Conselho Universitário aprova cessão de terreno da UFSC para duplicação da Edu Vieira

06/05/2014 15:10

Os membros do Conselho Universitário (CUn) da UFSC se reuniram em sessão extraordinária nesta terça-feira (6) para apreciar encaminhamentos referentes à cessão do terreno da UFSC para duplicação da Avenida Antônio Edu Vieira. Por 24 votos favoráveis e 14 contrários, foi aprovado o parecer original, do relator e conselheiro Paulo Pinheiro Machado, favorável à cessão da área de propriedade da Universidade com o intuito de viabilizar o alargamento de parte da via, mas com condicionantes.

O parecer original, antes da votação, sofreu acréscimos para contemplar pedidos de conselheiros e da comunidade. Foram incluídos a metragem quadrada dos prédios do Centro de Desportos (CDS) que serão atingidos e a especificação do projeto básico e executivo, em conformidade com a legislação em vigor e o pedido para que a Prefeitura de Florianópolis informe o orçamento relativo às obras previstas.

O parecer de vistas foi lido durante a reunião. Representantes da comunidade do Pantanal, da Comissão de Estudos de Transporte e Mobilidade da Universidade Federal de Santa Catarina e da Bacia do Itacorubi (CETM/UFSC) – formada por representantes da UFSC, da Prefeitura Municipal e da comunidade do entorno – e do Grupo de Estudos de Mobilidade Urbana (GEMURB) participaram da reunião e tiveram a oportunidade de se manifestar sobre o assunto em pauta.

Uma audiência pública, de caráter consultivo, foi realizada no dia 29 de abril para ouvir a comunidade a respeito do processo. Além dos pareceres e das reivindicações levantadas pelos moradores do entorno, o CUn considerou também o relatório da CETM/UFSC e o Protocolo de Intenções firmado entre UFSC e PMF, que indica as contrapartidas que deverão ser assumidas pela Prefeitura em troca da cessão do terreno. O cumprimento das diretrizes apontadas no relatório e das ações documentadas no Protocolo de Intenções serão acompanhadas pela Universidade.

Posse

A reitora Roselane Neckel, no início da reunião do Conselho Universitário, empossou os novos diretores do campus de Joinville eleitos pela comunidade – a diretora Geral, Cátia Regina Silva de Carvalho Pinto, e o diretor Acadêmico, Maurício de Campos Porath – e agradeceu o trabalho desempenhado pelos antecessores Luís Fernando Peres Calil e Suelí Fischer Beckert.

Durante a reunião, a reitora também empossou a nova diretora Administrativa do campus de Araranguá, Samira Belettini Borges.

Manifestações

Os estudantes do curso de Cinema foram autorizados a ler um documento, no qual indicam que entraram em greve e apresentaram as reivindicações à Direção do Centro de Comunicação e Expressão (CCE) e à Administração Central da UFSC. A reitora respondeu que todos os encaminhamentos estão sendo dados. Em comunicado emitido ontem, o Pró-Reitor de Graduação da UFSC, Julian Borba, informou que está ciente das reivindicações dos alunos do curso de Cinema e das questões levantadas e que a Prograd já esteve reunida com a Chefia de Departamento, Coordenação do curso e Direção de Centro para tratar dessas necessidades.

“Estamos dando encaminhamento às demandas de infraestrutura em conjunto com a Proplan, as questões relacionadas à necessidade de professores depende da disponibilização de vagas pelo MEC, da mesma maneira que a de técnicos-administrativos em Educação”, complementa Borba. Uma das reivindicações dos estudantes por um técnico-administrativo em Educação para o curso de Cinema foi atendida no dia 15 de abril, com a nomeação por concurso de um operador de câmera em Cinema e TV. O novo técnico tem até 45 dias para começar a trabalhar.

 

Bruna Bertoldi Gonçalves
Jornalista / Diretoria-Geral de Comunicação

Foto em destaque: Wagner Behr / Agecom / UFSC