deficiência física na rede regular de ensino não é muito agradável, seja na sua locomoção no ambiente escolar ou nas aulas de Educação Física”. O professor Linhares comenta que essa metodologia “garante que os clientes de todas as etapas do ciclo de vida do produto sejam bem atendidos, requisito chave para o sucesso de um produto”.

Gabriel Baccarin, Marina Brant e Prof. Luciano Lazzaris

Gabriel Baccarin, Marina Brant e professor Luciano
Lazzaris. Foto: Comunicação/Fejesc

A equipe está, atualmente, na terceira fase do projeto, que envolve modelagem em software e as simulações necessárias para validar o trabalho e garantir que a cadeira tenha segurança, resistência e portabilidade. A quarta etapa é a documentação desse processo, com desenhos técnicos necessários para a produção, manuais e todo o conjunto de informações que permitem a construção da cadeira.

“A cadeira de rodas de uso diário não possui as características necessárias para o bom desempenho da prática do esporte. Além disso, é muito difícil que um aluno possua condições financeiras para adquirir uma cadeira de rodas específica para a prática esportiva, que são produzidas de forma bastante personalizada. A ideia da cadeira é uma mescla da esportiva e da de uso diário”, afirma o professor. A cadeira de rodas final deverá ser adaptável para que alunos de idade e tamanho diferentes também possam utilizá-la. O projeto ainda pretende proporcionar a vivência aos alunos não deficientes para que eles entendam as dificuldades dos colegas, tornando a cadeira um instrumento pedagógico.

“Nosso intuito é quebrar barreiras, tabus e preconceitos”, finaliza Fernandes. Com o projeto concluído, a equipe da i9 Consultoria buscará patrocinadores para a montagem de protótipos e a produção de alguns exemplares.

Mais informações: www.i9.ufsc.br e www.fejesc.com.br

Felipe Freitas/ Estagiário de Jornalismo da Agecom/ UFSC, com informações da i9