Com equipe reforçada, blog sobre descobertas científicas adota enfoque mais crítico

21/03/2014 14:59

O blog “Cientistas descobriram que…”, sobre descobertas científicas realizadas por pesquisadores de todo o mundo, traz mudanças para este primeiro semestre de 2014. Coordenado pelo professor Ricardo Castilho Garcez, do Centro de Ciências Biológicas (CCB) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), o projeto conta agora com cinco novos colaboradores – no total serão 12 professores, distribuídos em diversas áreas de conhecimento, como Biologia, Biomedicina, Física, Química e Engenharia. Isso permitirá que os textos postados sejam multidisciplinares, com uma maior abrangência de conteúdos. Outro aspecto que terá alteração é a periodicidade das publicações, que passará de quinzenal a semanal.

O professor Ricardo Castilho explica que, a partir de questionamentos dos leitores, o blog passou a ter um olhar mais questionador sobre a ciência, deixando de ser apenas um canal de divulgação. “A maioria da população brasileira carece de educação científica, de entender melhor o que é a ciência e como o processo científico funciona. A equipe combinou, na medida do possível, que vamos discutir os temas de maneira a despertar em nossos leitores uma visão mais crítica da ciência”.

Com um pouco mais de cinco meses de atividade, o blog já obteve mais de 10 mil acessos, além de contar com quase 900 seguidores em sua página na rede social Facebook. A primeira postagem de 2014 aborda uma revolução em potencial que se apresenta nas páginas da revista Nature: uma nova técnica, desenvolvida por cientistas japoneses, permite transformar células adultas em células equivalentes às embrionárias, de maneira ainda mais simples e totalmente não invasiva. Uma boa notícia, caso não resida aí uma suspeita de fraude, já que até o momento vários cientistas ainda não conseguiram repetir o experimento.

Os textos, antes de serem publicados, são revisados pelo professor Paulo Roberto Petersen Hofmann, do CCB-UFSC, responsável pela revisão final. Além do professor Ricardo, a equipe de redação que iniciou o projeto é formada por Tiago Góss dos Santos, pesquisador do Hospital AC Camargo, de São Paulo; Marco Augusto Stimamiglio, pesquisador da Fiocruz, de Curitiba (PR); Bruno Costa Silva, pesquisador da Cornell University, de Nova Iorque (EUA);  e a professora Hélia Neves, da Universidade de Lisboa (Portugal). Os cinco novos pesquisadores, que entram no projeto como colaboradores nas postagens, são Andréa G. Trentin, pesquisadora do Departamento de Biologia Celular (UFSC); Bruno J. Gonçalves da Silva, pesquisador do Departamento de Química da Universidade federal do Paraná (UFPR); Cristiano Binder, professor do Departamento de Engenharia Mecânica (UFSC); Giordano W.  Calloni, professor do Departamento de Biologia Celular (UFSC); Paula Borges Monteiro, do Grupo de Física Teórica do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC); Renata C. Kiatkoski, pesquisadora do Departamento de Química da Universidade Federal de Sergipe (UFS); e Vinícius Cláudio Zoldan, pesquisador do Centro Nacional em Tecnologia Eletrônica Avançada (CEITEC), de Porto Alegre.

Acesse o blog: http://cientistasdescobriramque.wordpress.com/ ou Facebook: https://www.facebook.com/cientistasdescobriramque?fref=ts

Mais informações podem ser obtidas com o Professor Ricardo Castilho Garcez, pelo telefone (48) 3721-2963.

Andressa Prates/ Estagiária de Jornalismo da Agecom/ UFSC

Claudio Borelli / Revisor de Textos da Agecom / Diretoria-Geral de Comunicação /