Centro de Desportos completa 40 anos e reúne personagens da sua história

18/11/2013 07:45

 

1973 a 2013. Há quarenta anos surgia o Centro de Desportos (CDS) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), e esta trajetória foi celebrada nesta terça-feira, 12 de novembro, no auditório da Reitoria, em sessão solene do Conselho Universitário (CUn). A noite foi marcada por lembranças, alegria, homenagens e agradecimentos a “todos e todas” que construíram e tornaram este Centro referência local, estadual e nacional em ensino, pesquisa e extensão. Das 11 células que compõem a UFSC, o CDS possui uma tarefa especial – levar o esporte à sociedade – e a cumpre com excelência por meio das atividades esportivas, científicas, artísticas e culturais. Com o desejo de transformar a vida das pessoas, seus projetos e programas envolvem a comunidade interna e externa, tendo como público-alvo idosos, portadores de deficiência, crianças, jovens e adultos. Essa troca de experiências promove educação, saúde, qualidade de vida, e, cada vez mais presente, a inclusão social.

Para compor a mesa, foram chamados a reitora Roselane Neckel, a vice Lúcia Helena Martins Pacheco, o diretor do CDS Edison Roberto de Souza, o vice-diretor Luciano Lazzaris Fernandes, e o ex-reitor no período de 1980/84, Ernani Bayer, que, na gestão do reitor Roberto Mündell de Lacerda (1972/76), foi sub-reitor de Assistência e Orientação ao Estudante, período da implantação da Prática Desportiva e da criação do CDS. A secretária-geral dos Órgãos Deliberativos Centrais da UFSC, Juliana Cidrack Freire do Valle, conduziu os membros do CUn, que ocuparam as primeiras filas do auditório.

O público assistiu a um vídeo com as fotos históricas do CDS, em que foram retratados momentos marcantes como as reuniões, as primeiras aulas, as competições, Esporte em Férias, a enchente na piscina, os blocos administrativos, o primeiro laboratório, a primeira quadra de tênis, o Bloco 5 – A e B, a galeria dos diretores, a homenagem aos primeiros professores, a cobertura da piscina, Copa Davis, a piscina adaptada, Centro de Convívio, Hora do Esporte, a comunidade no CDS e as ultimas conquistas.

Neusa Maria Búrigo, integrante do primeiro grupo de professores, relembrou os aspectos ligados à origem do CDS. Com a Reforma Universitária de 1969, em pleno Regime Militar, o governo impôs a prática da Educação Física em todo o sistema de ensino, com predominância na educação superior. Em 1973, a Prática Desportiva torna-se realidade na UFSC, e a professora ressalta a participação do “padrinho”, professor Bayer, nesse processo de implantação. Outras datas citadas foram: 7 de outubro de 1974, criação do curso de licenciatura em Educação Física – inserido na área de Artes e Comunicações para o Vestibular de 1975; 1977, criação do primeiro curso de especialização lato sensu. Muitos dos profissionais que fizeram parte do quadro docente da UFSC se formaram na Escola Superior de Educação Física da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

A professora contou que “os primeiros tempos não foram fáceis, pois a visão era de que a educação física era para crianças e jovens”. As 31 turmas iniciaram as aulas no segundo semestre de 1973, e não eram ministradas no Campus João David Ferreira Lima, no bairro Trindade, tendo os professores que se deslocar até a parte continental pela ponte Hercílio Luz. No ano seguinte (1974) as aulas passaram para o campus sede. “Essa implantação foi feita por pessoas que acreditavam, e ainda acreditam, na prática do esporte como um fator importante para o desenvolvimento humano”, complementa.

A importância do CDS pôde ser visualizada na “Árvore da Disseminação”, que mostrou as ramificações do Centro que extrapolam o estado de Santa Catarina e até mesmo o Brasil. O sucesso se deve ao desempenho de todos os servidores e estudantes envolvidos. E a história continua sendo escrita pelos atuais 22 técnicos-administrativos, 48 docentes498 alunos de graduação (licenciatura e bacharelado) e 109 de pós-graduação (mestrado, doutorado e pós-doutorado).

O Grupo Canto Vozes da Ilha em Seresta do Núcleo de Estudos da Terceira Idade (Neti) cantou em vários momentos. E entre uma música e outra, os representantes homenagearam, com medalhas e diplomas, os servidores técnico-administrativos e docentes aposentados; os ex-diretores; os ex-alunos das duas primeiras turmas formados no segundo semestre de 1977 e no primeiro de 1978 – que representam os estudantes da época e fazem parte do quadro de docentes da UFSC, Marize Amorim Lopes, Sidney Ferreira Farias e Édio Luiz Petroski; os técnicos-administrativos Hermelino Rodrigues Filho, José Miroski e Élio Gregório Rosa, e os docentes Ivete Vieira Dutra, Markus Vinicius Nahas (liderou a implantação dos cursos de pós-graduação) e Joaquim Felipe de Jesus. Fez menção aos servidores falecidos e a todos que trabalham atualmente no CDS.

Entre as homenagens especiais, destaca-se a que a reitora fez a seu pai Willibaldo José Neckel, que fez parte do grupo dos primeiros professores do CDS e o dirigiu de 1992 a 1996. Ernani Bayer destacou o êxito dessa história e da importância de formar os jovens para um mundo melhor. Uma preocupação que existia no início era quanto ao mercado de trabalho para a Educação Física, e mostrou-se que este se cria no momento em que se formam profissionais. “Estou satisfeito e orgulhoso com os 40 anos e por ter feito algo pelo CDS”, afirma.

“Rememorar é comemorar”. Com essas palavras, Roselane iniciou sua fala, marcada por lembranças trazidas da infância. “Desde criança partilho a luta da construção deste Centro”. “Quero homenagear cada um, cada nome”. “Penso sempre em trabalho quando me lembro do CDS”, onde aprendeu os princípios da Administração Pública. “Muito obrigado a todos e todas”.

Confira a relação de servidores homenageados

Aposentados

Técnicos-administrativos

De acordo com o registro no livro “CDS e sua História”, do professor Vilmo Francisco de Farias

Antônio Alberto Mendes

Alauri Félix

Bertolino Melmestet

Benhil Beccari

Dilma Maria Viganigo

Edson da Silva

Evaristo José Correia

Humberto José de Souza

Ines Maria da Silva

Leonor Viggânigo

Luiz Hammes

Nelson Valdemiro de Souza

Olavo Carneiro da Cunha Brito

Osnaildo Osvaldo Ramos

Tereza Trindade Borges

Zulmar Joaquim Florindo

Professores 

Alva Neves Pessi

Álvaro Koeler de Araujo

Antonio Carlos Donath

Arno Krug

Clarice Maria de Loudes Tomasi

Denia Maria Zanatta Brandeburgo

Edson Ledoux

Elenor Kunz

Hercides José da Silva

Iara Regina Damiani

Ivete Ouriques Quint

Jamira Lindocir da Silva

João Carlos Amarante

João José Cordeiro

João Luiz Buss Trentin

Linéia Coral

Manoel Obdulio Rebelo

Maria Aparecida Duarte Waterkemper

Maria Cecilia de Miranda Mocker

Maria de Fátima Da Silva Duarte

Maria do Carmo Oliveira Saraiva

Maria Inez Kuerten

Marina Linder Heidrich

Marisa Goulart

Mauricio Roberto da Silva

Matias Inácio Battisti

Neuza Maria Burigo

Nilton Poeta de Melo

Nivaldo de Paula Lemos

Nivea Terezinha Duarte Heidrich

Odir José Prazeres

Oscar José Orsi Archer

Pedro Paulo Flores

Raquel Stela de Sá

Saray Giovana dos Santos

Ubirajara Oro

Valmir Gomes

Vania Raulino Ribeiro

Vilmo Francisco de Farias

Virginia da Cunha

Wilson Arcanjo da Silva

Yuta Sandra Balsini Falqueto

Falecidos

Técnicos-administrativos

Ari Laurentino

Agenor João Vieira

Maria da Silva Bernardes

Osmar Cioff

Osmar Nunes Pires

Telemaco Siridakis Filho

Carlos Manoel Rosa

Professores

Ademir Tadeu Cardoso

Airody Pinheiro dos Santos

Júlio Cesar Marchi

Mauro Moser

Murilo Barreto

Ronaldo Luiz Schreiner

Ex-diretores

Ernesto Vahl Filho (1973-1977/1978- 1980)

José Carlos Becker (1976-1977)

Ronaldo Luiz Schreiner – In Memória (1977-1978)

Luiz Pegoraro (1980-1984)

Jorge Ricardo Martins (1984-1988)

Joel Cardoso (1988-1992)

Willibaldo José Neckel (1992-1996)

Célio José Gerent (1996- 1996)

Nelson da Silva Aguiar (1996-2000)

Júlio Cesar Schmitt Rocha (2000-2004)

Osni Jacó da Silva (2004-2008)

Juarez Vieira do Nascimento (2008-2012)

Mais sobre o CDS 

O Centro de Desportos disponibiliza salas de aula e de estudos, de informática, laboratórios e núcleos de pesquisas, unidades administrativas, complexo aquático, piscina olímpica (aquecida e coberta), quadras de tênis de campo, pista de atletismo, ginásios poliesportivos, campo de futebol, quadras polivalentes e laboratórios de dança, ginástica, condicionamento físico e artes marciais. O CDS é palco de competições esportivas abertas à comunidade universitária, como a tradicional Copa UFSC. É também o lugar onde os alunos fazem as atividades físicas de disciplinas curriculares ou extracurriculares.

Os Núcleos de Pesquisa possuem amplas instalações e equipamentos necessários para a realização dos trabalhos investigativos. São eles: Atividade Física e Saúde (NuPAF), Estudos Pedagógicos (Nepef), Cineantropometria e Desempenho Humano (NUCIDH) e Estudos em Tênis (Netec). Também são responsáveis por diversas publicações regulares, destacando-se a Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano e a Revista Motrivivência. Da mesma forma, os laboratórios de Biomecânica (Biomec), Ergonomia (Laerg), Esforço Físico (Laef), Mídia (LaboMídia), Orientação em Atividade Física e Saúde (Loafis) e de Pedagogia do Esporte (Lape) consolidam-se como espaço didático para apoio às atividades realizadas no CDS.

Os estudantes têm a oportunidade de participar de projetos de extensão em mais de 30 modalidades esportivas, que proporcionam a prática dentro da formação acadêmica. Para a produção de conhecimentos inovadores, recebem, ainda, incentivos por meio da oferta de bolsas de iniciação científica,pesquisa, monitorias e Programa Especial de Treinamento (PET).

Em parceria com outros departamentos da UFSC, o Centro de Desportos iniciou, em 1996 e 2006, respectivamente,o mestrado e o doutorado – o primeiro em Santa Catarina –,  e, em 2008, as atividades de pós-doutorado. O Programa de Pós-Graduação em Educação Física é composto por três áreas de concentração: Atividade Física Relacionada à Saúde; Teoria e Prática Pedagógica em Educação Física; e Biodinâmica do Desempenho Humano. Recentemente, foi avaliado pela Capes com conceito 5, o que demonstra a qualidade do corpo docente e discente e o grande impacto da sua produção científica.

Mais informações: http://portalcds.ufsc.br/ ou http://ppgef.ufsc.br/. 

Rosiani Bion de Almeida/Equipe Agecom/UFSC com informações do texto da jornalista Margareth Rossi do livro UFSC_50_Anos_Trajetórias e Desafios, org. por Roselane Neckel e Alita Diana Küchler

Fotos: Jair Quint/Agecom/UFSC

Assista à matéria produzida pela TV UFSC: